Receber Seguro Desemprego Prejudica Aposentadoria?

Seguro desemprego pode ser acumulado com aposentadoria?

Alguém que é aposentado não pode receber ao mesmo tempo seguro-desemprego e outros benefícios da previdência social.

Não é cumulável com a aposentadoria:

  • Auxílio doença
  • Seguro desemprego

receber-seguro-desemprego-prejudica-aposentadoria

O aposentado por invalidez ou especial também não recebe seguro desemprego. Desse modo, receber seguro desemprego prejudica a aposentadoria. Isso porque há o cruzamento de informações entre a Caixa Econômica, que paga o seguro desemprego, e o Instituto Nacional do Seguro Social – INSS. Se a pessoa recebe seguro desemprego e vai se aposentar, a Caixa bloqueia o pagamento do seguro, logo após a confirmação da aposentadoria.

Quais benefícios do INSS são cumulados com a aposentadoria?

Apenas os seguintes benefícios do INSS são cumuláveiscom a aposentadoria, como pensão, auxílio reclusão (porque é destinada à família do preso e não ao preso) e o auxílio-acidente, para quem sofrer acidentes de trabalho.

Isso porque esses benefícios não substituem o salário do trabalhador, mas sim são apenas auxílios adicionais.

aposentado-pode-receber-seguro-desemprego

Uma dúvida bastante comum é se aposentado tem direito de receber o seguro desemprego, confira mais detalhes acessando: https://segurodesemprego.com.br/aposentado-tem-direito-a-seguro-desemprego.htm

Pensão por morte

A pensão por morte é cumulada com aposentadoria porque se destina ao pagamento da família de quem morreu. Assim, a previdência exige que o falecido tenha contribuído no mínimo determinado tempo, que é de 12 a 36 meses, mas que depende do caso concreto, ou seja, de caso a caso.

Auxílio-reclusão

O auxílio reclusão, diferentemente do que a maioria das pessoas pensa, é destinado à família dos presos, durante o tempo em que estes ficarão presos, e desde que a empresa onde trabalhavam não pague salário, que eles não estejam recebendo auxílio doença, aposentadoria ou outro benefício chamado de permanência. Ademais, o beneficiário deve ter contribuído com o INSS e não pode pagar ao INSS mais do que pouco mais de R$ 600.

Auxílio-acidente

Terão direito ao auxílio acidente aquele que sofre algum acidente que deixa a pessoa com sequelas que diminuem o potencial de trabalho de uma pessoa, mas que mesmo assim não gerarão, por exemplo, aposentadoria por invalidez. Ou seja, quem recebe auxílio acidente pode trabalhar em outro tipo de atividade. Com a aposentadoria o auxílio acidente deixa de ser pago ao aposentado comum. Só poderão receber auxílio acidente, empregado, trabalhadores avulsos e segurados especiais.

Tirou todas as suas dúvidas se aposentado pode receber seguro desemprego? Como vimos, aposentado não pode receber seguro desemprego, porque um dos requisitos para que alguém receba seguro desemprego é a falta de outra renda que possibilite a subsistência de uma família.

Assim, se o aposentado tem a renda, que é a aposentadoria, mesmo que volte a trabalhar para complementar a renda e acabe perdendo o emprego, não terá direito ao seguro desemprego.

Se você é aposentado e precisa continuar trabalhando, também terá que pagar INSS e imposto de renda, normalmente. Infelizmente, a melhor ideia é poupar ao máximo, para que você consiga manter o seu padrão de vida de forma razoável caso você venha a perder o seu emprego e tenha apenas o dinheiro da aposentadoria para sobreviver.

Cartão SUS – Imprimir, Consulta, Número, 2 Via

Cartão SUS – Cadastro e Emissão

O Cartão do SUS é um benefício que visa auxiliar a vida de todos os brasileiros. Isso porque ele facilita na hora de realizar agendamentos, bem como nos atendimentos da rede do SUS. De posto de saúde a hospitais conveniados ao SUS, o cartão SUS tem diversas facilidades, como o histórico do paciente, exames solicitados, dentre outros.

cartao-sus

No Cartão SUS há um número que reflete a identificação da pessoa. Acontece que atualmente as pessoas são obrigadas a carregar diversos tipos de cartões e documentos. Assim, é possível que infelizmente sofram roubos, furtos ou mesmo percam o Cartão do SUS. E, claro, como sempre, há como fazer uma segunda via do Cartão SUS.

2 Via cartão SUS

Saúde é um assunto delicado e sério. Nunca sabemos o que pode nos acontecer desde em casa até na rua ou quando vamos precisar de atendimento médico. E até por conta dos preços altos dos planos de saúde, nem todas as pessoas têm condições de arcar com esses custos e dependem do SUS.

Desse modo, é bom ter o cartão SUS em mãos, pois caso aconteça algum imprevisto ou emergência, o atendimento é bem mais rápido ou facilitado. Logo, ter o cartão SUS em mãos pode ser uma questão de sobrevivência.

cartao-sus-2-via

A 2 via do cartão sus é gratuita, ou seja, você não precisará pagar nada para emiti-la. É possível, ainda, que você consulte diversas informações do SUS no Cartão SUS online, que alia a tecnologia a benefício dos pacientes.

Como tirar 2 via do Cartão SUS?

Pedir a segunda via do Cartão SUS é bem simplificado e não traz dores de cabeça aos pacientes. É só comparecer à unidade de saúde mais próxima da sua casa ou até mesmo à Secretaria Municipal de Saúde.

Para emitir segunda via do Cartão SUS é preciso que o usuário leve seus documentos pessoais, como RG e CPF, bem como explicar porque quer uma 2 via do Cartão SUS. É possível que você receba o seu cartão na hora, sem ter que aguardar correspondências. No entanto, isso vai depender da estrutura da unidade de saúde escolhida.

cartao-sus-numero

Porém, em quase todas as unidades de saúde é possível ter o cartão SUS em mãos. Isso porque o servidor do SUS fará a impressão por meio dos dados registrados no sistema chamado de “cadweb”. Depois disso, sempre lembre de cuidar bem e guardar a 2 via do cartão SUS em um local seguro e limpo.

Cartão SUS Digital online

Melhor do que enfrentar filas e comparecer aos postos de saúde quase sempre lotados é pedir o cartão SUS pela internet. O procedimento é rápido e você não precisa ter muitos conhecimentos avançados em informática. E o melhor: poderá pedir a segunda via do Cartão SUS pela internet.

É só acessar o Portal do Cidadão e clicar em “Área de Cadastro”. Após, uma nova página abrirá e serão solicitados dados pessoais, como data de nascimento, filiação, nome completo, RG, CPF, cidade natural etc.

emissao-cartao-sus

Logo após, é só fazer a impressão do protocolo do cartão SUS e aguardar a chegar do cartão em sua casa. Durante esse período, caso precise de atendimento do SUS, o paciente pode usar o protocolo para receber os serviços do SUS.

Caso você, por algum motivo específico e pessoal, precise receber o cartão SUS rapidamente, é só ir à Secretaria de Saúde Municipal e levar o protocolo, que tem um prazo de validade de 3 meses. Se você não recebeu o cartão nesse prazo ou perdeu o protocolo, terá que pedir outro pela internet.

Mas é quase provável que você consiga imprimir a 2 via do cartão SUS na unidade de saúde que fique mais perto da sua casa.

Ter o cartão SUS junto de você é uma garantia de que terá atendimento rápido e, inclusive, um histórico médico para apresentar, caso fique impossibilitado de falar ou se manifestar, se uma emergência acontecer.

cartao-sus-imprimir

Ficou com alguma dúvida a respeito do seu cartão SUS? Não deixe de solicitá-lo o mais rápido possível, já que você terá problemas com o seu atendimento caso não o tenha e precise de auxílio médico.

E se você nunca teve cartão SUS por alguma razão, seja porque nunca mais precisou de atendimento do SUS, ou porque tinha plano de saúde, mas acabou ficando doente, e agora quer recorrer ao sistema público, não tema. É só fazer o cadastro pela internet, da forma indica, e fazer a solicitação do seu cartão SUS facilmente. Essa é mais uma garantia de que você poderá ser atendido rapidamente e de modo descomplicado.

Se tiver alguma dúvida, contate uma unidade de saúde próxima da sua casa e tenha outras informações a respeito da 2 via do cartão SUS.

Adicional Noturno – Valor, Cálculo, Como Funciona

Como Funciona o Adicional Noturno?

Se você tem dúvidas sobre o adicional noturno, está no lugar certo. O adicional noturno é um direito de milhares de brasileiros que trabalham à noite ou que estendem a sua jornada durante esse período.

adicional-noturno

Abaixo, você saberá diversas informações a respeito do adicional noturno e poderá retirar todas as suas dúvidas sobre esse benefício legal e que é uma exigência da CLT.

O que é adicional noturno?

Se você trabalha em uma empresa que funciona durante a noite, há uma série de obrigações que terá de cumprir. Primeiramente, é importante que você saiba que todos os trabalhadores que laboram durante a noite devem receber um salário maior do que aquele que atua de dia. Isso está previsto na CLT.

O adicional noturno é de obrigatório pagamento para quem labora das 22h às 5h da manhã do próximo dia. Isso é muito comum em ofícios como vigilantes, trabalhadores de fábricas, porteiros, enfermeiros, médicos e outros.

Mas se você trabalha à noite e no campo, ou seja, exerce atividade rural, o adicional noturno passa a contar a partir das 21h para quem trabalha com agricultura e às 20h no caso daqueles que atuam com criação ou abate de animais.

Nesses casos, o empregador deve diminuir em até 1 hora a duração da jornada de trabalho e pagar o adicional noturno a cada hora trabalhada. Isso acontece porque os trabalhos noturnos geralmente são mais desgastantes para o organismo, já que se convencionou que é durante à noite que as pessoas entram em repouso.

adicional-noturno-regras

E, assim, o descanso realizado de modo inverso, ou seja, durante o dia, nem sempre proporciona a mesma qualidade de sono ou de relaxamento, desde por conta da luz solar e até mesmo pelo barulho das grandes cidades. Assim, a vida de um trabalhador noturno é, em regra, bem diferente da rotina de um trabalhador diurno.

Considerando tudo isso, o trabalhador noturno deve ser compensado de alguma forma. E é justamente em virtude disso que existe o adicional noturno, como forma de “ressarcimento” por um trabalho que é feito em um horário que, a princípio, deveria ser de descanso.

Valor do adicional noturno?

Mas qual é o valor do adicional noturno? Pela CLT, o valor do adicional noturno é de, pelo menos, 20% sobre a hora “comum” realizada durante o dia, no caso de trabalhadores urbanos, e de pelo menos 25% a mais por hora trabalhada, na hipótese de trabalhadores do campo.

Como consultar adicional noturno?

A título de informação, o adicional noturno aparece sempre no contracheque do trabalhador, de forma separada. E se a empresa não pagar adicional noturno? É cabível uma ação judicial cobrando o valor.

adicional-noturno-como-calcular

Como calcular o adicional noturno?

Para calcular o adicional noturno é preciso que outro valor seja levado em consideração. Para quem trabalha durante a noite, “a hora trabalhada” não equivale a 60 minutos, mas sim a 52 minutos e 30 segundos. Isso significa que o trabalhador noturno terá uma redução de mais de 10% em sua jornada de labor. E tudo aquilo que sobra será contabilizado como hora extra, que tem um valor de 50% somado ao valor da hora.

O valor do adicional noturno não vai levar em consideração importes pagos como remuneração, ou seja, só valerá para fins de adicional noturno os valores pagos a título de salário-base (sem vale refeição, vale transporte, hora extra etc).

Para calcular o adicional noturno é só fazer uma breve conta de contas horas por mês você trabalha. Normalmente, são 8 horas diárias e 40 semanais, mas isso vai depender do caso específico. Após, você dividirá o seu salário pelo número de horas, para encontrar o valor de cada hora trabalhada. Com base nisso, vai multiplicar o valor de cada hora por 20% ou 25%, conforme o caso.

Você também deve considerar que se sua jornada começa de dia e termina durante a noite, o adicional só incide sobre as horas laboradas à noite.

Finalmente, ainda que o adicional noturno não se integre ao salário-base do empregado, ele trará efeitos no cálculo do FGTS, das férias e do 13°, por exemplo.

Exemplo de Cálculo de Adicional Noturno

adicional-noturno-calculo

Tirou todas as suas dúvidas a respeito do adicional noturno? Se tiver alguma dúvida, não deixe de consultar um advogado especializado na área trabalhista para saber sobre todos os seus direitos.

Se você trabalha durante a noite, o pagamento de adicional noturno é uma obrigação para o empregador. Caso o seu empregador não esteja o pagando, você pode realizar uma denúncia anônima ao Ministério do Trabalho ou ao Ministério Público do Trabalho, que irão investigar a situação e, se constatada qualquer irregularidade, pedirão esclarecimentos e providencias à empresa. E se ela ainda não pagar o que lhe é devido, poderá ter até responsabilização e penalidades, como aplicação de altas multas, até realizar o pagamento do adicional noturno.

ID Jovem 2018 Cadastro, Emissão, Como Funciona

ID Jovem 2018 Cadastrar

Você já ouvir falar na ID Jovem 2018? Infelizmente muitas pessoas não conhecem esse programa tão instrutivo do programa federal, até porque não é tão divulgado como outros como o Bolsa Família, por exemplo.

Assim, se você pretende saber o que é ID Jovem, sugerimos que acompanhe o artigo e obtenha mais informações a respeito de mais esse benefício do governo federal que beneficia uma enorme gama de jovens inscritos no Cadastro Único do Governo Federal e que preencham outros requisitos, como o etário.

id-jovem

O que é ID Jovem?

A ID Jovem é um benefício criado pelo governo federal que pretende atender e beneficiar milhares de jovens brasileiros. É como se fosse uma carteirinha de estudante para jovens com idade entre 15 a 29 anos. Ou seja, o programa se aplica a uma imensa camada da sociedade, que é a de adolescentes e jovens adultos que realmente querem ter mais cultura, conhecimento, e educação, entretenimento.

Mas para que serve a ID Jovem 2018? A Identidade Jovem traz muitas vantagens aos jovens.

Para que serve a ID Jovem 2018?

Com o uso da ID Jovem 2018 você, jovem, poderá acessar inúmeros eventos relacionados à cultura, esporte, artes cênicas, transportes e muito mais, pagando sempre a meia entrada.

Muitas pessoas questionam que os jovens já conseguem pagar meia entrada se apresentarem suas “carteirinhas de estudante”. Ocorre que o diferencial da ID Jovem é proporcionar a jovens que não estão estudando que também tenham os benefícios e acesso a esses tipos de atividade, mas sem pagar tão caro por isso.

Como você poderá observar nos próximos tópicos, a ID Jovem, porém, não pode ser solicitada por qualquer jovem. Há requisitos especiais que devem ser preenchidos e demonstrados a fim de que seja liberada a emissão da ID Jovem.

Como funciona a ID Jovem?

A ID Jovem 2018 funciona assim: se você tem de 15 a 29 anos, como já mencionamos, deverá fazer um cadastro no site oficial do governo federal. Depois disso, ganhará um cartão digital, através do qual ganhará descontos em eventos culturais e esportivos.

O ID Jovem não é físico. Frise-se que se trata de uma documentação completamente digital e revolucionária. O programa ID Jovem 2018 é fiscalizado pela Caixa Econômica Federal, um banco público. Você pode fazer todo o trâmite do pedido da Identidade Jovem pelo celular também.

id-jovem-cadastro

Vantagens da ID Jovem

Há diversas vantagens com a ID Jovem, como pagar a metade do preço ingressos de eventos e ônibus interestaduais.

Quem tem direito à ID Jovem 2018?

Infelizmente não são todos os jovens que podem pedir a ID Jovem 2018. Quem tem direito à ID Jovem deve preencher os seguintes requisitos, como:

  • Ter entre 15 a 29 anos;
  • Ter inscrição no CadÚnico do Governo Federal
  • Ter o CadÚnico atualizado dentro de período de 24 meses
  • Renda mensal familiar de até 2 salários mínimos
  • Apresentar a numeração NIS

Como se vê, é necessário preencher os requisitos de cadastramento no Cadastro Único do Governo Federal para que se tenha direito à ID Jovem 2018.

Isso acontece porque o programa visa dar mais oportunidades para pessoas em situação de pobreza ou de extrema pobreza, para que estes possam ter oportunidades quanto à cultura e o desporto.

É sabido por todos que shows, cinema, eventos em geral e outros não são baratos. Pelo contrário.  Atividades relacionadas à cultura são, atualmente, caras e de acessibilidade à pequena parte da população que é mais abastada.

Assim, a fim de evitar que os jovens possam se desviar de um caminho de integridade, o governo federal criou o ID Jovem 2018 para fazer com que essas pessoas possam realmente conhecer outras formas de atividades.

Mas, e como você deve proceder para pedir a ID Jovem? Veremos logo a seguir.

identidade-jovem-como-funciona

Como fazer a ID Jovem 2018?

Para fazer o cadastro na ID Jovem, você precisará de acesso à internet e de um dispositivo eletrônico. Depois, você pode:

  • Fazer cadastro ID Jovem 2018 pela internet/site: é só acessar o site da Caixa Econômica Federal, procurar o programa ID Jovem e fazer o cadastro, com todos os seus dados pessoais.
  • Fazer cadastro da ID Jovem pelo app da Caixa: é possível fazer o cadastro ID Jovem 2018 pelo celular ou tablet, também de forma fácil, simples e descomplicada.

Validade da ID jovem

A ID Jovem tem um prazo de vigência, que é de até 180 dias após o cadastro. Depois desse prazo, você precisará realizar um procedimento de revalidação da ID Jovem pela internet.

ID Jovem: contato Caixa Econômica

Se você tiver alguma dúvida a respeito da ID Jovem 2018, não deixe de contatar a Caixa Econômica Federal. É possível fazer isso pelo telefone, pela internet ou até mesmo comparecendo em alguma agência da CEF.

Passe Livre Estudantil 2018 – Cadastro, Emissão

O que é passe livre estudantil?

O passe livre estudantil 2018 é um programa do governo federal, mas que foi aderido por outros entes da federação de todo o Brasil.

O objetivo do passe livre estudantil é ajudar os estudantes na locomoção durante a escola. Infelizmente nem todas as pessoas tem a possibilidade de estudar bem perto das escolas, colégios e cursos de nível superior.

E para que elas não desistam dos seus sonhos, o passe livre estudantil 2018 parece ser a melhor opção de estímulo. Ainda, há os casos em que estudantes moram em locais onde há difícil acesso na estrada ou mesmo não tenham como se locomover de outra maneira.

passe-livre-estudantil

Atualmente o custo de uma passagem de ônibus, metrô, van ou qualquer outro meio de locomoção pode custar bem caro ao bolso dos brasileiros. Assim, o passe livre estudantil é uma ajuda de ouro para quem não quer abrir mão dos estudos e pretende construir o seu futuro por meio da educação.

Abaixo veremos outras informações a respeito do passe livre estudantil 2018, ou seja, como ele funciona, quais Estados aderiram ao Programa, qual a finalidade do passe livre estudantil, como cadastrá-lo, dentre outros.

Como funciona o passe livre estudantil 2018?

Os custos com transportes podem abarcar uma boa fatia do orçamento das famílias. Assim, quando o local de estudo é considerado longe, muitos estudantes acabam abandonando os estudos por não terem dinheiro para arcar com isso.

E é por isso que o governo federal apostou em assegurar o deslocamento de crianças e adultos que estudam em escolas públicas e que não têm recursos financeiros suficientes disponíveis.

A Constituição, aliás, prevê o acesso à educação como uma garantia de crianças e adolescentes, o que é uma prioridade para os governos e para toda a sociedade. Muitas pessoas acreditam que é por meio da educação que a sociedade se transforma e dá mais oportunidade às pessoas. Essa é uma afirmação extremamente considerável e que jamais pode deixar de ser levada em conta.

Ou seja, a educação é uma forma gradual de se chegar a um pleno desenvolvimento social e, porque não, das pessoas.

Mas você deve estar se perguntando sobre quem tem direito ao passe livre estudantil 2018, não é? Embora possa variar de Estado para Estado, no geral, as regras são as que mostraremos abaixo.

passe-livre-estudantil-cadastro-emissao

Quem tem direito ao passe livre estudantil 2018?

Para se ter direito ao passe livre estudantil, os requisitos exigidos podem variar em relação ao Estado em que você mora. No entanto, em regra, terá direito ao passe livre estudantil 2018, quem:

  • Tiver uma idade mínima estipulada
  • For estudante da rede pública de ensino
  • Quem comprovar renda da família até um salário mínimo e meio.
  • Quem é bolsista do PROUNI.

Estados que oferecem o passe livre estudantil 2018

Infelizmente nem todos os Estados dão o passe livre estudantil. No entanto, cada vez mais Estados aderem à essa grande iniciativa, pois possibilita o acesso à educação a quem precisa. São alguns, SP, RJ, DF, GO, RS e outros.

No entanto, nada impede que até a publicação deste artigo alguns Estados que não tenham sido referidos na lista acima possam ter aderido ao passe livre estudantil. Ainda, é bom frisar que algumas prefeituras também disponibilizam o passe livre estudantil ou, ainda, 50% de desconto nas passagens.

Como fazer cadastro do passe livre estudantil?

Para fazer cadastro do passe livre estudantil 2018, você, antes de qualquer coisa, deve acessar o site do seu Estado e verificar quais documentos, prazos e locais você deverá ter ou visitar para ter direito a esse benefício.

Em algumas localidades, basta realizar o preenchimento de formulário do passe livre estudantil 2018 pela internet. Mas em outros é preciso verificar as datas corretas, bem como a documentação exigida e comparecer aos locais predeterminados pelas autoridades estaduais.

passe-livre

Em regra, para pedir passe livre estudantil 2018, você deve ter em mãos comprovantes de matrícula na rede estadual ou do PROUNI, fotografia 3×4, comprovante de residência (a fim de atestar que mora longe do local onde estuda), formulário preenchido online ou presencialmente.

No entanto, frisamos que essa documentação é a regra geral, já que o órgão estadual pode pedir outros documentos complementares, conforme as normas que regem o passe livre estudantil 2018.

Se você tem alguma dúvida, não deixe de entrar em contato com as autoridades do Estado onde você mora para saná-las, ver prazos, documentos e outros requisitos adicionais. Não deixe de pedir o passe livre estudantil 2018. Essa é uma forma de ter acesso aos estudos, mas sem ter que privar a sua família de recursos.

Ainda, o passe livre estudantil é seu direito e obrigação dos Estados. Caso ainda não tenha sido implantado no seu Estado, não deixe de conferir sempre, pois, como já mencionamos, cada vez mais Estados estão aderindo ao passe livre estudantil.

Programa Mais Médicos 2018 – Edital, Vagas, Inscrições

Mais Médicos 2018 Inscrições e Vagas

O Programa Mais Médicos foi implantado pelo governo federal, conjuntamente com Estados e Municípios brasileiros, a fim de possibilitar uma significativa melhora no atendimento de quem precisar utilizar o Sistema Único de Saúde – SUS.

Infelizmente em muitas regiões, especialmente quando situadas no interior, acabam não trazendo muito interesse aos profissionais da Medicina. Assim, o Mais Médicos tem por finalidade levar mais profissionais onde há escassez destes.

mais-medicos

O Mais Médicos também funciona no sentido de melhorar a infraestrutura da saúde de hospitais e centros de atendimento de saúde em todo o País. Além disso, o programa visa qualificar mais os profissionais, dando especializações, vagas para graduação e residência médica, por exemplo.

Isso tudo foi feito porque muitos estabelecimentos públicos de saúde estavam em condições de precariedade, especialmente quanto à atenção básica de saúde, no âmbito dos municípios.

Com mais de 2 anos de funcionamento, o Programa Mais Médicos definitivamente melhorou a realidade de muitos hospitais brasileiros. Também priorizou o atendimento mais humano, pois havia uma grande reclamação da população a respeito de alguns profissionais que atuavam na saúde.

Vagas Mais Médicos 2018

As vagas no Programa mais médicos 2018 podem ser disponibilizadas tanto para médicos que atuam no território nacional, dando mais oportunidade de carreira e experiencia a eles, como para estudantes de Medicina (estagiários).

Para consultar as vagas do Mais Médicos 2018 você deve ficar atento aos editais do programa, os quais são disponibilizados com frequência no site do Governo Federal.

Veja abaixo quais os tipos de vagas são oferecidas no programa mais médicos.

Vagas Mais Médicos 2018 – Graduação

Em relação às vagas de graduação, o programa mais médicos 2018 traz muitas opções para os estudantes de medicina em todas as regiões do País.

Com isso, houve uma expansão por parte do governo federal de vagas no Curso de Medicina em diversas universidades públicas do País.

A intenção do governo federal é que a daqui 9 anos o número de médicos formados no País ultrapasse 500 mil.

E, querendo ou não, muitos hospitais públicos são centros de atendimento de referência em diversos males que afetam a saúde das pessoas. Desse modo, as vagas do mais médicos 2018 para graduação darão prioridade a esses profissionais participantes do programa.

Há uma tentativa também de humanizar mais os cursos de medicina, trazendo mais efetiva em relação aos atendimentos, mas sem deixar de considerar que o médico trata pessoas.

mais-medicos-edital-vagas-inscricoes

Há maior número de vagas do Mais Médicos no Norte, Nordeste e Centro Oeste do País, que é onde há maior déficit de médicos, porém as vagas são de acordo com cada edital do programa Mais Médicos.

É através da residência médica que há a formação prática dos profissionais. E isso é muito valorizado pelo programa mais médicos.

Vagas mais Médicos 2018

Quem faz Medicina, antes de tudo, precisa ter um dom e vontade de ajudar as pessoas. Se assim não for, a profissão de médico é quase que desvalorizada. Desse modo, quando um médico pensa em atuar de forma a ajudar diversas comunidades Brasil afora, ele está aceitando mudar a vida de milhares de pessoas.

Assim, especialmente em regiões com carência de corpo médico qualificado, a chegada de um “Doutor” é muito aplaudida pela população. E, claro, além de infraestrutura e recursos para a saúde, o governo federal pretende dar melhores condições de trabalho para os médicos do Mais Médicos, bem como dar especializações e uma formação complementar de qualidade, para que cada vez mais os atendimentos à população sejam bem-sucedidos e reconhecidos pelas pessoas.

Essa é a maior finalidade do programa mais médicos no Brasil.

Mais Médicos 2018 inscrições

Para se inscrever no programa mais médicos 2018 é muito simples. Basta acessar esse link http://maismedicos.gov.br/como-se-inscrever. No site você também encontra o edital do Mais Médicos 2018 para conferir as regras e requisitos.

Após, quando houver vagas disponíveis, são divulgados editais de chamamento dos médicos. As inscrições para o Mais Médicos são feitas pela internet. Em regra, há novas vagas para o mais médicos a cada 3 meses.

programa-mais-medicos

Quem pode participar do Mais Médicos?

Podem participar do programa mais médicos, médicos que tenham diploma validado em território nacional, mesmo que tenham se graduado no interior, como foi o caso dos inúmeros médicos cubanos que vieram ao Brasil em busca de oportunidades. Caso tenha sido graduado no Brasil, o médico deve estar em dia com suas obrigações eleitorais, militares (se for homem) e ter diploma reconhecido pelo Ministério da Educação  e Cultura – MEC. 4

Valor Bolsa Mais Médicos

Todos os médicos que aderirem ao programa receberão bolsas de ajuda de custo no valor de até R$ 10 mil reais mensais, desde que tome compromisso em ficar 12 ou até 36 meses em municípios que carecem da ajuda de corpo médico. Há, ainda, outros requisitos importantes para que os médicos possam aderir ao programa mais médicos.

Se você for estudante de medica ou médico e quiser ter mais informações, acesse o site do Programa Mais Médicos e tire suas dúvidas.

ENCCEJA 2018 – Inscrições, Como Funciona

Inscrições ENCCEJA 2018

Para quem não conseguiu terminar os estudos durante o período regular, deve saber que nunca é tarde para estudar. Pensando nisso, o governo federal, a fim de verificar as competências dos alunos dos EBBEJA, criou o Encceja, que é o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos.

encceja

Se você quer saber mais sobre como funciona o Encceja, acompanhe o artigo e tire todas as suas dúvidas. Incumbe ao Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira todas as atribuições a respeito da organização, aplicação e realização do Encceja.

Para mais informações, você pode acessar o site do INEP ou acompanhar o texto a seguir, onde vamos tirar inúmeras dúvidas a respeito desse exame que é tão importante para milhares de brasileiros, que terão uma oportunidade ao ano de comprovar a realização e suficiência nos ensinos fundamental e médio. Vamos lá?

O que é Encceja?

O Encceja, como vimos, é um exame de certificação para pessoas que não concluíram seus estudos na idade comum. Em verdade, não há idade certa para concluir os estudos, já que muitas pessoas talvez não tivessem possibilidade de conclui-los antes, e só após adultos tiveram essa oportunidade.

Enfim, independentemente da sua história de vida, o Encceja pode te ajudar muito, pois é uma “ponte” para que você possa prosseguir nos estudos, como fazer uma graduação ou curso técnico, por exemplo.

Até pouco tempo atrás, era possível realizar a certificação Encceja por meio do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio. Contudo, alterações foram feitas nesse sentido.

Além de ser realizado no Brasil, o Encceja também é feito fora do País, a fim de certificar brasileiros que moram em outros países.

Que tipo de certificação tem o Encceja?

O Encceja oferece certificações como ensino fundamental ou médio em programas de EJA, por meio de certificados de conclusão de Ensinos Fundamental ou Médio, ou, ainda, declaração de proficiência, declarando que o candidato cumpriu com disciplinas da grade curricular.

Quem pode fazer Encceja?

O Encceja pode ser feito por adolescentes, jovens e adultos que tem por escopo receber diploma de conclusão dos Ensinos Fundamental e Médio. A idade mínima é de 15 anos até a data do exame, para o ensino fundamental, e de ao menos 18 anos para o Ensino Médio.

Como funciona a prova do Encceja?

A prova do enseja funciona como as demais elaboradas pelo Inep. Trata de certificar habilidades e competências, com base em matrizes de referência.

Português, matemática, história, geografia, ciências, linguagens, dentre outras disciplinas são cobradas na avaliação do Encceja.

A prova do Encceja tem 30 questões objetivas para cada um dos campos mencionados. Também é preciso que o aluno faça uma redação.

A distinção entre as provas do nível médio e fundamental, são basicamente na extensão das disciplinas.

encceja-prova-como-funciona

Como estudar para o Encceja?

Através de apostilas com o conteúdo da prova.

O INEP também disponibiliza gratuitamente um material para a preparação para o Encceja em seu site para quem está com a memória boa e lembra da maioria dos conteúdos do ensino médio, caso o contrário o melhor mesmo é uma apostila completa com todo o material necessário para estudar com mais rapidez e obter a aprovação com tranquilidade.

Encontre a melhor apostila acessando o site: www.encceja.net

Qual a nota mínima para passar no Encceja?

A nota mínima para o Encceja é ter pelo menos 100 pontos na prova objetiva, o que equivale a 50% de aproveitamento, mais 50% na redação, pelo menos.

Caso você não passe na prova do Encceja, poderá fazer uma nova avaliação para tentar a certificação. Mas se você for bem em determinada matéria, pode pedir um certificado de aproveitamento e abater essa matéria na próxima prova.

Em regra, é só apresentar o certificado perante a Secretaria de Educação do seu Estado, a fim de comprovar que você passou em determinada matéria.

Inscrição Encceja 2018

As inscrições Encceja 2018 abrem uma vez por ano e são feitas só pela internet, pelo site do Inep. A cada ano um edital é aberto e os prazos podem se alterar.

A inscrição Encceja é gratuita, e você pode fazer no site: www.enccejanacional.inep.gov.br

encceja-inscricoes

Resultado Encceja 2018

O resultado Encceja é disponibilizado em aproximadamente 3 meses, contados da data da prova, e são divulgados pela internet, na página do Inep.

Quem fizer Encceja fora do País também poderá ver o resultado do encceja pelo site do Inep, mas em área específica, usando usuário e senha cadastrados para ter acesso.

Para pegar os certificados você deverá entrar em contato com a Secretaria de Educação Estadual. Verifique na página da Secretaria da sua região qual o local exato e o telefone para fazer a solicitação.

Se restou alguma dúvida a respeito de sobre como funciona o Encceja 2018, não deixe de acessar o site do Inep. Lá você terá diversas informações relevantes a respeito do exame. E não deixe de fazer o encceja. Esse pode ser o início de um novo caminho a ser trilhado em sua vida, afinal de contas ter nível fundamental e o médio atualmente é o mínimo para que você possa conseguir um emprego e ter estabilidade financeira. Também será possível, por meio do certificado Encceja, fazer uma graduação ou completar o ensino médio, a depender do seu caso.

Mais informações acesse: www.encceja.net

Vagas de Emprego para Aposentado – Terceira Idade

Vagas de Emprego para Terceira Idade

A Lei n° 10.741/2003 – Estatuto do Idoso – traz direitos das pessoas com idade igual ou acima de 60 anos. A legislação trata, ainda, do exercício de trabalho por essas pessoas, vedando a discriminação de idade máxima para assumir um emprego, por exemplo.

Assim, caso o idoso se depare com alguma discriminação, poderá receber indenização por danos morais e materiais. E, em vista de que muitos idosos já aposentados ainda trabalham, o Poder Público deve fomentar vagas de emprego para aposentados e idosos.

vagas-de-emprego-terceira-idade

Infelizmente, é uma regra geral de que o valor da aposentadoria muitas vezes é insuficiente para que o idoso consiga manter a sua própria subsistência. Logo, a necessidade de vaga de emprego para aposentados é uma realidade.

Aposentados: vagas de emprego

Muitas empresas têm optado por dar oportunidades para idosos, como o Pão de Açúcar, a rede de mercado Festival, a Pizza Hut, com funções compatíveis com a qualificação profissional e horários de meio período.

Há a possibilidade de existir vagas mais qualificadas para aposentados, mas essas pessoas devem estar devidamente capacitadas e qualificadas. Há chances, ainda, de vagas para aposentados em empresas de consultorias, assessorias, dentre outros.

Encontre vagas de emprego no site: www.vagasdeemprego.org

Para que o idoso consiga uma vaga no mercado de trabalho é preciso que ele se atualize. Saber usar o computador ou continuar realizando cursos pode ser um grande diferencial para o idoso.

Ainda, muitas empresas têm optado por contratar idosos, ante a experiência e maturidade que estes apresentam. Alguns especialistas indicam que o idoso não só procure um emprego que lhe dê direito, mas que tenha a ver com sua vocação, pois a atividade pode ser muito mais prazerosa.

Modelo de Currículo para Aposentado

vaga-de-emprego-aposentado-idoso

Desaposentação: vale a pena?

O Supremo Tribunal Federal já debateu o tema da desaposentação. Assim, o idoso que continuar trabalhando deve contribuir com o INSS e pagar imposto de renda normalmente. A decisão foi polêmica, especialmente em relação à contribuição do INSS. No entanto, o STF entendeu que na previdência social impera um princípio chamado “solidariedade”, ou seja, que ao continuar trabalhando, o idoso estará contribuindo com as futuras gerações.

Saiba mais: Desaposentação – Como Funciona, Solicitar

Saber se continuar trabalhando ou não depois da aposentadoria vale a pena é algo bem pessoal. Isso porque vai depender dos seus gastos mensais, do seu perfil, dentre outros inúmeros fatores. Ademais, é possível que ao continuar contribuindo com a previdência social você consiga melhorar algo na sua aposentadoria futuramente.

Mas para quem quer uma vaga de trabalho para idoso, deve saber que existem diversas opções no mercado, nos mais diferentes segmentos. Há, ainda, projetos que tramitam no Congresso Nacional permitindo que a contratação de idosos gere incentivos fiscais para as empresas.

Deve-se considerar que considerando a reforma trabalhista e a reforma da previdência que o governo federal pretende fazer, certamente será necessária alguma política que melhore as oportunidades de emprego para idosos, sob pena de existirem muitos idosos desempregados e sem qualquer perspectiva de melhorar de vida ou, ainda, de terem uma velhice saudável e tranquila, como preconiza o Estatuto do Idoso.

Aposentados Demitidos Plano de Saúde Empresarial

Plano de Saúde Empresarial Aposentados Demitidos

Se você é aposentado, continuou trabalhando e foi demitido, saiba que existem regras para manter seu plano de saúde empresarial. Essa é uma dúvida recorrente por parte de muitas pessoas. Acompanhe o artigo para mais informações.

plano-de-saude-aposentados-demitidos

Aposentado demitido pode manter plano de saúde da empresa?

Se o aposentado que trabalha tem um plano de saúde pago pela empresa e que lhe é descontado valor de custo da folha de pagamento mensal, por exemplo, mesmo que ele seja demitido a empresa é obrigada a manter o plano de saúde nas mesmas condições em que ele contratou.

A empresa é obrigada a oferecer plano de saúde empresarial ao aposentado durante todo o tempo em que disponibilizar esse plano de saúde aos seus demais funcionários. Outro requisito para que o aposentado demitido mantenha o plano de saúde é ele não ser contratado por outra empresa.

Isso porque ao entrar na outra empresa, provavelmente lhe será disponibilizado outro plano de saúde. A intenção da legislação nesse sentido é não deixar o aposentado demitido desamparado.

Também, o aposentado deve ter sido demitido sem justa causa. Logo, se o aposentado cometer alguma infração trabalhista não terá direito a manter o plano de saúde da empresa.

Quem paga o plano de saúde do aposentado demitido?

Ora, se o aposentado foi demitido, nada mais justo que ele mesmo custeie o seu próprio plano de saúde. Desse modo, as condições do plano empresarial serão mantidas, ou seja, valores mensais, tipos de cobertura, carência, dentre outros fatores.

Mas quem vai pagar o plano de saúde do aposentado demitido será ele mesmo.

Familiares do aposentado demitido têm direito ao plano de saúde?

O plano de saúde do aposentado demitido se estende para todos os familiares que dele se beneficiavam. E se o aposentado demitido falecer? Como fica?

Nesse caso, os familiares terão direito ao plano de saúde durante o mesmo tempo em que o aposentado falecido tinha direito.

aposentado-demitido-plano-de-saude

Regras para plano de saúde de aposentado demitido

As regras para o plano de saúde de aposentado demitido são as seguintes:

  • Se ele contribuiu com o plano de saúde 10 anos ou mais, yetrá direito ao plano até a oportunidade em que a empresa deixar de o oferecer para os demais funcionários.
  • Se ele contribuiu menos de 10 anos, pode ficar no plano 1 ano por cada ano de contribuição.

Plano de saúde para empregados demitidos sem justa causa

Se você ainda não é aposentado, mas foi demitido sem justa causa, pode manter o plano de saúde da empresa por até 1/3 do tempo em que contribuiu para o plano. Por exemplo, se você contribuiu 9 anos, pode manter o plano de saúde por até 3 anos nas mesmas condições, sem ter que renegociar.

Tirou todas as suas dúvidas a respeito do plano de saúde para aposentado? Fique atento aos seus direitos e não deixe de lutar por eles. O plano de saúde tem muita importância para que o aposentado possa ter uma vida tranquila e saudável.

Alienação Parental – Lei, É crime? O que fazer?

O que é Alienação Parental?

É muito comum que hoje em dia as famílias brasileiras não sejam compostas, em grande parte, de pais e filhos. Isso porque muitos casais acabam se divorciando ou se separando ao longo da vida, por perceberem que têm interesses diferentes. Com isso, a depender das causas da separação ou do próprio ânimo no dia do fim, é comum que o relacionamento entre o ex-casal não seja bom, ocorrendo a chamada alienação parental.

alienacao-paternal

A alienação parental é um termo trazido por Richard Gardner, no ano de 1985, onde basicamente um ou ambos os pais comecem a atuar no sentido de fazer com que a criança venha a romper laços com um ou ambos os pais.

Por meio de atitudes psicológicas, os pais acabam, por exemplo, falando coisas negativas um do outro, deixando a criança nervosa, com medo ou ansiosa.

Embora em outros países a alienação parental já tivesse sido constatada como algo extremamente negativo para as famílias, foi só no ano de 2010 que ela foi objeto de lei no Brasil.

o-que-e-alienacao-paternal-lei

Lei da Alienação Parental

A Lei n° 12.318/2010 veio demonstrar o conceito de alienação parental, bem como trazer condutas que são consideradas assim, como dificultar o acesso de um dos pais à criança, apresentar denúncias falsas de maus tratos ou abuso, mudar de endereço sem avisar o pai ou familiares, dificultar de alguma forma o exercício do poder familiar, não contar informações a respeito da criança, dentre outras questões bem relevantes para o convívio familiar.

Alienação parental é crime?

A alienação parental não é crime. Entretanto, por lei, caso ela venha a ser constatada, o juiz pode aplicar penalidade como multa a quem pratica a alienação, no caso, o pai que impede a plena convivência com os demais familiares.

Também, o juiz pode determinar avaliação e atendimento com psicólogos, determinar a guarda compartilhada (e não só do pai ou mãe que cometer a alienação), proibir que o pai ou mãe se mude com a criança sem avisar, ou, finalmente, determinar a suspensão do poder familiar do pai que cometa a alienação parental, até mesmo transferindo a guarda da criança.

alienacao-paternal-e-crime

O que fazer contra a alienação parental?

Se houver ação judicial de guarda ou alimentos, por exemplo, o pai que se sentir lesado deve informar ao juiz e ao membro do Ministério Público, por meio de petição, a ocorrência da alienação parental. É bom ter alguma prova do que alegar, com mensagens ou até mesmo, por exemplo, gravar a impossibilidade de ver a criança para mostrar ao juiz.

alienacao-paternal-o-que-fazer

Caso não haja ação judicial, é extremamente recomendável que um dos pais entre com uma ação pedindo guarda compartilhada e informando a impossibilidade de ver a criança.

A guarda compartilhada (dada a ambos os pais) é a regra atualmente. Antigamente, o juiz concedia a guarda a um dos pais, geralmente, à mãe, mas isso é a exceção hoje em dia, pois a intenção é que ambos os pais participem da vida e educação da criança.

Contribuição Sindical Urbana GRCSU 2 Via, Emissão

O que é Contribuição Sindical Urbana GRCSU?

A Contribuição Sindical Urbana é um tipo de tributo que é de pagamento obrigatório por determinados profissionais em prol de sindicatos que os representam.

contribuicao-sindical-urbana

É obrigatório pagar a Contribuição Sindical Urbana GRCSU?

A princípio, a cobrança da Contribuição Sindical Urbana GRCSU é obrigatória. No entanto, é possível que você escreva uma carta ao seu empregador dizendo que não autoriza o pagamento dessa contribuição, que geralmente é feito por desconto em folha.

Mas se você deseja ajudar o sindicato da sua categoria profissional e que luta pela sua profissão a ter mais recursos para fazer isso, não deixe de pagar a Contribuição Sindical Urbana GRCSU.

As empresas também precisam pagar a Contribuição Sindical Urbana GRCSU.

Contribuição Sindical Urbana GRCSU: Boleto

Para emitir o boleto da Contribuição Sindical Urbana GRCSU é só acessar o site da Caixa Econômica Federal, preencher os dados solicitados e emitir o boleto da Contribuição Sindical Urbana GRCSU.

Após, você poderá pagar esse boleto em qualquer banco ou nas agências da Caixa ou, ainda, nas lotéricas.

GRCSU-caixa

Para que serve a Contribuição Sindical Urbana GRCSU?

A Contribuição Sindical Urbana GRCSU é paga pelas empresas às entidades de classe (sindicatos), ao Ministério do Trabalho, dentre outros.

Qual o prazo para pagar Contribuição Sindical Urbana?

Geralmente o prazo para pagamento da GRCSU vai depender se você tem uma empresa ou se é empregado.

Se você for empregado, o valor da Contribuição Sindical Urbana GRCSU será realizado na folha de pagamento do mês de março. Já se você for empresa, deverá pagar o boleto da Contribuição Sindical Urbana GRCSU deverá se realizar no mês de abril.

O mesmo acontecerá para pedir a 2 via da Contribuição Sindical Urbana GRCSU.

Quais as vantagens da Contribuição Sindical Urbana GRCSU?

É possível pagar esse tributo facilmente, apenas acessando o site da Caixa. Se você for correntista da Caixa, pode pagar o boleto em qualquer agência ou pelo internet banking caixa e nas casas lotéricas.

Além disso, ao expedir o boleto ou a 2 via de boleto da Contribuição Sindical Urbana GRCSU, você tem a convicção de que não sofrerá fraudes e que o pagamento realmente será realizado. No site você também poderá emitir o comprovante de recolhimento e a guia para pagamento.

Informações sobre a Contribuição Sindical Urbana GRCSU

Se você ainda precisa de esclarecimentos a respeito do boleto da Contribuição Sindical Urbana é só ir a alguma agência da Caixa e conversar com um atendente ou gerente.

E se você precisa demais comodidade para a sua empresa, peça informações sobre a Nova Plataforma de Cobrança Urbana da Caixa.

Lá todos os seus boletos e operações necessárias para o funcionamento da sua empresa ficarão registradas e cobradas diretamente da conta do usuário Caixa.

Tirou todas as suas dúvidas a respeito da emissão da GRCSU? Se não, não deixe de acessar o site ou entrar em contato com um dos telefones da Caixa. O procedimento é fácil e descomplicado e você poderá cumprir todas as suas obrigações tributárias de qualquer lugar onde estiver.

SEFAZ Consulta – NFE – Certidão Negativa

Consulta SEFAZ

A Sefaz é a sigla dada para a Secretaria de Estado da Fazenda Estadual. No entanto, cada Estado da federação tem uma SEFAZ.

sefaz

Muitas vezes o contribuinte precisa de informações sobre a regularidade de pagamento de impostos, boletos, informações e outros para poder praticar atos relacionados ao seu dia a dia.

Tudo isso ficou muito mais fácil com a consulta SEFAZ. Com a tecnologia, ficou muito mais fácil ter informações e resolver problemas com o Estado.

Quer saber como consultar o site da SEFAZ do seu Estado? Acompanhe o artigo.

O que é a SEFAZ?

A Sefaz, como já dissemos, é a Secretaria de Estado da Fazenda. É um órgão administrativo que trata dos assuntos pertinentes aos recursos financeiros dos Estados.

Atualmente muitos Estados já se modernizaram. Assim, as consultas sobre pagamento de impostos e outros pedidos podem ser formuladas pela internet. É muito mais fácil e cômodo. Antigamente caso alguém precisasse de um boleto de segunda via, por exemplo, era bem dificultoso consegui-lo. Mas hoje em dia tudo isso ficou mais fácil por meio da consulta online SEFAZ.

Abaixo separamos alguns Estados e suas respectivas Secretarias da Fazenda para que você possa fazer consulta da Nofa Fiscal Eletrônica SEFAZ.

Serviços da SEFAZ

Por meio do site da SEFAZ do seu Estado você pode fazer diversas solicitações, como boletos, ver a sua situação de regularidade ou não perante os tributos estaduais e outros.

À Secretaria da Fazenda é atribuída a competência de formular o orçamento do Estado, fazer a fiscalização e arrecadação de tributos, fazer a repartição dos valores arrecadados pelo Estado para as demais Secretarias, informar o governo a respeito das possibilidades de gastos com pessoal, com contratos, convênios etc.

Além disso, em grande parte dos Estados é possível pagar boleto do IPVA SEFAZ, ICMS SEFAZ e muito mais. Acessar o site da SEFAZ certamente vai economizar tempo e trazer mais comodidade tanto para pessoas físicas como para pessoas jurídicas.

Mas se você só quer fiscalizar a atuação das contas do seu Estado, pode fazer isso tanto pela Secretaria da Fazenda, como pelo Portal Transparência, que é obrigatório ´por lei. O Estado atua em nome de toda a população e, por isso, todos os seus gastos devem estar de fácil acesso para quem desejar ver.

sefaz-consulta

Como consultar SEFAZ

É possível consultar as SEFAZ dos Estados pela internet. Veja os sites a seguir.

  • Consultar SEFAZ PR: http://www.fazenda.pr.gov.br/
  • Consultar SEFAZ MS: http://www.sefaz.ms.gov.br/
  • Consultar SEFAZ MT: http://www5.sefaz.mt.gov.br/-/pague-seu-ipva
  • Consultar SEFAZ SC: http://www.sef.sc.gov.br/
  • Consultar SEFAZ SE: http://www.sefaz.se.gov.br/conteudo/63
  • Consultar SEFAZ SP: https://portal.fazenda.sp.gov.br/Paginas/default.aspx
  • Consultar SEFAZ RJ: http://www.fazenda.rj.gov.br/sefaz/faces/menu_structure/servicos
  • Consultar SEFAZ MG: http://www.fazenda.mg.gov.br/

Há outros vários Estados da federação em que você pode realizar consulta à SEFAZ pela internet.

Tirou todas as suas dúvidas a respeito da consulta à SEFAZ? Se não, acesse o site da SEFAZ do seu Estado e tire todas as suas dúvidas. Se for o caso, você pode até comparecer em algum dos postos físicos da SEFAZ mais perto da sua casa, a fim de resolver questões, fazer solicitações, dentre outros.

Imposto de Renda 2018 – Certificado Digital

IRPF 2018 Certificado Digital

Nesse novo exercício financeiro a Receita Federal facilitou o preenchimento da declaração de imposto de renda 2018 aos contribuintes por meio do certificado digital. Saiba mais sobre essa inovação acompanhando o artigo abaixo.

imposto-de-renda-certificado-digital

Imposto de Renda 2018: Como fazer certificado digital?

O certificado digital do imposto de renda 2018 vai facilitar muito a vida do contribuinte. No entanto, esse certificado digital do imposto de renda tem um custo, que pode custar mais ou menos de R$ 150 a R$ 500.

Usando o certificado digital do imposto de renda 2018, você terá acesso a uma declaração já pré-preenchida.

Você pode realizar todos os passos para fazer a declaração de imposto de renda diretamente pela internet.

Para fazer o certificado digital da Receita Federal você precisa:

  • Ter o certificado mediante pagamento
  • Ter apresentado as declarações do IR nos anos anteriores

Além disso, outra questão importante é que as pessoas com que você realizou compras, transações e serviços tenham enviado informações sobre você, como imobiliárias, médicos, dentistas etc.

Certificado digital: eCAC

Para quem adquirir o certificado digital da Receita Federal poderá acessar também o eCAC o sistema eletrônico da Receita Federal, por meio do qual o contribuinte pode acessar as informações que foram declaradas nos anos anteriores, regularizar sua situação com a Receita, dentre outros vários serviços.

Fazer a declaração do Imposto de Renda 2018 com o certificado digital 2018 é extremamente fácil, seguro e prático porque diminui imensamente a possibilidade de se cometer erros durante o preenchimento da sua declaração do IR.

Na última declaração, a Receita Federal fez um desconto para quem quisesse fazer o certificado digital do IR, com base em um cupom de desconto. No entanto, para o imposto de renda 2018 até o momento não há informações a respeito de novo desconto para a aquisição do certificado digital.

ecac-irpf-certificado-digital-receita-federal

Certificado digital ou e-Cpf?

O certificado 2018 é similar ao que chamam de e-Cpf, o que permite realizar transações e praticar diversos atos do dia a dia pela internet. É o mesmo que os seus documentos físicos na vida real, mas de forma eletrônica.

Mas atenção: o certificado digital tem um prazo de validade, como qualquer outro documento, como carteiras profissionais, por exemplo.

Para ter o certificado digital você deve encontrar alguma instituição credenciada ao ICP-Brasil, que é a única que pode realizar esse tipo de documentação eletrônica no País.

Geralmente, alguns cartórios oferecem o serviço de certificação digital, por um custo que pode iniciar em R$ 200.

Tirou todas as suas dúvidas sobre o certificado digital do imposto de renda 2018? Se tiver mais alguma dúvida converse com seu contador ou entre em contato com a Receita Federal ou acesse o site www.impostoderenda.net

A documentação eletrônica é o futuro e a tendência é que cada vez mais esse tipo de certificação seja aceita pelo Governo, por empresas, cartório e outras entidades. Desse modo, vale a pena fazer o certificado digital IR 2018 para se adiantar e começar a testá-lo no seu dia a dia. Não erre mais na declaração do imposto de renda usando o certificado digital.

INSS Comprovante – Emissão

Comprovante INSS

Para quem paga INSS ou é beneficiário, seja da aposentadoria, auxílio doença, pensão por morte ou qualquer outro, é fundamental ficar de olho no comprovante. O comprovante do INSS funciona como um documento que atesta que a situação do contribuinte ou beneficiário está dentro dos parâmetros estabelecidos pela instituição.

comprovante-inss

Esse documento é bem importante para realizar transações ou mesmo para que o beneficiário saiba se sua situação está regular ou como deve fazer para regularizá-la.

Consultar o comprovante do INSS nos postos de atendimento

Se você precisa consultar o comprovante do INSS, saiba que existem formas bem práticas de fazer isso. Esse serviço está disponível de duas formas distintas. A primeira delas e também a mais convencional é através das agências físicas do Instituto Nacional da Seguridade Social. Basta comparecer a uma das agências, levando documentos pessoais, para ter acesso ao comprovante.

Consultar o comprovante do INSS pela internet

A segunda maneira de tirar comprovante do INSS é pela internet, já que esse órgão disponibiliza a maioria dos serviços através do portal eletrônico. Se você deseja ter acesso a esse documento, basta acessar o site da previdência social e procurar pelo comprovante desejado na lista de serviços oferecidos pelo órgão.

Para conseguir visualizar o comprovante, o interessado deverá informar os dados solicitados pelo órgão no site, como número do benefício ou número do protocolo ou processo. O comprovante do INSS pela internet tem a mesma validade dos comprovantes obtidos em uma das agências da previdência social, de modo que não há com o que se preocupar.

Meu INSS

Caso tenha alguma dúvida sobre o comprovante do INSS, não deixe de acessar o site do Meu INSS ou, ainda, é possível fazer ligações pelo telefone fixo para o número do INSS e tirar todas as suas dúvidas a respeito desse tipo de comprovantes.

previdencia-social-comprovante

Aliás, no site do Meu INSS, fazendo o login e senha, você tem acesso a diversos serviços que antes só eram oferecidos nas agências do INSS. Evite filas e use o seu tempo com sabedoria! O site do Meu INSS é simples e prático e de fácil uso até mesmo por aqueles que não dominam muito bem a informática.

Você pode acessar o site pelo celular, tablet ou computador desde que haja conexão com a internet, e, o melhor, do conforto do seu lar! Não deixe de conferir o Meu INSS antes de qualquer coisa.

Agora que você já sabe tudo sobre como obter o comprovante do INSS, está na hora de acessar o site desse órgão ou comparecer pessoalmente ou mediante procurador em uma das agências da Previdência. Vale ressaltar que o comprovante do INSS é um documento importante para quem é beneficiário ou contribuinte da previdência social, servindo como prova de que que tudo está nos conformes.

Acesse agora mesmo o site e não deixe de acessar o comprovante do INSS online. É tudo muito rápido e prático. Se preferir, basta se deslocar até uma agência.