Aposentado LOAS Pode fazer Empréstimo?

Empréstimo para Aposentado LOAS

Quando o assunto é empréstimo, deve-se ter muitos cuidados. Isso porque os empréstimos bancários podem ter juros muito altos, o que faz com a pessoa se perca nas suas obrigações, fique devendo e tudo vire uma “bola de neve”.

No entanto, para aposentados do INSS os empréstimos consignados podem ser uma excelente opção de sair do vermelho, já que os juros são mais baixos pelo fato de que o valor das parcelas do empréstimo pode ser descontado da folha de pagamento INSS.

Mas será que o aposentado que recebe benefício LOAS pode fazer empréstimo consignado? Veremos abaixo.

loas-emprestimo-amparo-social

Aposentado LOAS pode fazer empréstimo consignado?

Infelizmente não é possível que a pessoa que recebe amparo social faça consignado. Embora o amparo social LOAS seja um benefício até o fim da vida, não é possível fazer empréstimos.

O que é amparo social?

Para te explicar porque é vedado aposentado LOAS fazer empréstimos, temos que lhe explicar que o amparo social só é concedido para pessoas com deficiência ou idosos com mais de 67 anos de idade que não tenham condições de subsistir sozinhos.

Com base na Constituição Federal, a Assistência Social faz políticas públicas para que essas pessoas não fiquem desamparadas e possam ter uma vida minimamente digna.

Assim, a LOAS – Lei n° 8742/1993 – traz regras para que uma pessoa possa receber a aposentadoria LOAS, quais sejam:

  • Renda de 1 salário mínimo
  • Total de renda per capita menor do que 1 quarto de salário mínimo.

Desse modo, ao pedir a aposentadoria LOAS a pessoa acaba informando que não tem condições financeiras suficientes. Logo, ela não terá como arcar os custos de um empréstimo.

Confira:  BNDES Simulador de Crédito

aposentado-loas-pode-fazer-emprestimo

Mesmo que o recebimento do benefício muitas vezes auxilie na vida do beneficiário, o que ele receber a título de amparo social LOAS não pode ser usado para custear empréstimos.

Outras formas de empréstimo para aposentado LOAS

No entanto, nada obsta que o beneficiário LOAS procure outras formas de obter crédito, como cartões de crédito, empréstimos bancários, dentre outros.

Mas atenção: os empréstimos feitos com bancos podem ter juros estratosféricos, ou seja, extremamente altos, consumindo toda a renda familiar das pessoas. Desse modo, se você quer sair do vermelho, a melhor coisa a fazer é realmente economizar. Busque avaliar também qual é o melhor empréstimo para você. Isso porque o cartão de crédito, por exemplo, é mais caro do que o empréstimo pessoal.

Logo, fazendo esse tipo de avaliação você poderá ter mais segurança e pagar menos parcelas e valores relativos ao empréstimo consignado do INSS.

Faça uma pesquisa entre os bancos e verifique em quais deles você pode fazer empréstimo com menores custos. Fique de olho também nas taxas administrativas, no IOF e em outros vários valores que podem aumentar ainda mais o valor do empréstimo.

Observando essas regras, você poderá usufruir de uma aposentadoria tranquila, sem dívidas e aproveitar muito bem essa boa fase da vida.

Se você ficou com dúvidas, não deixe de contatar o seu banco ou o CRAS da sua região para mais informações.

Gostou? De um curtir:

2 Comentários em “Aposentado LOAS Pode fazer Empréstimo?

  1. Bom dia Tudo bem. Têm como emprestar dinheiro para pagar mensal por mês quem recebe benefício pelo Lloas estou precisando muito me enrolei meu nome está semana foi para o SPC Serasa quero um empréstimo para pagar o qui eu devo para meu nome sair do SPC Serasa. Têm como emprestar dinheiro para pagar mensal por mês tem como pagar em 36 meses para às mensalidades ficarem mais em conta. Obrigado. Aguardo Sua Resposta..

  2. Necessário fazer alguns esclarecimentos:
    1. o BPC-LOAS é um benefício assistencial, de natureza não contributiva, portanto, não é aposentadoria como informado no texto acima;

    Art. 1º A assistência social, direito do cidadão e dever do Estado, é Política de Seguridade Social não contributiva, que provê os mínimos sociais, realizada através de um conjunto integrado de ações de iniciativa pública e da sociedade, para garantir o atendimento às necessidades básicas.

    2. o benefício é devido para pessoas deficientes e idosos acima de 65 anos (e não 67 anos, como exposto acima), conforme art. 20 da Lei 8.742/93

    Art. 20. O benefício de prestação continuada é a garantia de um salário-mínimo mensal à pessoa com deficiência e ao idoso com 65 (sessenta e cinco) anos ou mais que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção nem de tê-la provida por sua família.

    3. o texto diz ainda que é um benfício até o fim da vida, porém, uma vez concedido o benefício, a lei prevê que o benefício será revisado a cada dois anos. Sendo assim, não caracterizada a continuidade das condições que deram origem ao benefício, este pode ser cessado.

    Art. 21. O benefício de prestação continuada deve ser revisto a cada 2 (dois) anos para avaliação da continuidade das condições que lhe deram origem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Se você tem algum conhecimento sobre o assunto, deixe sua resposta nos comentários para ajudar os demais usuários. Qualquer dúvida você também pode ligar para o telefone do INSS: 135