Auxílio Desemprego para Aposentados

Seguro Desemprego para Aposentados

O auxílio desemprego é um importante benefício concedido pela Previdência Social aos trabalhadores que se encontram desempregados. Mas se você já é aposentado, pode estar se perguntando se o aposentado recebe auxílio desemprego quando é demitido por justa causa. A sua dúvida é bastante comum e movimenta muita discussão.

auxilio-desemprego-aposentados

Se você já se aposentou, mas continua trabalhando, pode ser que seja demitido. A questão é saber se nesse caso você poderia pleitear o auxílio desemprego para aposentados. Vamos ao conceito básico de auxílio desemprego para poder responder de forma assertiva essa questão. Esse grande benefício concedido pelo INSS foi pensado para ajudar o trabalhador com o seu sustento e de sua família.

Direito ao Auxílio Desemprego para Aposentados

Dessa forma, assim que um trabalhador é demitido, passa a receber uma quantia em dinheiro. É para isso que serve a previdência social, para proteger e auxiliar o trabalhador nos momentos de necessidade. Se você já está aposentado, já recebe mensalmente um salário fixo. Dessa forma fica claro que o direito a auxílio desemprego para aposentados não existe, o que é ruim para você.

Caso você esteja aproveitando o benefício da aposentadoria e seja demitido, mesmo que sem justa causa por seu empregador, não poderá receber outro auxílio. A Previdência Social veda claramente o acúmulo de benefícios, de forma a conseguir pagar a todos os seus segurados sem estourar o orçamento. Agora você já sabe que aposentados não tem direito a auxílio desemprego. E essa notícia pode te atingir de forma intensa.

Seguro Desemprego: aposentado tem direito?

É grande o número de aposentados que continuam exercendo sua profissão. Caso você seja um deles, não poderá contar com o suporte da previdência caso seja mandado embora, mesmo que você não tenha culpa.

Se estava procurando saber como receber auxílio desemprego para aposentados, essa informação é muito importante. Infelizmente você não poderá contar com o auxílio.

Isso porque você já conta com um importante benefício da previdência social que é a aposentadoria. Em tese esse valor deveria ser suficiente para o seu sustento e da sua família. Aposentados não recebem auxílio desemprego para evitar gastos exagerados da previdência social, o que comprometeria a capacidade desse órgão de continuar bancando todos os benefícios oferecidos.

Se a sua dúvida era se aposentado pode receber auxílio desemprego, a resposta é negativa. Essa é a determinação do Instituto Nacional da Seguridade Social, com base na legislação brasileira.

Se você está desempregado, terá que se contentar com o valor da aposentadoria ou conseguir novas fontes de renda, pois não receberá nada pela sua demissão além do valor pago pela empresa como indenização.

Claro, o pagamento das férias que você tenha e que estejam vencidas lhe será devido. A intenção também não é coibir mais direitos.

Desaposentação: direitos

O Supremo Tribunal Federal já debateu o tema, entendendo que aposentado que trabalha com carteira assinada deve pagar INSS. Antigamente havia um desconto chamado pecúlio para quem era aposentado pelo INSS, mas continuava trabalhando.

seguro-desemprego-aposentado-inss

Contudo, essa regra não se aplica mais. Desse modo, aposentado que trabalha com carteira assinada paga INSS, mas não pode receber seguro desemprego.

Isso se dá porque a Previdência Social é regida por um princípio chamado “solidariedade”. Por mais injusto que possa parecer, o princípio da solidariedade tem como ideia que todas as pessoas que trabalhem com carteira assinada devem pagar INSS a fim de ajudar as próximas gerações, bem como aqueles que eventualmente precisem de aposentadoria, benefícios e pensões do INSS.

A lógica é a seguinte: quem trabalha, independentemente se já é aposentado pelo INSS ou não, deve contribuir para a previdência social.

Como o número de pessoas jovens está diminuindo no Brasil e, consequentemente, o valor que o governo federal arrecada para pagar benefícios, aposentadorias e pensões do INSS não é muitas vezes suficiente para custear todas as despesas.

Um dos motivos para a reforma da previdência social é esse, aliás, pois segundo o Governo Federal cada dia mais pessoas se aposentam e menos pessoas contribuem. Outro motivo para isso é a crise econômica e o fato que milhares de trabalhadores brasileiros estão desempregados.

Estando desempregados, os trabalhadores pedem cada vez mais seguro desemprego ou começam a fazer os chamados “bicos”, onde geralmente não laboram com carteira assinada e nem sequer contribuem com o INSS.

Receber Auxílio Desemprego para Aposentados

Agora que você já sabe como funciona o auxílio desemprego para aposentados, e já sabe que não terá direito a esse benefício, está na hora de se programar.

Muitas vezes o valor da aposentadoria é muito baixo, o que leva o aposentado a continuar trabalhando. O pior de tudo é que você aposentado está desprotegido contra os riscos de ser demitido. Caso passe por uma demissão, ficará recebendo apenas o valor normal da aposentadoria e das suas férias, se houver.

INSS Consulta Situação de Benefício

INSS Situação de Benefício – Consulta

Se você paga INSS, sabe muito bem que, a depender da sua situação, terá direito a diversos benefícios concedidos pelo INSS, como auxílio reclusão, auxílio doença, aposentadoria, pensão etc.

Caso tenha solicitado algum dos benefícios abarcados pelo INSS, terá todo o suporte para consultar o seu benefício INSS de algumas formas.

consulta-situacao-beneficio-inss

Quer saber como consultar situação de benefício INSS? Então acompanhe o artigo e saiba quais tipos de benefícios consultar no site do INSS, sobre a revisão de benefício INSS, bem como outros dados relevantes para que você possa realizar consulta de benefício INSS facilmente e com segurança.

Consultar benefício INSS pelo CPF

Para consultar benefício INSS pelo CPF você deverá acessar o site da previdência social

www.previdencia.gov.br, por meio do qual saberá tudo sobre o seu benefício, desde prazos, procedimentos, marcar médicos peritos e outras exigências.

A modernização do INSS foi excelente, pois evita com que você perca muitas horas do seu dia em filas, ainda que em algumas regiões o caos persista em alguns postos de atendimento do INSS.

Assim, pelo site da Previdência Social você consulta a situação de benefício INSS do local e na hora em que quiser, desde que tenha um computador, tablet e até celular com conexão à internet.

Consulta benefício concedido INSS

Qualquer que seja o benefício pedido ao INSS, você poderá fazer um acompanhamento, do conforto do seu lar, a respeito do INSS.

Mas, se não gosta de equipamentos informáticos, pode simplesmente tirar algumas horas e comparecer nos postos da previdência social. A mesma consulta da situação de benefício INSS da internet é a que será repassada por um dos atendentes do INSS.

Consulta de benefício INSS pela internet

Para consulta de benefício habilitado ou não pelo INSS, acesse o site do DATAPREV https://www8.dataprev.gov.br/SipaINSS/pages/consit/consitInicio.xhtml e faça o cadastro para pedir benefício INSS.

inss-consulta-beneficio

Consulta situação de benefício por extrato INSS

É possível que você retire um extrato para saber a situação de benefício INSS, tanto pela internet como em uma das agências do INSS mais perto da sua casa.

Lá você vê a consulta da situação de benefício, resultado de perícias, de revisão de pagamento INSS, dentre outras informações bem relevantes para você.

Você precisará ter em mãos o número do benefício, a data de nascimento, CPF e o nome de beneficiário do INSS.

Caso você já seja segurado INSS, por meio do extrato do INSS saberá quais valores receberá, quais empréstimos consignados já fez e que serão descontados da folha de pagamento INSS etc.

Consulta situação de benefício: revisão de benefício

Como já havíamos adiantado, você poderá verificar pelo extrato INSS a situação de benefício em revisão, por exemplo.

Atualmente, em virtude de uma movimentação do governo federal no sentido de realizar revisões de alguns benefícios como aposentadoria por invalidez e auxílio doença, os postos do INSS estão cheios. Daí a facilidade para fazer consultas INSS situação de benefício pela internet.

Benefício INSS auxílio doença: consulta situação

Você também poderá consultar INSS situação de benefício de auxílio doença, de forma bem simples, prática e rápida.

Previdência social: consulta aposentadoria

Se deu entrada na aposentadoria e quer acompanhar todos os passos do seu pedido, é possível fazê-lo pelo site do DATAPREV.

Consultar situação de benefício INSS por CPF

Infelizmente, até para evitar fraudes, não é possível consultar a situação de benefício do INSS usando apenas o CPF.

Isso porque muitas pessoas mal-intencionadas acabam pegando dados das pessoas, por mais incrível que pareça, até mesmo na porta do INSS.

inss-consulta-situacao-beneficio

Assim, é muito perigoso que alguém saiba qual é o valor do seu benefício, bem como tenha outros dados seus.

Desse modo, sugerimos que você nunca passe o seu número de benefício ou dados pessoais para outras pessoas, para que tenha seu benefício na sua conta ou através do saque pelo cartão cidadão, todos os meses, sem nenhuma dor de cabeça.

Tempo consulta informação situação benefício INSS

Infelizmente, o INSS não é muito rápido para fornecer informações de consulta à situação de benefício, o que pode gerar certa insegurança ou até transtornos.

Logo, o quanto antes você der entrada no benefício INSS ou, ainda, fazer pedidos que julgue ter direito, melhor para você.

Não se esqueça de que milhares de pessoas pedem benefícios do INSS no Brasil inteiro e todos os dias. Por tal razão, quanto mais corretamente você já for separando seus documentos, fazendo o pedido e até pedindo o auxílio de um advogado especialista na área previdenciária, melhor.

Faça a consulta da situação de benefício INSS quando quiser e saiba exatamente qual é a sua situação perante a previdência social.

Mais dúvidas? Não deixe de acessar o site www.previdencia.gov.br e tenha todas as informações relevantes de que precisar às suas mãos, para consultar de onde e quando quiser. Não perca nenhum instante do usufruto dos seus benefícios do INSS.

INSS Reabilitação Profissional – Tempo

Reabilitação Profissional do INSS Quanto Tempo Dura

Um dos mais importantes programas da previdência é a reabilitação profissional do INSS. Através desse programa pessoas que foram afastadas de suas funções por incapacidade podem voltar ao trabalho. O INSS oferece a essas pessoas tratamento, acompanhamento e cursos profissionalizantes, de forma que os segurados tenham condições de voltar ao mercado de trabalho.

reabilitacao-profissional-inss

Reabilitação profissional do INSS – Como funciona?

Reabilitar é “habilitar para realizar outra atividade”, ao menos nesse conceito que engloba o INSS. É uma tentativa de criar e estimular novas aptidões por parte do trabalhador, para que ele realmente possa continuar ativo, contribuindo com o INSS e com a sociedade.

O que muita gente se pergunta é como funciona a reabilitação profissional do INSS. Afinal de contas, trata-se de um programa muito pouco comentado, principalmente na mídia. Através de parcerias com entidades de ensino e instituições de saúde, a reabilitação acontece por meio de profissionais das áreas de medicina, fisioterapia, psicologia, psiquiatria e muitas outras.

Tempo de espera para reabilitação profissional

Você deve estar se perguntando: “mas qual é o tempo de espera para a reabilitação profissional do INSS?”. A reabilitação profissional do INSS tem tempo determinado, com base no caso específico de cada um dos segurados que desejem participar do programa. Em alguns casos a reabilitação ocorre em menos de dois meses. Em outros o tempo de espera para reabilitação profissional pode durar até dois anos. Tudo depende da gravidade do motivo que levou o segurado a se afastar das atividades.

O INSS paga a reabilitação profissional em sua totalidade, arcando com todos os recursos necessários para que as pessoas realmente consigam ingressar no mercado de trabalho e desenvolver uma atividade profissional. Isso inclui o tratamento médico e hospitalar, cursos profissionalizantes e terapia junto de profissionais especializados.

inss-reabilitacao-profissional

Quanto tempo dura a reabilitação profissional do INSS

Se você está se perguntando quanto tempo dura a reabilitação profissional do INSS, uma boa ideia é comparecer até uma das agências e explicar o seu caso. A reabilitação acontece por ordem de solicitação, mas existem algumas prioridades. Pessoas que estejam em período de auxílio-doença, por exemplo, têm preferência no programa de reabilitação do INSS.

A reabilitação profissional do INSS é um direito de todos aqueles que foram afastados do trabalho em razão de doenças ou até mesmo acidentes. Pessoas que passam por isso têm grande dificuldade de voltar ao mercado de trabalho. Por isso esse programa de reabilitação do INSS é tão importante.

Informações sobre reabilitação profissional do INSS

Se ainda restou alguma dúvida sobre reabilitação profissional, entre em contato com o INSS:

  • Por meio do telefone 135, com ligação gratuita, das 7h às 22h, de segunda à sexta;
  • Vá até um posto do INSS mais próximo da sua casa.

Lembre-se: informe-se sobre os seus direitos e garantias como cidadão. Não deixe a reabilitação profissional do INSS ficar de lado. Esse é um passo muito importante para a sua reinserção no mercado de trabalho, até para que tenha outras oportunidades e possa crescer pessoal e profissionalmente.

Auxílio Doença para Aposentados

Aposentados tem Direito a Auxílio Doença?

A previdência social é conhecida por disponibilizar aos seus segurados uma série de benefícios, entre eles aposentadoria e auxílio-doença. Mas será que o aposentado tem direito ao auxílio doença? Essa é uma das maiores dúvidas de quem se aposentou ou pretende aposentar, mas deseja continuar trabalhando.

aposentado-tem-direito-a-auxilio-doenca

Aliás, hoje é muito recorrente ver aposentados que continuam trabalhando. Isso porque o valor da aposentadoria não costuma cobrir gastos mínimos, como casa, comida, roupas, medicamentos, plano de saúde, dentre outros.

Desse modo, muitas pessoas que deveriam estar descansando ou passeando e aproveitando a “melhor idade” são obrigadas a voltar a trabalhar para conseguirem manter o seu próprio sustento.

Com isso, é quase que muito recorrente que se tenha dúvidas sobre como funciona a “vida” do aposentado perante eventuais direitos trabalhistas e previdenciários, caso venha a precisar no futuro.

Auxílio doença para Aposentados

O auxílio-doença é um benefício pago para as pessoas que fiquem incapacitadas para o trabalho, seja por acidente ou moléstia. A questão é que o aposentado perde o auxílio doença assim que se aposenta. Dessa forma, se você aposentado resolver continuar trabalhando, correrá todos os riscos. Caso seja acometido de alguma doença ou se acidente, não receberá nada de auxílio por parte da previdência.

Isso ocorre porque o segurado já está recebendo um benefício previdenciário, qual seja, a aposentadoria. Para que não exista acúmulo de benefícios de forma concomitante, o INSS exclui a possibilidade essa possibilidade. Dessa forma o aposentado não pode receber auxílio doença. Essa medida visa conter os gastos com a previdência, estabelecendo que apenas um benefício pode ser pago a cada um dos segurados.

auxilio-doenca-aposentado

Empregado aposentado afastado por doença: é possível?

Caso o aposentado esteja trabalhando e fique incapacitado, receberá apenas os valores pagos pelo empregador nos primeiros quinze dias. Após esse período, estará desprotegido, já que já goza da aposentadoria. Nesse sentido, se você é aposentado e escolher continuar trabalhando, perderá esse benefício. Aposentado que trabalha perde o auxílio doença.

Isso é uma grande desvantagem para quem está aposentando ou já se aposentou. Se esse é o seu caso, tome muito cuidado, pois não terá suporte extra da previdência caso perca a capacidade para o trabalho. Nada pode ser feito para evitar a perda do auxílio doença de aposentado, pois trata-se de uma questão jurídica.

Se você é aposentado, mas pretende continuar na ativa, tenha em mente essa questão. Talvez não seja uma boa opção continuar trabalhando, já que se você precisar de suporte, não terá o auxílio-doença.

Aposentado precisa pagar INSS?

Sim, aposentado que continua na ativa precisa pagar INSS. Mesmo assim, a jurisprudência vai no sentido de que ainda que o aposentado que trabalhe seja obrigado a pagar INSS, ele não terá direito ao auxílio-doença.

Se tiver alguma dúvida quanto aos seus direitos trabalhistas e previdenciários, procure um advogado especializado para saná-las. Esse profissional é o mais capacitado para responder às suas questões, até porque a análise dependerá muitas vezes de cada caso.

Benefícios para Desempregados Previdência Social

Previdência Social Benefícios para Desempregados

O número de pessoas desempregadas no Brasil não para de crescer. Isso por culpa da crise econômica que está afetando a economia. Se você está nessa situação, saiba que desempregados têm benefícios na previdência social. Dessa forma você pode contribuir para a previdência e garantir os seus direitos.

beneficios-para-desempregados-previdencia-social

Descubra os benefícios dos desempregados na Previdência Social

Os benefícios dos desempregados na previdência social existem para garantir às pessoas o mínimo de segurança. Afinal de contas, quem está desempregado sofre com a falta de recursos para sobreviver com dignidade. Sem esses benefícios os desempregados estariam abandonados à própria sorte.

São benefícios dos desempregados no INSS:

  • Salário-maternidade
  • Auxílio-doença

E, não é só isso. Os dependentes do segurado desempregado receberão, se for o caso, pensão por morte e auxílio-reclusão.

Muitas pessoas acham que não terão direito a esse tipo de benefícios e acabam “perdendo” a chance de recebê-lo, especialmente quanto ao auxílio-doença para desempregado.

INSS desempregado recolhimento

Para permitir que os desempregados pudessem continuar contribuindo para a previdência, criaram a figura do contribuinte facultativo. Dessa forma, mesmo que você esteja sem um emprego formal, poderá pagar uma alíquota mensal e garantir os benefícios. Você pode requerer os benefícios de desempregados na previdência social se continuar contribuindo.

Para isso, você deve fazer o recolhimento do valor todos os meses. Trata-se de uma taxa de até 20%, sendo que você pode escolher contribuir apenas com o mínimo de 11%. Ao realizar o pagamento em dia você terá direito ao auxílio doença, aposentadoria e muitas outras vantagens trabalhistas. Isso porque a previdência social paga benefícios aos desempregados.

Compareça agora mesmo a uma das agências da previdência mais próximas de você e exija seus direitos. Estar desempregado é sempre ruim, principalmente sem o suporte do Governo. Comece a recolher as contribuições para receber os benefícios da previdência social para desempregados. Você poderá inclusive se aposentar, mesmo sem estar trabalhando!

inss-desempregados

Os desempregados recebem benefícios da previdência social sempre que recolhem as contribuições. O pagamento deve ser realizado por você, todos os meses. Basta pagar um boleto com o valor devido para ser um dos beneficiários da previdência social.

Auxílio doença desempregado

O período de graça, ou seja, aquele em que o desempregado está coberto pelo INSS pode ser de 3 até 36 meses, o que será especificado de acordo com a hipótese de cada pessoa que pedir, por isso é bom consultar a Previdência Social antes.

Auxílio doença desempregado carência

O período de carência para pedir o auxílio doença desempregado pode variar:

  • Será de 12 meses caso labore com atividade não descrita pelo INSS;
  • Será de 24 meses no caso acima, caso colabore com mais 120 contribuições;
  • 12 meses depois do fim da incapacidade;
  • 6 meses depois que parar de contribuir, para o segurado facultativo.

Para o contribuinte facultativo, é só imprimir a guia de contribuição no site da previdência social, inserindo o número do PIS, por exemplo.

Valor da contribuição INSS desempregado

O valor do INSS do desempregado é de R$ 157,60, correspondendo a vinte por cento do salário mínimo nacional. Referência no salário mínimo de R$ 937,00, lembrando que todos os anos esse valor é atualizado.

Você pode optar, no entanto, pelo plano simplificado, por pouco menos de R$ 90,00 mensais. Entretanto, nesse caso não há possibilidade de aposentadoria por tempo de contribuição.

Se você ficou com alguma dúvida, contate hoje mesmo a previdência social pelo telefone 135 ou, ainda, vá até algum posto do INSS mais próximo de você.

Benefício assistencial ao Trabalhador Portuário Avulso

Trabalhador Portuário Avulso Benefício Assistencial INSS

Se você é trabalhador avulso em área de porto, está na hora de conhecer os seus direitos trabalhistas. O benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso é devido a todos os profissionais dessa categoria que já contam com mais de 60 anos de idade. Trata-se de uma renda mensal que serve para o seu sustento e também de sua família.

beneficio-assistencial-ao-trabalhador-portuario-avulso

O que é benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso

A Lei que instituiu o benefício ao trabalhador portuário avulso é a 12.815/2013.Ou seja, benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso é um benefício assistencial do INSS bem recente e que infelizmente é desconhecido por muitas pessoas.

Também não podem ser confundidos os trabalhadores avulsos portuário e não portuário. O trabalhador avulso não portuário é aquele que presta serviço, também sem vínculo, mas fora do porto.

Benefício do trabalhador portuário avulso Quem tem direito?

Mas afinal de contas, quem tem direito ao benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso? Descubra isso agora mesmo. Todas as pessoas que atuam de forma descontínua em portos são consideradas trabalhadores avulsos. Ou seja, exercem suas atividades sem vínculo certo com o tomador de serviços.

No Entanto, a lei tece algumas exigências para o trabalhador portuário avulso, como:

  • Registro no Órgão Gestor de Mão de Obra do Trabalho Portuário Avulso.
  • Não ter direito a outros benefícios do INSS, como aposentadoria por idade, por exemplo,
  • 60 anos
  • Ter renda mensal inferior a um salário mínimo
  • Morar no País
  • Ter trabalhado pelo menos 180 turnos.

Trabalhador portuário avulso: como conseguir o benefício assistencial?

Uma das grandes vantagens desse direito previdenciário é que ele não exige o pagamento de INSS. Isso significa que se você é trabalhador portuário avulso e não recolheu INSS durante a vida, terá o direito assistencial de qualquer maneira. Para receber o benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso é preciso comparecer a uma das agências da previdência social.

trabalhador-portuario-avulso-inss-beneficios

Vá a uma agência da Previdência Social agora mesmo e exija o recebimento desse benefício. Para que você comece a receber é preciso comprovar o trabalho como avulso em região portuária. Além disso, o pagamento do benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso só é feito quando a família do beneficiário é de baixa renda.

E atenção: esse benefício ao trabalhador portuário avulso não gera qualquer transferência para familiares no caso de falecimento do trabalhador.

Benefício INSS trabalhador portuário avulso valor

Se você está com “medo” do valor do benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso ser muito baixo, fique tranquilo.

De acordo com a lei, nenhum benefício previdenciário pode ser inferior ao salário mínimo. Dessa forma, assim que o seu direito for reconhecido você poderá sacar mensalmente um salário mínimo, sem descontos, do benefício INSS trabalhador portuário avulso.

Se tiver alguma dúvida sobre como requerer o seu benefício assistencial trabalhador portuário avulso, não se esqueça de telefonar gratuitamente para o número 135 (canal de atendimento INSS), pela internet ou nas agências da Previdência Social. Por isso é fundamental que você procure imediatamente uma agência da Previdência Social.

MEI Auxílio Doença – Tem Direito? Carência

MicroEmpreendedor Individual Tem direito ao Auxílio Doença?

Se você é Microempreendedor Individual (MEI), está na hora de conhecer tudo sobre os seus benefícios previdenciários. Um deles e talvez o mais importante é o auxílio doença. Muita gente não sabe, mas o MEI tem direito ao auxílio doença. Para poder começar a aproveitar esse benefício tão importante para qualquer trabalhador, você precisa conhecer como ele funciona e como solicitar.

mei-tem-direito-auxilio-doenca

Acredite, nem todo mundo sabe que MEI tem direito ao auxílio doença. Infelizmente por falta de informação muitos microempreendedores individuais acabam perdendo o seu benefício do INSS. Assim, caso venha a ter algum problema que o incapacite de trabalhar, fique atento a essas dicas e saiba tudo sobre auxílio doença para MEI.

Auxílio Doença Microempreendedor Período de Carência

De acordo a legislação regente da previdência social, a carência do auxílio doença do MEI é de 12 meses. Esse prazo é contado com base no primeiro pagamento realizado pelo empreendedor. Mas a própria lei determina alguns casos em que o benefício pode ser exigido independentemente de carência. Se você sofrer algum acidente que o impeça de trabalhar, por exemplo, poderá solicitar o auxílio doença.

O período de carência do auxílio doença MEI depende da moléstia. Para os casos definidos em lei, o segurado poderá solicitar o benefício até mesmo no próprio dia em que sofrer o acidente ou adoecer. A previdência deverá pagar ao MEI um valor que seja suficiente para o sustento do segurado e também de sua família em até trinta dias.

MEI tem direito ao auxílio doença

Como visto, o microempreendedor individual tem direito ao auxílio doença, assim como outros benefícios previdenciários. Dessa forma, o MEI fica protegido contra os riscos da sua atividade.

O MEI poderá solicitar o auxílio doença sempre que for acometido de moléstia grave que torne impossível trabalhar em seu empreendimento. A lei é clara ao dizer o que o Micro Empreendedor Individual tem direito ao auxílio doença do INSS e que poderá exigir essa garantia.

auxilio-doenca-microempreendedor-individual-inss

Se você queria saber se o MEI tem direito ao auxílio doença, está na hora de procurar a Previdência e cobrar essa garantia legal. Trata-se de um benefício essencial para quem está começando um negócio e quer se sentir mais seguro para exercer suas atividades.

Requerimento auxilio doença contribuinte individual

Para requer auxílio doença do MEI, basta ligar para o atendimento do INSS, no telefone 135 e realizar o agendamento do pedido, tanto de forma eletrônica, por meio do site do INSS ou, ainda, pela web, ou em postos de atendimento do INSS. Acesse: Requerimento Auxílio Doença.

E aí, ficou alguma dúvida sobre o pedido de auxílio doença do MEI? Se tiver qualquer dúvida não hesite em telefonar gratuitamente para o INSS ou ir a algum posto de atendimento.

Não se esqueça de ter em mãos o RG, CPF, carteira de trabalho, comprovante de contribuição do INSS, laudos médicos que comprovem incapacidade temporária de trabalhar, bem como do período sugerido de afastamento. Não perca o prazo para pedir seu benefício e uma boa sorte!

Pagar INSS Dona de Casa – Valor

INSS Dona de Casa Valor

Se você, homem ou mulher, trabalha em casa de família, deve recolher a contribuição previdenciária. Essa é a única maneira de garantir os benefícios concedidos por essa instituição. Descubra agora mesmo como pagar o INSS de dona de casa e garanta já os seus direitos trabalhistas.

inss-dona-de-casa

Pagamento de INSS Dona de Casa

Existem basicamente duas modalidades de pagamento de ISS de dona de casa. Se você é dona de casa e sua família é de baixa renda, poderá contribuir com uma alíquota menor. Atualmente ela é de 5% do salário mínimo, algo em torno de R$35,00. Esse valor deve ser recolhido mensalmente para que os benefícios sejam garantidos.

Agora, se a dona de casa possuir renda familiar alta, deverá recolher com base na alíquota de 11% ou 20%. Lembrando que para comprovar que a família é de baixa renda é preciso que você possua cadastro no CadÚnico. Esse cadastro pode ser feito no CRAS da sua região. Agora que você já sabe quanto a dona de casa paga de INSS, é hora de começar a recolher.

Muitas donas de casa nem pensam em pagar INSS, pois acreditam que isso é desnecessário. Será mesmo? Infelizmente as pessoas não nascem com o “dom da adivinhação” (ao menos a maioria delas) e o futuro é algo complicado de visualizar.

Assim, contribuir com o INSS pode ser o “plano B”, caso algo dê errado futuramente.

Como pagar INSS Dona de Casa

O pagamento de INSS de dona de casa é facultativo. Dessa forma, cabe a própria dona de casa fazer o pagamento todos os meses. Apesar de ser opcional, é importante que você saiba que o único jeito de aposentar é recolhendo as contribuições. Além da aposentadoria por idade e por tempo de serviço, o trabalhador que realiza o pagamento de INSS de dona de casa tem direito ao auxílio doença.

inss-do-lar-pagamento-valor-recolhimento

Agora que você já sabe a importância de realizar o pagamento mensal, saiba como fazer isso. Através de um carnê você poderá pagar o INSS de dona de casa todos os meses. Evite atrasos no pagamento para que seus benefícios continuem em dia. Dessa forma você poderá receber uma aposentadoria no futuro. Veja como pagar acessando: Pagar INSS Autônomo.

Nunca se sabe quando se precisará de algum auxílio do INSS, não é mesmo? Assim, quando a dona de casa contribui com o INSS está pensando em ter um mínimo de aposentadoria, caso venha a precisar no futuro.

As contribuições ao INSS devem ser levadas como se fossem uma poupança a longo prazo. No entanto há quem discorde e diga que no caso de contribuintes facultativos do INSS, como donas de casa, existem outras opções de investimento no mercado que poderiam garantir um futuro mais promissor para que neles investem, como as previdências privadas, seguros e outros.

Verifique qual o melhor meio de pagar aposentadoria para dona de casa. Pode ser que o valor da aposentadoria do INSS não agrade  a todos, mas de outro lado, é quase que uma certeza que o INSS existirá por muito tempo, ao contrário dos bancos, por exemplo.

Auxílio Doença Valor, Extrato

Valor do Auxílio Doença

Aqui está tudo o que você precisa saber sobre o auxílio-doença da previdência social! Muitos sofrem com a falta de informações sobre o auxílio-doença: como conseguir auxílio doença, quem pode usufruir do auxílio doença e muito mais. Este texto explicará tudo o que você precisa saber sobre o auxílio-doença.

O funcionamento do INSS é extremamente complexo, porém bem organizado. Mas muitas vezes fica até difícil de compreender ao que se tem direito e a quanto, não concorda?

auxilio-doenca-valor

Se você está se informando é porque quer saber quais são os seus direitos e como fazer para consegui-los. E tem toda razão. É por meio do conhecimento que podemos saber com precisão tudo a que temos direitos e o que devemos fazer para consegui-los, não é mesmo?

Tire todas as suas dúvidas sobre auxílio doença aqui, fique bem instruído e não deixe que ninguém lhe engane a respeito do que você tem efetivamente direito.

Infelizmente, um dos maiores problemas do Brasil é a falta de informação. Não seja mais uma pessoa desinformada e saiba tudo sobre auxílio-doença.

O que é o auxílio doença?

O auxílio-doença é o benefício para uma pessoa incapacitada temporariamente ao trabalho por conta de uma doença ou acidente. Os requisitos para pedir o auxílio-doença são:

  1. Possuir carência de doze contribuições (isenta caso a pessoa esteja incapacitada por acidente de trabalho ou doenças previstas na lei)
  2. Ter qualidade de segurado, isto é, pagar mensalmente a previdência social
  3. Comprovar a doença que impede o indivíduo de trabalhar
  4. Mostrar os seguintes documentos para conseguir o auxílio-doença:
  • Documento de identificação com foto
  • Número do CPF
  • Carteira de trabalho e carnês de contribuição para comprovação do pagamento ao INSS
  • Documentos feitos por médicos para comprovar o problema de saúde, tratamento médico sugerido e o período de afastamento do trabalho
  • O empregado deve mostrar uma declaração assinada pelo empregador afirmando o último dia trabalhado

Depois de tudo isso, para garantir o auxílio-doença, é necessário passar pela perícia do INSS para que haja o aval da incapacidade de trabalho do empregado.

Para solicitar o auxílio-doença, você deve ir até uma sede da Previdência Social e comparecer na avaliação do médico para então usufruir do auxílio-doença. Além disso, o auxílio-doença pode ser comum ou acidentário. A seguir explicaremos a diferença entre os dois tipos.

Meu auxílio é comum ou acidentário?

No momento da avaliação médica, seu auxílio doença poderá ser considerado tanto comum como acidentário. O auxílio-doença comum abrange todos os contribuintes do INSS e no retorno do trabalho a empresa não será obrigada nem a manter a estabilidade do funcionário nem a depositar o FGTS no período em que o ele ficou ausente.

O auxílio-doença acidentário, por outro lado, abrange os trabalhadores avulsos, segurados especiais e empregados. Nesse caso não há período de carência e o empregado terá estabilidade no emprego, ou seja, não poderá ser demitido dentro de um ano. Além disso, a empresa continua depositando o FGTS nesse período de afastamento.

auxilio-doenca-extrato-consulta

Qual o valor do meu benefício?

O valor total do seu benefício auxílio doença é formado por uma renda mensal de 91% do seu salário-de-benefício.

O salário-de-benefício é um cálculo feito com base nos seus maiores salários de contribuição relativos a oitenta por cento de todo período contributivo. Ou seja: se a sua contribuição é de cerca de 180 meses, se pega as 144 contribuições mensais de maior valor e se faz uma média aritmética.

Ou seja, caso você não consiga calcular o valor do seu benefício, compareça a uma agência do INSS e eles lhe darão todas as informações das quais você precisa para que isso realmente se efetive.

Fique atento aos seus direitos e saiba exatamente o que precisa fazer para receber o seu auxílio-doença!

Como vejo o meu extrato e o valor do benefício do auxílio doença?

O governo disponibiliza a consulta do extrato dos pagamentos do auxílio-doença online. É possível fazer a consulta do extrato de pagamentos do INSS pela internet.

A consulta é fácil, simples e cômoda. Você poderá visualizar em qualquer computador com conexão à internet e saber exatamente qual é a sua situação em relação ao auxílio-doença.

O contribuinte do INSS poderá acessar o portal Dataprev através deste link: http://portal.dataprev.gov.br e poderá ver seu extrato com alguns documentos em mãos. Você precisará de seu nome completo, CPF, número do benefício e sua data de nascimento. Não é complicado acessar o site do Dataprev. Fique tranquilo em relação a isso.

Conseguiu compreender o que é o auxílio-doença, como descobrir o valor do auxílio-doença, os tipos do auxílio-doença e como ver o extrato do seu auxílio-doença?

Então não perca tempo e vá atrás dos seus direitos! Não se esqueça de que se você contribui com a Previdência Social, o que, aliás, não é barato, tem direito a receber os seus benefícios e até aposentadoria caso preencha os requisitos estipulados pela lei.

Doméstica Legal Calculadora, Salário, Direitos

Calculadora Doméstica Legal

Manter uma empregada domestica não significa somente pagar o seu salario. Veja quanto gasta mensalmente com a empregada. Os direitos e gastos de uma empregada Doméstica Legal.

Hoje em dia, as empregadas domesticas estão dotadas de inúmeros direitos que devem ser pagos pelos empregadores, como se fossem funcionários de uma empresa normal. A única diferença é que a empregada Doméstica Legal pode ser contratada por uma pessoa física, sem precisar de CNPJ e de uma empresa aberta, ao contrário da contratação de outros tipos de profissionais.

domestica-legal

Como estas regras mudaram e as empregadas domesticas possuem direitos que estão protegidos pelo governo, os empregadores precisam preocupar-se com quanto realmente gastarão mantendo o salário de Doméstica Legal, visto que dependendo do salário a ser pago, as porcentagens de INSS e de FGTS serão maiores ou também menores. no entanto, o mínimo que uma empregada Doméstica Legal pode receber é o equivalente ao salário mínimo vigente.

Para que os empregadores tenham mais facilidade de calcular o gasto real que terão com uma domestica, foi criada uma calculadora de salário, no qual os empregadores poderão saber o valor exato que terão que pagar para manter uma empregada Doméstica Legal. Este valor é pago para as pessoas que recebem carteira assinada.

Calcular Salário Doméstica Legal

Faça uso da calculadora de salário de uma Doméstica Legal.

Para poder calcular o salário e os demais pagamentos de uma empregada com carteira assinada, acesse o site: https://www.domesticalegal.com.br/utilidades/calculadora-do-empregador/ a calculadora de salário permite que o empregador coloque o valor que a empregada irá receber, e ao clicar no link “calcular” será dado o valor total com todos os descontos, em base do salário que informou à empregada que seria pago.

domestica-legal-calculadora

Lembrando que nesse cálculo, é preciso também informar se a colaboradora irá receber o vale transporte, pois no momento da calculadora de salário realizar o calculo, serão descontadas outras taxas referentes a este beneficio. As principais taxas que são calculadas para o salário de Doméstica Legal são: o salário bruto informado pelo empregador, o desconto do INSS, o vale transporte, o seguro para caso de acidente de trabalho, o FGTS, e a Antecipação da Multa de 40% do valor do FGTS.

Todos estes itens são demostrados ao empregador graças à calculadora de salário da empregada Doméstica Legal, também é preciso preocupar-se com o período de férias do colaborador, pois terá que ser gasto outros valores caso deseje deixar alguém na função durante que o mesmo esteja no seu período de férias.

As horas extras que a empregada Doméstica Legal receberá também são valores que não entram na calculadora de salário, visto que a mesma não estará fazendo hora extra diariamente, apenas em períodos solicitados pelo empregador. Por isso, o valor que será pago pelas horas extras da empregada deverá compro também a sua tabela de gastos com o mesmo. Também pode organizar-se para que os gastos que tem preparado para investir na sua empregada doméstica não fujam do seu planejamento, e a calculadora lhe auxiliará a manter o seu orçamento.

Previdência Social FGTS – Consulta

Consultar Saldo e Extrato do FGTS

Se você já conhece e está pagando o seu FGTS, veja como fazer a consulta do mesmo pela internet e acompanhe suas movimentações. A consulta ao FGTS nunca foi tão fácil.

Você já deve ter escutado a seguinte novidade para o FGTS: “o governo está liberando o saque do FGTS para as pessoas”, pois então, esta foi uma das novidades que beneficiou milhares de brasileiros que possuíram contas inativas de FGTS, anteriormente o mesmo poderia ser retirado somente se o trabalhador fosse despedido do seu emprego sem justa causa, ou no caso de uma pessoa desejar usar esse fundo da Previdência Social para financiar um imóvel, caso a mesma possui-se uma doença grave, ou somente quando as pessoas se aposentavam por idade e tempo de contribuição.

previdencia-social-fgts

O FGTS é considerado um fundo de garantia que servia como uma forma de segurança para as pessoas, caso elas fossem demitidas sem justa causa. Este foi desde sua criação a principal forma que as pessoas utilizavam para fazer o saque do FGTS, e muitas delas costumavam acompanhar as movimentações do mesmo indo até uma agencia da Caixa Econômica Federal para saber qual o valor disponível em sua conta.

Atualmente, a consulta FGTS ficou muito mais simples, prática e acessível a todos, como será mostrado no capitulo seguinte. O FGTS é bastante utilizado também quando as pessoas se aposentam, pois quando chegam a conter 30 anos de contribuição, sem ter tocado no mesmo nenhuma vez, elas podem beneficiar-se de um grande valor que acumularam ao longo de suas vidas. Veja agora como consultar FGTS e saber quanto poderá ter o dia em que se aposentar graças à Previdência Social.

FGTS Consulta

Acompanhe o seu FGTS através de consultas online – mantenha-se informado sobre suas movimentações.

Como mencionado anteriormente, hoje não é preciso mais ir até uma agencia da Caixa Econômica Federal, enfrentar uma fila e seguir uma série de procedimentos para consultar FGTS disponível em sua conta. Tudo isso pode ser feito pela internet, por meio do site: http://www.FGTS.gov.br/trabalhador/servicos_online/saldo_FGTS.asp onde é possível consultar o extrato completo, bem como o extrato por períodos trabalhados em determinadas empresas, ou de forma autônoma.

fgts-consulta-1

Para facilitar ainda mais o controle dos trabalhadores nos dias atuais, muitos deles cadastram o seu numero de telefone, e toda vez que a empresa faz o deposito do FGTS na sua conta, ele recebe uma mensagem de texto com o valor e a data do deposito do beneficio. Assim poderá consultar mensalmente os valores, e ao aposentar-se graças à Previdência Social poderá fazer o saque do mesmo para usufruir da melhor forma que desejar.

Cadastre já mesmo também seu numero de telefone por meio do site mencionado e tenha mensalmente acesso a todas as consultas FGTS disponíveis em sua conta! Não deixe de acompanhar as movimentações, a fim de garantir que a sua aposentadoria seja garantida com o valor acumulado ao longo dos anos, e que possa aproveitá-la no futuro como se fosse uma conta poupança.

Previdência Social Formulários

Formulários de Requerimento Previdência Social

Conheça os principais Formulários solicitados pela Previdência Social para quando você precisar de algum serviço ou benefício oriundo deste órgão.

Inúmeras pessoas de todo o país, sem importar se seja rica ou pobre, já teve que preencher algum formulário quando precisou solicitar os beneficio da Previdência Social. Muitas vezes as pessoas preenchiam sem saber o que realmente estavam solicitando, mas com o acesso à informação e graças aos avanços da internet, esta papelada começou a tornar-se um processo mais simplificado, e hoje os Formulários da Previdência Social são bem mais simples e resumidos.

formularios-previdencia-social

Geralmente quem precisa de algum beneficio ou seguro que provenha da Previdência Social precisa assinar algum tipo de formulário como pessoa física. Nestes Formulários da Previdência Social estão inclusas informações fundamentais, como quem é o solicitante, o que realmente ele deseja, a qual órgão se direciona e sua assinatura para validar o documento. Estes após preenchidos são encaminhados para responsáveis por dar seguimento às solicitações, e realizar o retorno ao solicitante sobre o que estava precisando.

Caso você deseje familiarizar-se com alguns dos Formulários da Previdência Social, acompanhe este post até o final que será mostrado alguns exemplos dos mais utilizados pelas pessoas nos dias atuais.

INSS Formulários

Principais Formulários da Previdência Social que são mais utilizados ultimamente.

O primeiro que podemos mencionar é a Autorização para Pagamento de Benefícios em Conta Corrente, este formulário permite que a pessoa solicite que o deposito do beneficio que a Previdência Social está disponibilizando seja depositada em uma conta corrente de sua titularidade, a qual deverá informar os dados bancários para que o depósito possa ser efetuado de forma correta.

Outro formulário da Previdência Social que é bastante utilizado é o destinado a solicitar o tempo de contribuição para poder aposentar-se junto ao INSS. Este permite que a pessoa informe no documento por quanto tempo já está contribuindo e quantos anos possui para dar entrada ao procedimento da aposentadoria.

Para quem é empreendedor, um dos Formulários que pode ser utilizado é o de Requerimento para Cálculo de Contribuição em Atraso, este serve para que a pessoa possa ter a informação de quantos meses faltou contribuir com o INSS para que possa colocar suas pendências de pagamentos em dia, e ter os benefícios da Previdência Social no futuro quando deseje aposentar-se.

Estes são os principais Formulários preenchidos pelas pessoas que realizam agendamentos junto à Previdência Social, e que são os mais utilizados devido aos casos para os quais são destinados. Existem uma série de outros diferentes, mas o quesito em que todos se assemelham é o procedimento para preenchimento e entrega dos mesmos, bem como as informações que devem ser disponibilizadas: nome completo, CPF, e assinatura do solicitante. Caso você deseje conhecer os demais Formulários da Previdência Social e saber para qual objetivo servem, pode estar baixando modelos no site: http://www.previdencia.gov.br/servicos-ao-cidadao/informacoes-gerais/formularios-solicitados-pelo-inss/ pois lá se encontra uma listagem completa de documentos que podem ser baixados em arquivo word para serem preenchidos.

formularios-inss

Modelos de Formulários da Previdência Social

Os principais formulários da Previdência Social são:

– Benefícios em Conta Corrente – Autorização para Pagamento

– Procuração INSS

– Declaração de Tempo de Contribuição

– Resíduo de Benefícios – Solicitação de Pagamento

– Termo de Responsabilidade

– Salário-família Proposta de Convênio para Pagamento

– Contribuição em Atraso Requerimento de Cálculo

– Relação de Salários de Contribuição

Para encontrar todos os modelos de formulários do INSS para benefícios e aposentadorias para baixar acesse a seguinte página do site oficial da Previdência Social: www.previdencia.gov.br/servicos-ao-cidadao/informacoes-gerais/formularios-solicitados-pelo-inss/

Licença Paternidade – Quem tem direito, Dias

Licença Paternidade Quantos Dias de Licença?

A chegada de um filho é realmente uma data extremamente importante. Um pequeno bebê exige muito cuidado, carinho, atenção e adaptações na rotina de toda a família e agregados.

licenca-paternidade

A mulher, justamente por conta dos desafios inerentes à gravidez, à rotina “mágica”, mas ao mesmo tempo dura – sem noites de sono e raros momentos de solidão), tem direito a licença-maternidade, onde recebe benefício por determinado tempo para que possa cuidar do seu filho, amamentá-lo, dentre outros.

O que é licença paternidade?

Esse é um tema extremamente importante, pois é sabido que vários trabalhadores da iniciativa privada nem sequer sabem que ele existe ou outros ignoram os seus direitos, tratando-os como se nada fosse.

Ainda que esse não seja o entendimento correto para que se possa compreender a intenção do auxílio paternidade no caso, é preciso que o homem se sinta estimulado a tomar cuidados com sua família, o que fica mais provável quando usufrui do auxílio paternidade.

Mas o pai não poderia ficar de fora e recebeu um benefício de licença-paternidade, direito este que também lhe é conferido pela legislação brasileira!

Desse modo, a licença paternidade do INSS objetiva que o pai dê apoio e assistência à mãe e à criança, ao menos nos dias iniciais de convivência do recém-nascido.

Durante esses 5 dias não pode haver desconto de salário da licença paternidade do homem e nem sequer outros tipos de déficit.

Embora seja um período menor do que o da licença-maternidade, a licença-paternidade possibilita maior contato do pai com seu filho.

licenca-paternidade-dias

Tempo/dias de licença paternidade

O tempo de licença paternidade é, em regra, de 5 dias após o nascimento do bebê. Há discussão, no entanto, quanto ao dia de início da contagem dessa licença paternidade e se englobaria apenas dias úteis, por exemplo.

Assim sendo, verifique corretamente sobre esse ponto e saiba qual é o percentual de licença a que o pai tiver direito, seja ele trabalhador de empresa provada ou pública, terá quase os mesmos direitos do que qualquer outro cidadão, salvo em dois casos especiais, os quais serão visto abaixo.

Licença paternidade pai adotivo

A Lei n e 12.873/2013 inseriu no ordenamento jurídico um tratamento diferenciado aos pais e mães de filhos adotivos em relação à licença paternidade.

Caso esses pais sejam contribuintes do INSS, podem pedir até 4 meses de licença paternidade.

E isso se justifica pelos seguintes motivos. Uma criança abandonada muitas vezes sofreu rejeição, abandono ou indiferença por parte da sua família biológica. Não é raro que esse tipo de situação tenha acarretado questões de ordem psicológica.

Assim, é prudente que os pais estejam ao lado das crianças adotivas quanto mais tempo puderem, para assessorar o filho, amamentar, ajudar a mãe e muitas outras questões.

Quem tem direito licença paternidade?

Tem direito à licença-paternidade qualquer homem que venha a ter um filho. Contudo, em vista das diversas modificações engradadas pelo Governo Federal nos últimos tempos, é sempre bom ficar atento às novas regras que eventualmente surjam quanto a esse benefício da Previdência Social.

Licença Paternidade 20 dias

Mas as possibilidades da ocorrência de licença paternidade não param por aí. Segundo a Lei Federal n° 13.257/2016, quem tem direito a licença paternidade de 20 dias são os seguintes grupos:

  • Trabalhadores que atuam em empresas vinculadas ao Programa Empresa Cidadã, em regime de Lucro Real, não sendo válido para aqueles que negociam pelo Simples Nacional ou pelo Lucro Presumido.
    • Nesse ponto, a empresa paga os 15 dias de licença paternidade do funcionário e, em troca, recebe incentivos fiscais.
  • Ser servidor público federal.

Infelizmente é possível que haja essa diferença entre os dias de licença paternidade, já que a União pode elaborar leis que tratem de temas da sua própria competência. Sim, parece injusta essa distinção (e realmente o é), mas, na teoria, o Governo Federal pode fazer isso sim, na forma da Lei n° 8112/1990.

licenca-paternidade-quem-tem-direito-como-funciona

Porém, há várias condições para que o auxílio paternidade seja de até 20 dias:

  • Pai não pode fazer atividades remuneradas durante a licença-paternidade;
  • Pedir licença-paternidade de 20 dias no máximo 2 dias úteis prévios ao nascimento da criança.
  • Participação obrigatória do homem em programa que envolva a prática de paternidade responsiva, que é ministrado por entidades sem fins lucrativos, por exemplo.

A licença paternidade é um direito seu. Não deixe de ir atrás dos seus direitos de pai, os quais, inclusive, são amparados pela Constituição Federal, bem como por outras legislações.

Ela pode ser bem produtiva para que os pais possam se conscientizar dos cuidados implicados pelo nascimento da criança, reforçando, ainda, uma necessidade de colaboração entre o casal.

É interessante frisar que homem e mulher não precisam estar casados para terem filhos, logo, é perfeitamente possível que os pais recebam seus benefícios concedidos pelo Governo Federal podem pedir, isoladamente, a concessão para ambos.

Doenças que dão direito ao Auxílio Doença

Auxílio Doença – Doenças que dão Direito

O Auxílio Doença é um direito de todo trabalhador que esteja em dia com as suas obrigações previdenciárias. Existem doenças que dão direito ao Auxílio Doença. São aquelas que impedem o trabalhador de exercer normalmente as suas atividades. Nesses casos a previdência social fornece ao segurado uma renda mínima mensal.

doencas-que-dao-direitto-auxilio-doenca

O valor concedido pelo INSS deve ser suficiente para que o segurado sustente a si e a sua família. Se você quer saber quais doenças dão direito ao Auxílio Doença, fique atento. É preciso avaliar caso a caso, pois a lista de doenças é grande. E se você estiver dentro das exigências do INSS, poderá receber um salário mensal.

Receber o Auxílio Doença é uma garantia prevista no Direito brasileiro. Se você não está em condições de trabalhar, exija do INSS que lhe seja concedido o benefício previdenciário. Sem essa garantia o trabalhador estaria desprotegido. Se a sua doença está te impedindo de trabalhar, está na hora de lutar pelos seus direitos.

Receber o Auxílio Doença

Se você quer saber quais doenças recebem o Auxílio Doença, pode consultar agora mesmo no site da previdência social. Consulte a lista de doenças que dão direito ao Auxílio Doença. O INSS considera apenas as doenças mais graves para conceder o benefício. Se esse é o seu caso, procure agora mesmo a previdência.

Para comprovar que a sua doença dá direito ao Auxílio Doença, é preciso passar por uma perícia médica. A perícia é agendada pelo Instituto Nacional da Previdência Social (INSS). Você deve comparecer no dia marcado, levando todos os seus documentos pessoais e também os laudos que atestam a sua doença.

Além de comparecer à perícia médica, é preciso que você esteja em dia com os pagamentos do INSS para poder receber o Auxílio Doença. Se a sua doença está te mantendo afastado do trabalho, exija do INSS um salário mínimo mensal para garantir o seu sustento e também da sua família.

Lista de Doença Auxílio Doença

A lista de doenças que dão direito ao Auxílio Doença é muito grande. Isso ocorre pelo fato de que todas as doenças podem gerar esse direito. O que determina se ele será concedido ou não é a gravidade da doença. Ou seja, pode ser que uma doença seja considerada grave em uma pessoa e leve na outra.

auxilio-doenca-doencas-solicitar

Você pode consultar as doenças que dão direito ao Auxílio Doença diretamente na página do INSS na internet. O órgão mantém informações atualizadas sobre todos os procedimentos necessários para que você comece a receber o benefício. Atualmente o valor do Auxílio Doença é de um salário mínimo, mas com as novas reformas na previdência esse valor pode ser reduzido.

É importante que você faça todos os exames e tenha posse de documentos que confirmem que a sua doença dá direito ao Auxílio Doença. Se os documentos forem fortes, a perícia do INSS será obrigada a te conceder o benefício.

Doenças que dão Direito ao Auxílio Doença – Lista

Lista de Doenças que dão direito ao Auxílio Doença

Em alguns casos o INSS se recusa ao pagamento, alegando que a doença apresentada não é grave, apesar de constar na lista de doenças que dão direito ao Auxílio Doença acima. Se isso acontecer, faça um recurso.