Bolsa Alimentação – Quem Tem Direito, Valor

Quem Tem Direito ao Bolsa Alimentação

Talvez você já tenha ouvido falar no programa bolsa alimentação do governo federal. Ele foi criado pelo Ministério da Saúde, a fim de proporcionar mais qualidade na alimentação de gestantes e mães lactantes, de 6 meses a 6 anos e 11 meses de idade.

No entanto, após o surgimento do Bolsa Família, esse programa foi unificado neste, junto com o Vale Gás do governo federal e outros benefícios. Saiba mais sobre o bolsa alimentação do governo federal logo a seguir.

bolsa-alimentacao

Quem tem direito ao bolsa alimentação

Tinham direito ao bolsa alimentação todos os municípios que eventualmente sejam cadastrados no Sistema Único de Saúde – SUS. Dentro de cada município destes, as famílias beneficiadas deveriam conter:

  • Gestantes (mulheres grávidas)
  • Nutrizes (mães que dão de mamar aos seus filhos)
  • Crianças de 6 meses a 6 anos e 11 meses de idade.

Tudo isso era pensado para que a mãe e o bebê ou criança não tivesse deficiências nutricionais. Assim, o bolsa alimentação ajudava a suprir eventual ausência de renda para a compra de alimentos adequados.

Esse programa, na verdade, foi extinto, passando a integrar o Bolsa Família. Agora, veremos como funciona a bolsa alimentação dentro do Bolsa Família.

Bolsa Família Gestante

Atualmente, o nome do Programa Bolsa Alimentação passou a integrar o Bolsa Família e se chama Bolsa Família Gestante ou Bolsa Família Nutriz.

Os requisitos são os mesmos observados no Bolsa Família, como famílias em situação de extrema pobreza.

Valor do bolsa alimentação

O valor do bolsa alimentação era de R$ 15,00 a R$ 45,00, a depender da situação e da renda de cada família beneficiada.

Atualmente, as crianças beneficiadas pela bolsa alimentação devem ter até 6 meses de idade e o benefício do bolsa alimentação pode ser pago em até 6 parcelas de R$ 35,00 cada uma.

O benefício bolsa alimentação pode ser cumulado com o Bolsa Família, o que é extremamente produtivo para as famílias de baixa renda, já que os custos para manter um bebê, por exemplo, não é dos mais baratos.

Como fazer inscrição no bolsa alimentação?

Para se inscrever no programa bolsa alimentação devem ser levados em consideração os mesmos requisitos do bolsa família.

Assim, você deverá procurar a secretaria municipal de assistência social do seu município ou assemelhada, ou o CRAS mais perto de você. Lá, você precisará entregar documentos de identificação dos seus familiares e os seus próprios, bem como comprovar renda.

Também será feita uma entrevista cm assistente social para verificar a sua situação, o que será determinante para o valor da bolsa alimentação que lhe será repassado.

Depois, você terá inscrição no Cadastro Único do Governo Federal – CadÚnico. Com esse número você terá outras milhares de possibilidades para receber diversos benefícios do governo federal, dentre eles fazem concursos públicos gratuitamente.

Tanto as mamães que estejam grávidas como aquelas que estão amamentando seus filhos têm direito ao bolsa alimentação do bolsa família.

Cartão bolsa família / bolsa alimentação

Finalmente, você receberá o cartão bolsa família, por meio do qual você poderá sacar o benefício bolsa alimentação para fazer compra de alimentos para sua família. Também é possível sacar o bolsa alimentação em quaisquer agências da caixa econômica federal ou de lotéricas.

bolsa-alimentacao-inscricoes

Bolsa alimentação gestante desempregada

Muitas pessoas se perguntam se é possível receber bolsa alimentação gestante desempregada. A resposta, no entanto, é “depende”. Isso porque tudo vai depender da renda per capita familiar.

Se a gestante estiver desempregada mas é casada com um marido que ganhe um salário razoável, ela não terá direito à bolsa alimentação, muito provavelmente, já que é considerada a renda familiar de todos os integrantes para o cálculo do bolsa família.

Caso a gestante seja sozinha, por exemplo, e esteja desempregada, pode ser que consiga a bolsa alimentação gestante do governo federal. No entanto, após conseguir um novo emprego, pode ser que não preencha mais os requisitos para receber a bolsa alimentação gestante e terá que cancelar o benefício.

Bolsa alimentação: como saber se tenho direito?

Se você é gestante ou acabou de ter seu bebê, mas tem dúvidas se preenche os requisitos do programa Bolsa Família, entre em contato com a caixa econômica federal nos canais de atendimento ou, ainda, vá até o setor responsável de assistência social do seu município. Lá você terá todas as informações sobre bolsa alimentação de que precisar.

Inclusive, pode tentar fazer o cadastro do bolsa alimentação para tentar o benefício, se estiver realmente precisando.

Se restou qualquer dúvida a respeito da bolsa alimentação / bolsa família do governo federal, não deixe de buscar essas informações junto à caixa ou ao seu município. O bolsa família é seu direito e poderá te ajudar a alimentar melhor você e sua família, com a ajuda financeira concedida pelo bolsa alimentação do governo federal. Acesse www.bolsafamilia.net

Seguro Desemprego 2019 – Agendamento

Agendamento Seguro Desemprego 2019

O seguro desemprego é um dosbenefícios mais importantes para todos os trabalhadores. É por meio do seguro desemprego que as pessoas que trabalham com carteira assinada e recolhem para o INSS vão receber uma ajuda de custo até encontrarem um novo emprego.

Por isso, um dos requisitos para receber seguro desemprego 2019 é não ter outra renda registrada. A lei que regulamenta o seguro desemprego é a 7.998/1990 e foi alterada diversas vezes.

seguro-desemprego-agendamento

Quem tem direito ao seguro desemprego 2019?

No ano de 2015 o Governo Federal endureceu os requisitos para receber seguro desemprego. O tempo mínimo trabalhado para receber seguro desemprego passou para 12 meses para quem nunca havia solicitado seguro desemprego.

Já para aqueles que precisaram mais uma vez do seguro desemprego, precisavam ter trabalhado por 9 meses. Para o terceiro pedido de seguro desemprego o trabalhador deve ter trabalhado por até 6 meses antes de ser demitido.

Outros requisitos para seguro desemprego são:

  • Demissão por injusta causa
  • Não receber benefício da previdência social

Entretanto, especialistas dizem que essas novas regras para o seguro desemprego vieram no momento errado. Por conta da crise econômica muita gente ficou sem trabalho e, se não tivesse trabalhado esse tempo solicitado, ficaria sem seguro desemprego.

Pagamento seguro desemprego 2019: quantas parcelas?

O pagamento do seguro desemprego 2019 será feito em 3 a 5 parcelas. O seguro desemprego pode ser solicitado entre o 7 ao 120 dia após a demissão do trabalhador.

Valor do seguro desemprego 2019

O seguro desemprego considera 3 faixas de salários para pagamento:

  • Quem ganha até pouco menos de R$ 1500 reais
  • Quem ganha de pouco menos de R$ 1500 até quase R$ 2500
  • Quem ganha mais de R$ 2500.

O valor máximo pago de seguro desemprego aumentou para quase R$ 1650 reais. O valor mínimo do benefício seguro desemprego é de R$ 937 reais.

Mas para 2019, considerando que há previsão de que o salário mínimo aumente pouco mais de R$ 40 reais, os valores de seguro desemprego vão aumentar nessa proporção.

agendar-seguro-desemprego

Como pedir seguro desemprego 2019?

Após a demissão sem justa causa, o trabalhador, munido com seus documentos pessoais, como RG, CPF, carteira de trabalho, documento que comprove a sua demissão sem justa causa, dentre outros, poderá ir a alguma agência do Ministério do Trabalho e fazer o agendamento do seguro desemprego 2019.

O seguro desemprego pode ser pago em até 30 dias da solicitação. Contudo, há regiões do Brasil em que ele é depositado até mais cedo do que isso.

Recurso seguro desemprego

Há casos de pessoas, por exemplo, que têm dois empregos com carteira assinada e um emprego público e outro privado, como no caso dos profissionais da área da saúde, como médicos, enfermeiros etc., sem falar, ainda em professores, os quais podem ter dois empregos, um público e um privado, desde que haja compatibilidade de horários.

Será que essas pessoas, quando forem demitidas do emprego privado, têm direito ao seguro desemprego? A princípio não, pois para receber seguro desemprego você não pode ter outra renda formal.

Contudo, caso você entenda ter direito ao seguro desemprego e tenha o benefício negado, pode recorrer da negativa do seguro desemprego.

Infelizmente o Ministério do Trabalho tem alguns funcionários despreparados (não são todos, que fique claro) e que nem sequer recebem os recursos de seguro desemprego. Se isso acontecer com você, exija os seus direitos.

agendamento-seguro-desemprego

O funcionário do Ministério do Trabalho é obrigado a receber o seu recurso. Só quem pode dizer se você tem direito ou não por causa do seu recurso é a autoridade competente. Logo, exija o protocolo do seu recurso de seguro desemprego na repartição pública, pois é seu direito constitucional recorrer.

Seguro Desemprego vai acabar?

Em vista dos últimos episódios políticos, muitas pessoas estão em dúvida se ainda tem seguro desemprego. Caso haja o fim do seguro desemprego, o que terá bastante resistência por parte de muitas pessoas influentes, o seguro desemprego não poderá acabar de uma hora para outra. Mas isso é mais boato do que verdade.

Calendário seguro desemprego 2019

O governo federal ainda não informou se o pagamento do seguro desemprego 2019 continuará nos mesmos moldes dos anos anteriores.

Entretanto, em épocas onde a demanda é maior, como no caso de janeiro, geralmente o pagamento do seguro desemprego é feito pela ordem do último dígito do NIS e assim vai sendo distribuído pelos beneficiários do seguro 2019 por meio de todo mês de janeiro. Para fazer o agendamento do Seguro Desemprego 2019 acesse o site www.segurodesemprego.com.br

Benefício Indeferido INSS – Consulta

Consultar Benefício do INSS Indeferido

O Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) é o órgão responsável pela concessão de vários benefícios. Entre eles a aposentadoria, o auxílio doença, a pensão por morte, auxílio reclusão e vários outros.

Qualquer pessoa que imagine ter direitos perante o INSS pode fazer o pedido de benefícios. No entanto, a resposta do INSS sobre concessão de benefícios não é automática e depende de uma análise da autarquia federal quanto às pretensões de quem pede.

beneficio-inss-indeferido

Infelizmente não são todas as pessoas que preenchem os requisitos dos benefícios do INSS. Desse modo, caso você venha a fazer a solicitação de benefício INSS, nem sempre isso vai dar certo, ou seja, pode ser que seu pedido INSS seja indeferido por algum motivo.

Quer saber mais sobre benefício indeferido INSS? Então acompanhe o artigo e saiba os principais motivos pelos quais o benefício INSS pode ser indeferido. Lembrando sempre que os benefícios do INSS podem ser indeferidos por inúmeros motivos, não se limitando aos abaixo assinalados.

Consultar aprovação de benefício

Se você teve o benefício do INSS indeferido, pode fazer uma consulta no site do órgão. Aprenda como fazer isso em alguns passos simples e acompanhe o seu benefício.

Muita gente se pergunta como consultar benefício indeferido do INSS. Se você também está com essa dúvida, separamos algumas dicas que vão te ajudar a saber exatamente qual é a situação atual do seu benefício. Existem duas possibilidades: deferimento e indeferimento.

Quando o benefício é deferido, significa que você começará a receber os pagamentos. No caso de indeferimento, você ainda não cumpriu todos os requisitos legais.

Para consultar benefício indeferido no INSS você tem duas opções.

Consultar benefício INSS na agência

Uma das opções é consultar benefício INSS em uma das agências da Previdência Social.

Consultar benefício INSS online

A segunda opção para consultar benefício do INSS é acessando o site do órgão na internet. O INSS oferece um sistema online para que os beneficiários possam consultar a situação do seu benefício.

inss-beneficio-negado-indeferido-consulta

Através do site é possível saber se determinado pedido foi deferido ou indeferido pelo INSS.

Se você quer fazer a consulta com mais conforto, escolha o segundo método.

Acesse agora mesmo a página do INSS na internet e preencha um formulário com o número do seu benefício. Dessa forma você poderá consultar benefício indeferido pelo INSS online. Existem muitas causas para o indeferimento. Uma delas é relativa ao tempo de serviço.

Frise-se, desde já, que um dos motivos pelos quais os benefícios do INSS são indeferidos é pelo não atingimento, pelo solicitante, do tempo de contribuição para o INSS no caso de aposentadoria por tempo de contribuição.

Benefício INSS indeferido: não atingiu tempo de contribuição

Se você não atingiu o tempo mínimo de contribuição para o INSS, o seu benefício será indeferido.

Benefício INSS indeferido: não atingiu idade mínima

Outro fator que normalmente leva ao indeferimento do benefício do INSS é a idade mínima, quando a aposentadoria pleiteada é por idade.

Por isso é importante que você deixe para fazer o pedido de aposentadoria quando tiver certeza de que já preenche todos os requisitos exigidos pela lei. Fazer consulta do benefício indeferido pelo INSS é muito fácil. Veja como fazer!

Formulário benefício INSS

No site da previdência existe um formulário de acompanhamento. Por meio dele é possível ver todas as informações relativas à situação do seu pedido junto ao Instituto Nacional da Seguridade Social.

A consulta de benefício indeferido pelo INSS leva apenas alguns minutos. Tudo de que você precisa para acessar as informações é do número do seu benefício. Ele é fornecido pelo próprio INSS no momento em que você faz o pedido do benefício.

Outra forma de consultar benefício indeferido pelo INSS é indo diretamente a uma das agências desse órgão. Nesse caso você só precisará dos seus documentos pessoais oficiais.

Agente uma consulta através do telefone, ligando para a agência do INSS mais próxima de você, ou enfrente a fila em uma das agências. Saber a situação do seu benefício é muito importante para que você fique por dentro de como anda a sua solicitação e possa recorrer, se for o caso.

beneficio-indeferido

Recurso: benefício indeferido INSS

Como estamos em um Estado Democrático de Direito, onde a Constituição dita as regras, o Estado como um todo (incluindo União, Estados, DF e Municípios)  é obrigado a possibilitar que recursos sejam interpostos (ou apresentados) pela pessoa que teve o benefício indeferido pelo INSS.

Isso se dá em virtude dos princípios da ampla defesa e do contraditório, os quais não podem ser violados em hipótese alguma. O recurso pode ser apresentado pela própria pessoa ou por advogado.

Agora que você já sabe tudo sobre como consultar indeferimento de benefício pelo INSS, está na hora de acompanhar o seu processo. Não deixe isso para depois, pois os benefícios concedidos pelo INSS são direitos que você tem como trabalhador.

Benefício do INSS Bloqueado, Suspenso ou Cancelado

INSS: benefício bloqueado

Muitas vezes os benefícios do INSS são suspensos, bloqueados ou cancelados pela Previdência Social. Se você está passando por uma dessas situações, saiba como resolver, além das causas possíveis para que isso esteja acontecendo.

inss-beneficio-suspenso-cancelado

Um benefício do INSS suspenso é ruim, pois os valores deixam de cair na sua conta e você fica impossibilitado de fazer o saque. Se você teve o seu benefício do INSS cancelado, saiba quais podem ter sido as razões. Saiba o que fazer se o benefício INSS for bloqueado.

Benefício do INSS cancelado

Normalmente o cancelamento, suspensão ou bloqueio decorrem de erro do INSS ou mesmo pelo grande tempo sem que você faça o resgate do valor. Isso significa que se você ficar muito tempo sem pegar o seu benefício, ele pode ser suspenso pela Previdência Social.

O bloqueio de benefício do INSS é realizado por uma questão de segurança. Por isso, se você for precisar ficar mais de dois meses sem sacar o valor, deve comparecer a uma agência da previdência e fazer a comunicação.

Dessa forma você deverá deixar procurador responsável para estar fazendo a retirada dos valores no seu lugar. É só fazer uma procuração simples e, para garantir, pedir que o procurador também a assine e reconheça a sua firma em cartório.

Também não se pode esquecer de ter em mãos documentos pessoais, por exemplo, até que não se perca viagem indo ao INSS.

Benefício suspenso por falta de saque

Sabia que o descumprimento do prazo para sacar benefício do INSS é um dos maiores motivos para cancelamento do benefício INSS? Pois é! Muita gente viaja e fica mais de dois meses sem retirar o valor do benefício.

Nesses casos é possível que ele fique bloqueado ou mesmo cancelado, pois é uma situação anormal, já que o benefício deve ser sacado mensalmente.

Se teve o seu benefício do INSS suspenso, deverá comparecer até uma das agências da previdência para regularizar a situação.

beneficio-inss-bloqueado

Existem também outras possibilidades que resultam na situação acima descrita, do benefício do INSS cancelado.

Uma delas é a morte do segurado, quando esse não deixa dependentes. Mesmo deixando dependentes, o benefício é suspenso até que você compareça até a previdência e peça que seja alterado o nome do beneficiário, por causa morte.

Para saber se o benefício do INSS foi bloqueado, a melhor maneira é entrar em contato com um dos agentes da Previdência Social.

Isso pode ser feito tanto pelo telefone quanto pessoalmente, em uma das agências. É importante que você regularize a situação o mais rápido possível para evitar transtornos futuros. Muitas vezes a suspensão também é decorrente de retorno do beneficiário ao trabalho, como no caso do auxílio doença.

Se você estiver recebendo o benefício, mas voltar a trabalhar, terá o seu benefício do INSS suspenso ou cancelado. Por isso a recomendação é que você nunca volte a trabalhar antes de terminar o período de auxílio doença, de forma que não seja penalizado.

Benefício do INSS suspenso por perícia

Caso você tenha sido convocado para realizar nova perícia, caso o resultado não se mantenha, no caso de benefícios como aposentadoria por invalidez ou auxílio-doença, pode ser que seu benefício seja suspenso até que você tome alguma medida administrativa ou judicial para reaver o benefício suspenso.

Desse modo, se isso aconteceu ou acontecer com você, não deixe de buscar a ajuda de um advogado especialista em Direito Previdenciário para avaliar quais medidas possíveis a serem tomadas contra a suspensão do benefício do INSS. Fique atento, pois o INSS abre prazos, que se não cumpridos, podem ensejar na não aceitação de recurso, por exemplo.

beneficio-inss-bloqueado-o-que-fazer

Benefício suspenso O que fazer?

Para desbloquear o benefício do INSS basta seguir alguns passos simples. Compareça a uma das agências da previdência para confirmar quais são as causas do bloqueio. Se foi por falta de saque, basta que você regularize a situação.

Se o benefício do INSS foi bloqueado por causa de morte do segurado anterior, basta que você dependente peça que o cadastro seja transferido para o seu nome. Desse modo, você passará a receber a chamada pensão por morte.

O procedimento não é dos mais demorados e caso a documentação que você apresentar esteja correta, não terá mais problemas em relação a isso.

Mas atenção, caso você não tenha direito a receber benefício em virtude de morte do beneficiário, caso não avise o INSS poderá responder até por crime previdenciário. Desse modo, para não ter o benefício INSS cancelado e ainda evitar ter problemas futuros e muita dor de cabeça, não deixe de tomar essa medida.

Agora que você já sabe todas as hipóteses em que o INSS suspende benefícios, está na hora de procurar uma das agências mais próximas e deixar a sua situação em dia. Poder contar com os benefícios da previdência social é fundamental.

FGTS para Aposentados

Aposentados tem Direito de Receber FGTS?

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) é um importante direito do trabalhador. Ele é recolhido mensalmente pelo empregador e vai para um fundo. Recentemente o Governo liberou o saque do FGTS, de acordo com um calendário. Mas o FGTS para aposentados segue regras distintas, que você precisa conhecer agora.

fgts-para-aposentados

Uma das grandes diferenças é que você aposentado pode sacar o FGTS a qualquer momento, sem precisar observar o calendário estabelecido pelo Governo.

Dessa forma, se você se aposentou, mas continuou trabalhando no mesmo lugar, poderá sacar o seu Fundo de Garantia mensalmente. Esse é um direito que todo aposentado tem, com previsão em lei específica.

Assim sendo, não caia em pegadinhas e não aceite quando lhe disserem que o aposentado que trabalha não tem FGTS. Claro, o saque do FGTS, se considerado de modo regular, só pode ser realizado quando o aposentado foi demitido.

Contudo, como se viu, o governo federal possibilitou que pessoas não demitidas, incluindo aposentados, viessem a sacar o INSS inativo, ou seja, que estava parado nas contas do Governo Federal.

Essa atitude foi tomada a fim de que os brasileiros que trabalharam ou trabalham com carteira assinada pudessem ter acesso ao dinheiro do FGTS e poderem equilibrar suas contas em épocas de crise econômica.

Pesquisas mostraram, porém, que ao invés de usarem o dinheiro consigo, muitos trabalhadores, dentre eles aposentados que continuam trabalhando, optaram por pagar contas atrasadas com esses recursos.

Como sacar FGTS para aposentados

Se você está se perguntando como sacar o FGTS para aposentados, saiba que é bem simples. Todos os meses o seu empregador faz o recolhimento do valor, que cai no fundo destinado ao pagamento. Dessa forma, você pode se dirigir a uma das agências da Caixa Econômica Federal e solicitar o saque dos valores que já constam em seu nome.

As outras pessoas que querem sacar o FGTS precisam seguir o cronograma que foi estabelecido pelo Governo. Em verdade, esse prazo já chegou ao fim. Dessa forma, poucas pessoas continuam podendo sacar os valores. Os aposentados são um desses beneficiados. Nesse sentido, você aposentado tem direito a FGTS, recolhido todos os meses.

fgts-aposentadoria

FGTS aposentado continua trabalhando: é possível?

No Brasil os apobsentados podem continuar trabalhando normalmente, por isso existe esse direito ao recolhimento do FGTS do aposentado.

O FGTS para aposentados que continuaram trabalhando na mesma empresa pode ser feito mensalmente. Isso facilita muito e ajuda a complementar a renda. Até porque aposentado que continua trabalhando precisa obrigatoriamente pagar INSS e imposto de renda.

Se você se aposentou, mas mudou de empresa, não poderá recolher mensalmente os valores. O direito vale apenas se você continuou trabalhando na mesma empresa. O aposentado recebe FGTS normalmente, pois esse é um direito de todos que mantem vínculo de emprego.

Se você quer receber o FGTS para aposentados, basta comparecer a uma agência da Caixa Econômica.

Lembrando que você não precisa se preocupar com o calendário de saque das contas inativas, que foi estabelecido pelo Governo, pois o seu caso é regulado por norma específica. O aposentado tem prioridade no saque do FGTS das contas inativas, caso os valores do fundo estejam acabando.

Direito ao FGTS para aposentados

Todo aposentado na ativa tem FGTS e pode fazer o saque todos os meses, está na hora de conferir quanto você tem na sua conta. O valor do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço é visto como uma ótima forma de ter uma graninha extra, já que geralmente ninguém conta com esse valor.

Se você continuou trabalhando para complementar a sua renda, terá direito ao FGTS para aposentados. É um valor pequeno, mas que ajuda bastante principalmente em momentos de crise econômica.

Consulta FGTS aposentado

Quer saber como fazer a consulta do FGTS aposentado? É bem simples e sem burocracia.

Confira agora mesmo como anda o seu fundo de garantia, comparecendo diretamente em uma das agências da Caixa. Não deixe de levar os seus documentos pessoais.

fgts-inss-previdencia-social

Caso você prefira, poderá baixar o aplicativo da caixa econômica federal, a fim de consultar o FGTS aposentado. É bem mais tranquilo, pois não precisará enfrentar filas quilométricas para ser atendido, podendo fazer isso diretamente da sua casa, sem qualquer complicação.

Basta um computador, celular ou tablet com conexão à internet a pronto! Você poderá consultar FGTS aposentado a hora que quiser e do conforto do seu lar.

Contato: FGTS aposentado

Agora você já sabe como funciona o FGTS para aposentados e pode fazer uso desse importante benefício trabalhista. Saque todos os meses, sem complicação e sem burocracia.

Está na hora de usar o dinheiro que foi recolhido em seu nome para gastar como você bem desejar! Se ficou alguma dúvida sobre o saque FGTS aposentado, não deixe de acessar o site da Caixa Econômica Federal ou ligue pela Central de Atendimento Caixa.

PIS para Aposentados

Aposentado tem Direito de Receber PIS?

Aposentou-se, vai se aposentar ou tem curiosidade de saber se aposentado que continua trabalhando tem direito ao PIS? Se você é aposentado, saiba que tem uma série de direitos de acordo com a legislação brasileira.

Um deles é o PIS, que serve como renda extra. O PIS para aposentados é um valor que fica depositado em uma conta esperando que você faça o saque.

aposentados-pensionistas-inss-pis

Caso você não tenha olhado a sua conta há algum tempo, talvez você tenha saldo aguardando por você na Caixa Econômica Federal e nem saiba! Sim, você pode ter tido o seu PIS aposentado depositado.

O que é o PIS: aposentado?

O que ocorre é que o PIS é um direito do trabalhador na ativa. Mas muitos trabalhadores não conhecem esse benefício e acabam não fazendo o resgate dos valores. Se esse é o seu caso, saiba que ainda é possível sacar, mesmo que já tenha se aposentado. Isso porque todo aposentado tem PIS garantido pela lei brasileira.

O PIS para aposentado, como os demais PIS relacionados ao restante da população, fica retido em um fundo e pode ser acessado por você. Para isso, basta comparecer a uma das agências da Caixa Econômica Federal, levando os seus documentos. Para sacar o PIS de aposentado é simples assim, já que esse valor é seu por direito.

Consultar PIS para aposentados: como fazer

Lembrando que o PIS não é um benefício que você tem por ser aposentado. Você recebeu esse valor enquanto estava trabalhando, mas não realizou o saque. Por isso a Caixa Econômica te dá mais essa oportunidade de resgatar o benefício, desde que vá até a agência.

O direito ao PIS para aposentados está previsto na lei e também no regulamento da Caixa Econômica Federal.

Não deixe passar a oportunidade de ter uma graninha extra. Consultar o PIS para aposentados é muito fácil. O processo pode ser feito inclusive pela internet, de forma simplificada. Em poucos minutos você ficará sabendo se tem algum valor a receber. Se existir algum fundo na sua conta, compareça na agência da Caixa mais próxima da sua casa e solicite a retirada.

Você pode ver o PIS para aposentados pela internet, acessando o site da Caixa Econômica Federal. Existe um link específico para a consulta dos saldos existentes nesse fundo, que é muito conhecido como abono salarial. Muita gente recebe valores altos de PIS e esse pode ser o seu caso se você não fez o saque enquanto estava na ativa.

pis-aposentados

Saldo PIS para aposentados

Todo aposentado tem direito ao PIS e pode fazer a consulta diretamente pela página da Caixa ou em uma agência física.

Não existe burocracia para realizar o saque do PIS para aposentados, pois esse é um valor que te pertence por direito, fruto do seu trabalho e do seu esforço. Não deixe para depois, solicite o saque do seu PIS na agência mais próxima e aproveite essa oportunidade de ter um dinheirinho extra.

Calendário: PIS aposentados

No entanto, o PIS aposentado segue o mesmo calendário do PIS para trabalhadores comuns, que atuam em regime celetista, ou seja, com a carteira assinada. Desse modo, é só consultar a tabela atualizada PIS para saber exatamente quais são os prazos para saque do PIS aposentado.

Lembre-se, ainda, de que se você não sacar o PIS aposentado no prazo que o Governo Federal estipular, poderá perder o benefício do PIS aposentado. Assim, fique atento às datas e antecipe-se em relação ao planejamento.

Saque PIS aposentadoria por invalidez

A situação para sacar PIS de aposentados por invalidez é um tanto mais complicadinha. Só é válida para quem se inscreveu no programa do PIS até 04 de outubro de 1988, mas que no ano seguinte ainda continuou a receber rendimentos.

E quem foi cadastrado no PIS depois dessas datas infelizmente não tem direito ao PIS aposentado.

pis-inss-previdencia-social

PIS para pensionistas INSS

Caso você tenha recebido pensão por morte, por exemplo, e tem dúvidas sobre se poderá sacar o PIS do falecido, é só ir a uma agência da Caixa Econômica Federal levando seus documentos pessoais, os documentos do falecido (ou a certidão de óbito) e perguntar se a pessoa que morreu tinha direito ao PIS.

Pode ser que você seja surpreendido com uma resposta positiva. E, claro, caso não haja nenhum empecilho judicial, você poderá sacar o PIS para pensionista sim.

Consulte o saldo PIS para aposentados agora mesmo. Quem sabe você não tem uma graninha boa te esperando na Caixa Econômica. Essa é uma grana extra que você poderá investir e gastar como quiser. Imagine só descobrir do nada que você tem uma quantia guardada só esperando por você? Não deixe para depois, caso contrário esse direito poderá caducar.

É muito fácil consultar o saldo PIS para aposentados. Siga todos os passos que foram mencionados acima e aproveite esse benefício que o Governo brasileiro garante aos trabalhadores aposentados.

Auxílio Desemprego para Aposentados

Seguro Desemprego para Aposentados

O auxílio desemprego é um importante benefício concedido pela Previdência Social aos trabalhadores que se encontram desempregados. Mas se você já é aposentado, pode estar se perguntando se o aposentado recebe auxílio desemprego quando é demitido por justa causa. A sua dúvida é bastante comum e movimenta muita discussão.

auxilio-desemprego-aposentados

Se você já se aposentou, mas continua trabalhando, pode ser que seja demitido. A questão é saber se nesse caso você poderia pleitear o auxílio desemprego para aposentados. Vamos ao conceito básico de auxílio desemprego para poder responder de forma assertiva essa questão. Esse grande benefício concedido pelo INSS foi pensado para ajudar o trabalhador com o seu sustento e de sua família.

Direito ao Auxílio Desemprego para Aposentados

Dessa forma, assim que um trabalhador é demitido, passa a receber uma quantia em dinheiro. É para isso que serve a previdência social, para proteger e auxiliar o trabalhador nos momentos de necessidade. Se você já está aposentado, já recebe mensalmente um salário fixo. Dessa forma fica claro que o direito a auxílio desemprego para aposentados não existe, o que é ruim para você.

Caso você esteja aproveitando o benefício da aposentadoria e seja demitido, mesmo que sem justa causa por seu empregador, não poderá receber outro auxílio. A Previdência Social veda claramente o acúmulo de benefícios, de forma a conseguir pagar a todos os seus segurados sem estourar o orçamento. Agora você já sabe que aposentados não tem direito a auxílio desemprego. E essa notícia pode te atingir de forma intensa.

Seguro Desemprego: aposentado tem direito?

É grande o número de aposentados que continuam exercendo sua profissão. Caso você seja um deles, não poderá contar com o suporte da previdência caso seja mandado embora, mesmo que você não tenha culpa.

Se estava procurando saber como receber auxílio desemprego para aposentados, essa informação é muito importante. Infelizmente você não poderá contar com o auxílio.

Isso porque você já conta com um importante benefício da previdência social que é a aposentadoria. Em tese esse valor deveria ser suficiente para o seu sustento e da sua família. Aposentados não recebem auxílio desemprego para evitar gastos exagerados da previdência social, o que comprometeria a capacidade desse órgão de continuar bancando todos os benefícios oferecidos.

Se a sua dúvida era se aposentado pode receber auxílio desemprego, a resposta é negativa. Essa é a determinação do Instituto Nacional da Seguridade Social, com base na legislação brasileira.

Se você está desempregado, terá que se contentar com o valor da aposentadoria ou conseguir novas fontes de renda, pois não receberá nada pela sua demissão além do valor pago pela empresa como indenização.

Claro, o pagamento das férias que você tenha e que estejam vencidas lhe será devido. A intenção também não é coibir mais direitos.

Desaposentação: direitos

O Supremo Tribunal Federal já debateu o tema, entendendo que aposentado que trabalha com carteira assinada deve pagar INSS. Antigamente havia um desconto chamado pecúlio para quem era aposentado pelo INSS, mas continuava trabalhando.

seguro-desemprego-aposentado-inss

Contudo, essa regra não se aplica mais. Desse modo, aposentado que trabalha com carteira assinada paga INSS, mas não pode receber seguro desemprego.

Isso se dá porque a Previdência Social é regida por um princípio chamado “solidariedade”. Por mais injusto que possa parecer, o princípio da solidariedade tem como ideia que todas as pessoas que trabalhem com carteira assinada devem pagar INSS a fim de ajudar as próximas gerações, bem como aqueles que eventualmente precisem de aposentadoria, benefícios e pensões do INSS.

A lógica é a seguinte: quem trabalha, independentemente se já é aposentado pelo INSS ou não, deve contribuir para a previdência social.

Como o número de pessoas jovens está diminuindo no Brasil e, consequentemente, o valor que o governo federal arrecada para pagar benefícios, aposentadorias e pensões do INSS não é muitas vezes suficiente para custear todas as despesas.

Um dos motivos para a reforma da previdência social é esse, aliás, pois segundo o Governo Federal cada dia mais pessoas se aposentam e menos pessoas contribuem. Outro motivo para isso é a crise econômica e o fato que milhares de trabalhadores brasileiros estão desempregados.

Estando desempregados, os trabalhadores pedem cada vez mais seguro desemprego ou começam a fazer os chamados “bicos”, onde geralmente não laboram com carteira assinada e nem sequer contribuem com o INSS.

Receber Auxílio Desemprego para Aposentados

Agora que você já sabe como funciona o auxílio desemprego para aposentados, e já sabe que não terá direito a esse benefício, está na hora de se programar.

Muitas vezes o valor da aposentadoria é muito baixo, o que leva o aposentado a continuar trabalhando. O pior de tudo é que você aposentado está desprotegido contra os riscos de ser demitido. Caso passe por uma demissão, ficará recebendo apenas o valor normal da aposentadoria e das suas férias, se houver.

INSS Consulta Situação de Benefício

INSS Situação de Benefício – Consulta

Se você paga INSS, sabe muito bem que, a depender da sua situação, terá direito a diversos benefícios concedidos pelo INSS, como auxílio reclusão, auxílio doença, aposentadoria, pensão etc.

Caso tenha solicitado algum dos benefícios abarcados pelo INSS, terá todo o suporte para consultar o seu benefício INSS de algumas formas.

consulta-situacao-beneficio-inss

Quer saber como consultar situação de benefício INSS? Então acompanhe o artigo e saiba quais tipos de benefícios consultar no site do INSS, sobre a revisão de benefício INSS, bem como outros dados relevantes para que você possa realizar consulta de benefício INSS facilmente e com segurança.

Consultar benefício INSS pelo CPF

Para consultar benefício INSS pelo CPF você deverá acessar o site da previdência social

www.previdencia.gov.br, por meio do qual saberá tudo sobre o seu benefício, desde prazos, procedimentos, marcar médicos peritos e outras exigências.

A modernização do INSS foi excelente, pois evita com que você perca muitas horas do seu dia em filas, ainda que em algumas regiões o caos persista em alguns postos de atendimento do INSS.

Assim, pelo site da Previdência Social você consulta a situação de benefício INSS do local e na hora em que quiser, desde que tenha um computador, tablet e até celular com conexão à internet.

Consulta benefício concedido INSS

Qualquer que seja o benefício pedido ao INSS, você poderá fazer um acompanhamento, do conforto do seu lar, a respeito do INSS.

Mas, se não gosta de equipamentos informáticos, pode simplesmente tirar algumas horas e comparecer nos postos da previdência social. A mesma consulta da situação de benefício INSS da internet é a que será repassada por um dos atendentes do INSS.

Consulta de benefício INSS pela internet

Para consulta de benefício habilitado ou não pelo INSS, acesse o site do DATAPREV https://www8.dataprev.gov.br/SipaINSS/pages/consit/consitInicio.xhtml e faça o cadastro para pedir benefício INSS.

inss-consulta-beneficio

Consulta situação de benefício por extrato INSS

É possível que você retire um extrato para saber a situação de benefício INSS, tanto pela internet como em uma das agências do INSS mais perto da sua casa.

Lá você vê a consulta da situação de benefício, resultado de perícias, de revisão de pagamento INSS, dentre outras informações bem relevantes para você.

Você precisará ter em mãos o número do benefício, a data de nascimento, CPF e o nome de beneficiário do INSS.

Caso você já seja segurado INSS, por meio do extrato do INSS saberá quais valores receberá, quais empréstimos consignados já fez e que serão descontados da folha de pagamento INSS etc.

Consulta situação de benefício: revisão de benefício

Como já havíamos adiantado, você poderá verificar pelo extrato INSS a situação de benefício em revisão, por exemplo.

Atualmente, em virtude de uma movimentação do governo federal no sentido de realizar revisões de alguns benefícios como aposentadoria por invalidez e auxílio doença, os postos do INSS estão cheios. Daí a facilidade para fazer consultas INSS situação de benefício pela internet.

Benefício INSS auxílio doença: consulta situação

Você também poderá consultar INSS situação de benefício de auxílio doença, de forma bem simples, prática e rápida.

Previdência social: consulta aposentadoria

Se deu entrada na aposentadoria e quer acompanhar todos os passos do seu pedido, é possível fazê-lo pelo site do DATAPREV.

Consultar situação de benefício INSS por CPF

Infelizmente, até para evitar fraudes, não é possível consultar a situação de benefício do INSS usando apenas o CPF.

Isso porque muitas pessoas mal-intencionadas acabam pegando dados das pessoas, por mais incrível que pareça, até mesmo na porta do INSS.

inss-consulta-situacao-beneficio

Assim, é muito perigoso que alguém saiba qual é o valor do seu benefício, bem como tenha outros dados seus.

Desse modo, sugerimos que você nunca passe o seu número de benefício ou dados pessoais para outras pessoas, para que tenha seu benefício na sua conta ou através do saque pelo cartão cidadão, todos os meses, sem nenhuma dor de cabeça.

Tempo consulta informação situação benefício INSS

Infelizmente, o INSS não é muito rápido para fornecer informações de consulta à situação de benefício, o que pode gerar certa insegurança ou até transtornos.

Logo, o quanto antes você der entrada no benefício INSS ou, ainda, fazer pedidos que julgue ter direito, melhor para você.

Não se esqueça de que milhares de pessoas pedem benefícios do INSS no Brasil inteiro e todos os dias. Por tal razão, quanto mais corretamente você já for separando seus documentos, fazendo o pedido e até pedindo o auxílio de um advogado especialista na área previdenciária, melhor.

Faça a consulta da situação de benefício INSS quando quiser e saiba exatamente qual é a sua situação perante a previdência social.

Mais dúvidas? Não deixe de acessar o site www.previdencia.gov.br e tenha todas as informações relevantes de que precisar às suas mãos, para consultar de onde e quando quiser. Não perca nenhum instante do usufruto dos seus benefícios do INSS.

INSS Reabilitação Profissional – Tempo

Reabilitação Profissional do INSS Quanto Tempo Dura

Um dos mais importantes programas da previdência é a reabilitação profissional do INSS. Através desse programa pessoas que foram afastadas de suas funções por incapacidade podem voltar ao trabalho. O INSS oferece a essas pessoas tratamento, acompanhamento e cursos profissionalizantes, de forma que os segurados tenham condições de voltar ao mercado de trabalho.

reabilitacao-profissional-inss

Reabilitação profissional do INSS – Como funciona?

Reabilitar é “habilitar para realizar outra atividade”, ao menos nesse conceito que engloba o INSS. É uma tentativa de criar e estimular novas aptidões por parte do trabalhador, para que ele realmente possa continuar ativo, contribuindo com o INSS e com a sociedade.

O que muita gente se pergunta é como funciona a reabilitação profissional do INSS. Afinal de contas, trata-se de um programa muito pouco comentado, principalmente na mídia. Através de parcerias com entidades de ensino e instituições de saúde, a reabilitação acontece por meio de profissionais das áreas de medicina, fisioterapia, psicologia, psiquiatria e muitas outras.

Tempo de espera para reabilitação profissional

Você deve estar se perguntando: “mas qual é o tempo de espera para a reabilitação profissional do INSS?”. A reabilitação profissional do INSS tem tempo determinado, com base no caso específico de cada um dos segurados que desejem participar do programa. Em alguns casos a reabilitação ocorre em menos de dois meses. Em outros o tempo de espera para reabilitação profissional pode durar até dois anos. Tudo depende da gravidade do motivo que levou o segurado a se afastar das atividades.

O INSS paga a reabilitação profissional em sua totalidade, arcando com todos os recursos necessários para que as pessoas realmente consigam ingressar no mercado de trabalho e desenvolver uma atividade profissional. Isso inclui o tratamento médico e hospitalar, cursos profissionalizantes e terapia junto de profissionais especializados.

inss-reabilitacao-profissional

Quanto tempo dura a reabilitação profissional do INSS

Se você está se perguntando quanto tempo dura a reabilitação profissional do INSS, uma boa ideia é comparecer até uma das agências e explicar o seu caso. A reabilitação acontece por ordem de solicitação, mas existem algumas prioridades. Pessoas que estejam em período de auxílio-doença, por exemplo, têm preferência no programa de reabilitação do INSS.

A reabilitação profissional do INSS é um direito de todos aqueles que foram afastados do trabalho em razão de doenças ou até mesmo acidentes. Pessoas que passam por isso têm grande dificuldade de voltar ao mercado de trabalho. Por isso esse programa de reabilitação do INSS é tão importante.

Informações sobre reabilitação profissional do INSS

Se ainda restou alguma dúvida sobre reabilitação profissional, entre em contato com o INSS:

  • Por meio do telefone 135, com ligação gratuita, das 7h às 22h, de segunda à sexta;
  • Vá até um posto do INSS mais próximo da sua casa.

Lembre-se: informe-se sobre os seus direitos e garantias como cidadão. Não deixe a reabilitação profissional do INSS ficar de lado. Esse é um passo muito importante para a sua reinserção no mercado de trabalho, até para que tenha outras oportunidades e possa crescer pessoal e profissionalmente.

Auxílio Doença para Aposentados

Aposentados tem Direito a Auxílio Doença?

A previdência social é conhecida por disponibilizar aos seus segurados uma série de benefícios, entre eles aposentadoria e auxílio-doença. Mas será que o aposentado tem direito ao auxílio doença? Essa é uma das maiores dúvidas de quem se aposentou ou pretende aposentar, mas deseja continuar trabalhando.

aposentado-tem-direito-a-auxilio-doenca

Aliás, hoje é muito recorrente ver aposentados que continuam trabalhando. Isso porque o valor da aposentadoria não costuma cobrir gastos mínimos, como casa, comida, roupas, medicamentos, plano de saúde, dentre outros.

Desse modo, muitas pessoas que deveriam estar descansando ou passeando e aproveitando a “melhor idade” são obrigadas a voltar a trabalhar para conseguirem manter o seu próprio sustento.

Com isso, é quase que muito recorrente que se tenha dúvidas sobre como funciona a “vida” do aposentado perante eventuais direitos trabalhistas e previdenciários, caso venha a precisar no futuro.

Auxílio doença para Aposentados

O auxílio-doença é um benefício pago para as pessoas que fiquem incapacitadas para o trabalho, seja por acidente ou moléstia. A questão é que o aposentado perde o auxílio doença assim que se aposenta. Dessa forma, se você aposentado resolver continuar trabalhando, correrá todos os riscos. Caso seja acometido de alguma doença ou se acidente, não receberá nada de auxílio por parte da previdência.

Isso ocorre porque o segurado já está recebendo um benefício previdenciário, qual seja, a aposentadoria. Para que não exista acúmulo de benefícios de forma concomitante, o INSS exclui a possibilidade essa possibilidade. Dessa forma o aposentado não pode receber auxílio doença. Essa medida visa conter os gastos com a previdência, estabelecendo que apenas um benefício pode ser pago a cada um dos segurados.

auxilio-doenca-aposentado

Empregado aposentado afastado por doença: é possível?

Caso o aposentado esteja trabalhando e fique incapacitado, receberá apenas os valores pagos pelo empregador nos primeiros quinze dias. Após esse período, estará desprotegido, já que já goza da aposentadoria. Nesse sentido, se você é aposentado e escolher continuar trabalhando, perderá esse benefício. Aposentado que trabalha perde o auxílio doença.

Isso é uma grande desvantagem para quem está aposentando ou já se aposentou. Se esse é o seu caso, tome muito cuidado, pois não terá suporte extra da previdência caso perca a capacidade para o trabalho. Nada pode ser feito para evitar a perda do auxílio doença de aposentado, pois trata-se de uma questão jurídica.

Se você é aposentado, mas pretende continuar na ativa, tenha em mente essa questão. Talvez não seja uma boa opção continuar trabalhando, já que se você precisar de suporte, não terá o auxílio-doença.

Aposentado precisa pagar INSS?

Sim, aposentado que continua na ativa precisa pagar INSS. Mesmo assim, a jurisprudência vai no sentido de que ainda que o aposentado que trabalhe seja obrigado a pagar INSS, ele não terá direito ao auxílio-doença.

Se tiver alguma dúvida quanto aos seus direitos trabalhistas e previdenciários, procure um advogado especializado para saná-las. Esse profissional é o mais capacitado para responder às suas questões, até porque a análise dependerá muitas vezes de cada caso.

Benefícios para Desempregados Previdência Social

Previdência Social Benefícios para Desempregados

O número de pessoas desempregadas no Brasil não para de crescer. Isso por culpa da crise econômica que está afetando a economia. Se você está nessa situação, saiba que desempregados têm benefícios na previdência social. Dessa forma você pode contribuir para a previdência e garantir os seus direitos.

beneficios-para-desempregados-previdencia-social

Descubra os benefícios dos desempregados na Previdência Social

Os benefícios dos desempregados na previdência social existem para garantir às pessoas o mínimo de segurança. Afinal de contas, quem está desempregado sofre com a falta de recursos para sobreviver com dignidade. Sem esses benefícios os desempregados estariam abandonados à própria sorte.

São benefícios dos desempregados no INSS:

  • Salário-maternidade
  • Auxílio-doença

E, não é só isso. Os dependentes do segurado desempregado receberão, se for o caso, pensão por morte e auxílio-reclusão.

Muitas pessoas acham que não terão direito a esse tipo de benefícios e acabam “perdendo” a chance de recebê-lo, especialmente quanto ao auxílio-doença para desempregado.

INSS desempregado recolhimento

Para permitir que os desempregados pudessem continuar contribuindo para a previdência, criaram a figura do contribuinte facultativo. Dessa forma, mesmo que você esteja sem um emprego formal, poderá pagar uma alíquota mensal e garantir os benefícios. Você pode requerer os benefícios de desempregados na previdência social se continuar contribuindo.

Para isso, você deve fazer o recolhimento do valor todos os meses. Trata-se de uma taxa de até 20%, sendo que você pode escolher contribuir apenas com o mínimo de 11%. Ao realizar o pagamento em dia você terá direito ao auxílio doença, aposentadoria e muitas outras vantagens trabalhistas. Isso porque a previdência social paga benefícios aos desempregados.

Compareça agora mesmo a uma das agências da previdência mais próximas de você e exija seus direitos. Estar desempregado é sempre ruim, principalmente sem o suporte do Governo. Comece a recolher as contribuições para receber os benefícios da previdência social para desempregados. Você poderá inclusive se aposentar, mesmo sem estar trabalhando!

inss-desempregados

Os desempregados recebem benefícios da previdência social sempre que recolhem as contribuições. O pagamento deve ser realizado por você, todos os meses. Basta pagar um boleto com o valor devido para ser um dos beneficiários da previdência social.

Auxílio doença desempregado

O período de graça, ou seja, aquele em que o desempregado está coberto pelo INSS pode ser de 3 até 36 meses, o que será especificado de acordo com a hipótese de cada pessoa que pedir, por isso é bom consultar a Previdência Social antes.

Auxílio doença desempregado carência

O período de carência para pedir o auxílio doença desempregado pode variar:

  • Será de 12 meses caso labore com atividade não descrita pelo INSS;
  • Será de 24 meses no caso acima, caso colabore com mais 120 contribuições;
  • 12 meses depois do fim da incapacidade;
  • 6 meses depois que parar de contribuir, para o segurado facultativo.

Para o contribuinte facultativo, é só imprimir a guia de contribuição no site da previdência social, inserindo o número do PIS, por exemplo.

Valor da contribuição INSS desempregado

O valor do INSS do desempregado é de R$ 157,60, correspondendo a vinte por cento do salário mínimo nacional. Referência no salário mínimo de R$ 937,00, lembrando que todos os anos esse valor é atualizado.

Você pode optar, no entanto, pelo plano simplificado, por pouco menos de R$ 90,00 mensais. Entretanto, nesse caso não há possibilidade de aposentadoria por tempo de contribuição.

Se você ficou com alguma dúvida, contate hoje mesmo a previdência social pelo telefone 135 ou, ainda, vá até algum posto do INSS mais próximo de você.

Benefício assistencial ao Trabalhador Portuário Avulso

Trabalhador Portuário Avulso Benefício Assistencial INSS

Se você é trabalhador avulso em área de porto, está na hora de conhecer os seus direitos trabalhistas. O benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso é devido a todos os profissionais dessa categoria que já contam com mais de 60 anos de idade. Trata-se de uma renda mensal que serve para o seu sustento e também de sua família.

beneficio-assistencial-ao-trabalhador-portuario-avulso

O que é benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso

A Lei que instituiu o benefício ao trabalhador portuário avulso é a 12.815/2013.Ou seja, benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso é um benefício assistencial do INSS bem recente e que infelizmente é desconhecido por muitas pessoas.

Também não podem ser confundidos os trabalhadores avulsos portuário e não portuário. O trabalhador avulso não portuário é aquele que presta serviço, também sem vínculo, mas fora do porto.

Benefício do trabalhador portuário avulso Quem tem direito?

Mas afinal de contas, quem tem direito ao benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso? Descubra isso agora mesmo. Todas as pessoas que atuam de forma descontínua em portos são consideradas trabalhadores avulsos. Ou seja, exercem suas atividades sem vínculo certo com o tomador de serviços.

No Entanto, a lei tece algumas exigências para o trabalhador portuário avulso, como:

  • Registro no Órgão Gestor de Mão de Obra do Trabalho Portuário Avulso.
  • Não ter direito a outros benefícios do INSS, como aposentadoria por idade, por exemplo,
  • 60 anos
  • Ter renda mensal inferior a um salário mínimo
  • Morar no País
  • Ter trabalhado pelo menos 180 turnos.

Trabalhador portuário avulso: como conseguir o benefício assistencial?

Uma das grandes vantagens desse direito previdenciário é que ele não exige o pagamento de INSS. Isso significa que se você é trabalhador portuário avulso e não recolheu INSS durante a vida, terá o direito assistencial de qualquer maneira. Para receber o benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso é preciso comparecer a uma das agências da previdência social.

trabalhador-portuario-avulso-inss-beneficios

Vá a uma agência da Previdência Social agora mesmo e exija o recebimento desse benefício. Para que você comece a receber é preciso comprovar o trabalho como avulso em região portuária. Além disso, o pagamento do benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso só é feito quando a família do beneficiário é de baixa renda.

E atenção: esse benefício ao trabalhador portuário avulso não gera qualquer transferência para familiares no caso de falecimento do trabalhador.

Benefício INSS trabalhador portuário avulso valor

Se você está com “medo” do valor do benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso ser muito baixo, fique tranquilo.

De acordo com a lei, nenhum benefício previdenciário pode ser inferior ao salário mínimo. Dessa forma, assim que o seu direito for reconhecido você poderá sacar mensalmente um salário mínimo, sem descontos, do benefício INSS trabalhador portuário avulso.

Se tiver alguma dúvida sobre como requerer o seu benefício assistencial trabalhador portuário avulso, não se esqueça de telefonar gratuitamente para o número 135 (canal de atendimento INSS), pela internet ou nas agências da Previdência Social. Por isso é fundamental que você procure imediatamente uma agência da Previdência Social.

MEI Auxílio Doença – Tem Direito? Carência

MicroEmpreendedor Individual Tem direito ao Auxílio Doença?

Se você é Microempreendedor Individual (MEI), está na hora de conhecer tudo sobre os seus benefícios previdenciários. Um deles e talvez o mais importante é o auxílio doença. Muita gente não sabe, mas o MEI tem direito ao auxílio doença. Para poder começar a aproveitar esse benefício tão importante para qualquer trabalhador, você precisa conhecer como ele funciona e como solicitar.

mei-tem-direito-auxilio-doenca

Acredite, nem todo mundo sabe que MEI tem direito ao auxílio doença. Infelizmente por falta de informação muitos microempreendedores individuais acabam perdendo o seu benefício do INSS. Assim, caso venha a ter algum problema que o incapacite de trabalhar, fique atento a essas dicas e saiba tudo sobre auxílio doença para MEI.

Auxílio Doença Microempreendedor Período de Carência

De acordo a legislação regente da previdência social, a carência do auxílio doença do MEI é de 12 meses. Esse prazo é contado com base no primeiro pagamento realizado pelo empreendedor. Mas a própria lei determina alguns casos em que o benefício pode ser exigido independentemente de carência. Se você sofrer algum acidente que o impeça de trabalhar, por exemplo, poderá solicitar o auxílio doença.

O período de carência do auxílio doença MEI depende da moléstia. Para os casos definidos em lei, o segurado poderá solicitar o benefício até mesmo no próprio dia em que sofrer o acidente ou adoecer. A previdência deverá pagar ao MEI um valor que seja suficiente para o sustento do segurado e também de sua família em até trinta dias.

MEI tem direito ao auxílio doença

Como visto, o microempreendedor individual tem direito ao auxílio doença, assim como outros benefícios previdenciários. Dessa forma, o MEI fica protegido contra os riscos da sua atividade.

O MEI poderá solicitar o auxílio doença sempre que for acometido de moléstia grave que torne impossível trabalhar em seu empreendimento. A lei é clara ao dizer o que o Micro Empreendedor Individual tem direito ao auxílio doença do INSS e que poderá exigir essa garantia.

auxilio-doenca-microempreendedor-individual-inss

Se você queria saber se o MEI tem direito ao auxílio doença, está na hora de procurar a Previdência e cobrar essa garantia legal. Trata-se de um benefício essencial para quem está começando um negócio e quer se sentir mais seguro para exercer suas atividades.

Requerimento auxilio doença contribuinte individual

Para requer auxílio doença do MEI, basta ligar para o atendimento do INSS, no telefone 135 e realizar o agendamento do pedido, tanto de forma eletrônica, por meio do site do INSS ou, ainda, pela web, ou em postos de atendimento do INSS. Acesse: Requerimento Auxílio Doença.

E aí, ficou alguma dúvida sobre o pedido de auxílio doença do MEI? Se tiver qualquer dúvida não hesite em telefonar gratuitamente para o INSS ou ir a algum posto de atendimento.

Não se esqueça de ter em mãos o RG, CPF, carteira de trabalho, comprovante de contribuição do INSS, laudos médicos que comprovem incapacidade temporária de trabalhar, bem como do período sugerido de afastamento. Não perca o prazo para pedir seu benefício e uma boa sorte!

Pagar INSS Dona de Casa – Valor

INSS Dona de Casa Valor

Se você, homem ou mulher, trabalha em casa de família, deve recolher a contribuição previdenciária. Essa é a única maneira de garantir os benefícios concedidos por essa instituição. Descubra agora mesmo como pagar o INSS de dona de casa e garanta já os seus direitos trabalhistas.

inss-dona-de-casa

Pagamento de INSS Dona de Casa

Existem basicamente duas modalidades de pagamento de ISS de dona de casa. Se você é dona de casa e sua família é de baixa renda, poderá contribuir com uma alíquota menor. Atualmente ela é de 5% do salário mínimo, algo em torno de R$35,00. Esse valor deve ser recolhido mensalmente para que os benefícios sejam garantidos.

Agora, se a dona de casa possuir renda familiar alta, deverá recolher com base na alíquota de 11% ou 20%. Lembrando que para comprovar que a família é de baixa renda é preciso que você possua cadastro no CadÚnico. Esse cadastro pode ser feito no CRAS da sua região. Agora que você já sabe quanto a dona de casa paga de INSS, é hora de começar a recolher.

Muitas donas de casa nem pensam em pagar INSS, pois acreditam que isso é desnecessário. Será mesmo? Infelizmente as pessoas não nascem com o “dom da adivinhação” (ao menos a maioria delas) e o futuro é algo complicado de visualizar.

Assim, contribuir com o INSS pode ser o “plano B”, caso algo dê errado futuramente.

Como pagar INSS Dona de Casa

O pagamento de INSS de dona de casa é facultativo. Dessa forma, cabe a própria dona de casa fazer o pagamento todos os meses. Apesar de ser opcional, é importante que você saiba que o único jeito de aposentar é recolhendo as contribuições. Além da aposentadoria por idade e por tempo de serviço, o trabalhador que realiza o pagamento de INSS de dona de casa tem direito ao auxílio doença.

inss-do-lar-pagamento-valor-recolhimento

Agora que você já sabe a importância de realizar o pagamento mensal, saiba como fazer isso. Através de um carnê você poderá pagar o INSS de dona de casa todos os meses. Evite atrasos no pagamento para que seus benefícios continuem em dia. Dessa forma você poderá receber uma aposentadoria no futuro. Veja como pagar acessando: Pagar INSS Autônomo.

Nunca se sabe quando se precisará de algum auxílio do INSS, não é mesmo? Assim, quando a dona de casa contribui com o INSS está pensando em ter um mínimo de aposentadoria, caso venha a precisar no futuro.

As contribuições ao INSS devem ser levadas como se fossem uma poupança a longo prazo. No entanto há quem discorde e diga que no caso de contribuintes facultativos do INSS, como donas de casa, existem outras opções de investimento no mercado que poderiam garantir um futuro mais promissor para que neles investem, como as previdências privadas, seguros e outros.

Verifique qual o melhor meio de pagar aposentadoria para dona de casa. Pode ser que o valor da aposentadoria do INSS não agrade  a todos, mas de outro lado, é quase que uma certeza que o INSS existirá por muito tempo, ao contrário dos bancos, por exemplo.