Recurso INSS Consulta Online

Consultar Recurso do INSS Online

O portal do INSS oferece diversos serviços para você contribuinte e também garante outros benefícios para a sua família.
O Instituto Nacional de Seguro Social é importante para proteger você e seus filhos, desde a garantia de benefícios a possíveis aposentadorias desde por idade a invalidez. Até uma criança recém-nascida tem direitos aos benefícios como por pensão por morte, auxílio-reclusão ou amparo social. A seguir você confere como fazer uma consulta de recurso da Previdência Social pela internet.

consulta-recurso-inss-online

A Receita Federal controla desde 2007 as contribuições previdenciárias, nesse caso os contribuintes que não possuem CNPJ, ou seja, pessoas físicas que trabalham como autônomos, necessitam fazer uma inscrição no INSS inicial para emitir as guias para contribuição e fazer acertos nas contribuições e dados de cadastro.

Para os contribuintes que trabalham registrados, não precisam se preocupar com o recolhimento mensal da contribuição, pois o mesmo já vem por lei, descontado em holerite.

Como consultar um benefício do INSS pela internet?

Primeiro passo é você possuir em mãos os seguintes dados do titular do benefício:

Protocolo do benefício: O protocolo é o número do benefício, fornecido no momento do atendimento feito pelo INSS.
Importante ressaltar que em hipótese alguma poderá perder esse protocolo, pois sem o número é impossível acessar o andamento do benefício requerido.

Nome completo do contribuinte: É necessário conferir se o nome do contribuinte está correto no sistema do INSS, caso contrário não será possível realizar uma consulta online.

Data de nascimento e CPF do contribuinte: Realize com atenção a verificação de todos esses documentos, logo em seguida basta acessar.

O resultado da pesquisa do beneficiário só será disponibilizado, se o INSS estiver dado entrada no processo do requerimento, pois nem sempre o problema é resolvido no momento do atendimento.

Pedidos para o benefício de auxílio – doença leva em média 10 dias para ser concebido após a realização da perícia, para os demais o resultado dos benefícios sai em 15 dias.

Abaixo deixaremos uma demonstração de como é a tela inicial para preenchimento dos dados.
Preenchendo os dados, você terá a resposta de uma forma simples, rápida e sem sair de casa.

Para saber se o pedido foi concebido, a situação atual do pedido deve estar em “deferido” indicando que foi aprovado o benefício.
Caso não esteja deferido ainda, estará em outro status informando o andamento da solicitação, então é só acompanhar e guardar o resultado final.

recurso-inss-consulta-online

Pensão por morte, saiba dos seus direitos!

Por meio de medida provisória da emenda 664/2014 o Governo Federal realizou alterações no sistema previdenciário, e em uma dessas mudanças, o direito de concessão do benefício por morte. A nova regulamentação foi implantada apenas para as novas solicitações de acordo com a data do óbito.

Essa mudança ocorreu da seguinte maneira:

Para os óbitos ocorridos até 13 de janeiro 2015 seguem a regra antiga, independente do pedido ser depois dessa data.
Para os casos que ocorrem depois da data, nesses sim, já entra em vigor as novas normas para o benefício

As novas normas para os dependentes do conjugue e companheiro ou companheira, passam a ter que comprovar que estavam casados ou em união estável, a mais de dois anos antes do óbito.

Observações finais: Filhos recebem até aos 21 anos de idade ou antes caso sejam emancipados, casados, abrir uma empresa ou ingressarem no serviço público.

Filhos ou irmãos inválidos, cuja invalidem foi registrada antes dos mesmos completarem 21 anos de idade recebem na forma vitalícia e pais também recebem de forma vitalícia.

INSS Recurso de Benefício em Andamento – Consulta

Consultar Recurso de Benefício INSS em Andamento

Se por algum motivo a decisão do INSS não lhe parece justa, você pode pedir um recurso contestando esta decisão.  Pode ser devido ao resultado de uma perícia, ou a negação do requerimento de pensão por invalidez, pensão por morte, ou outro benefício qualquer. O cidadão não é obrigado a acatar a decisão da Previdência Social sem um pedido de reavaliação.

Quando o recurso já está em andamento, o requerente pode acompanhar pela internet mesmo, sem a necessidade de ir até um posto do INSS, desde que o processo ainda não tenha sido arquivado (concluído há muito tempo). A seguir entenda mais sobre o andamento de Recursos de benefícios do INSS.

consultar-recurso-de-beneficio-em-andamento-inss

O que é preciso para fazer a Consulta do Recurso de Benefício do INSS?

É preciso ter em mãos o Número do Protocolo, Número do Benefício ou CPF do requerente – ou seja, os dados do processo e da pessoa que pediu.

Fique atento ao Número de Protocolo, porque ele é um número formado por 17 dígitos, e é gerado assim que é aberto o pedido de recurso. O número está geralmente neste formato:

12345.678910/2017-12 -> Número de Protocolo

Já o Número de Benefício é um pouco menor, e possui só 10 dígitos.

Geralmente aparece neste formato:

123.456.789-0 -> Número de Benefício

Se você não tem em mãos o número do protocolo, nem o número do benefício, a consulta pode ser feita apenas com o CPF de quem fez o requerimento. O link direto para a consulta de recursos em andamento no INSS é o seguinte: https://erecursos.previdencia.gov.br/login.php?login

É preciso colocar as informações na caixa correspondente a “consulta processual”,  e a consulta do recurso de benefício em andamento é feita em tempo real na base de dados. Confira também: Pedido de Reconsideração de Benefício INSS.

recurso-de-beneficio-em-andamento-inss

Como entrar com um Recurso de Benefício no INSS?

O processo é simples, pode ser feito via correio ou em uma agencia do INSS.

Se for via correio, o indicado é que você – ou o requerente – monte um processo contendo todas as informações pertinentes ao caso:

  • O Motivo do recurso, como por exemplo a recusa do benefício, cessação do benefício ou suspensão.
  • As Razões do recurso, ou seja, a justificativa pela qual você – ou o requerente – acreditam que esta decisão do INSS está incorreta.

Se houverem laudos médicos que apoiem o recurso do benefício, estes podem ser colocados juntamente com o restante dos documentos. Nas agências da previdência é possível encontrar um formulário para usar no recurso, mas não é obrigatório, o requerente pode fazer o pedido de recurso sem o uso do formulário.

Um Recurso de benefício no INSS pode ser feito por qualquer pessoa. Desde que os documentos necessários sejam enviados corretamente.

Além disto, é obrigatório a apresentação dos documentos do interessado. Neste caso, o interessado é tratado como “segurado”, e se for outra pessoa que vai abrir o processo, por exemplo, um advogado, este passa a ser chamado de “recorrente”.

Os documentos necessários para protocolar um recurso de benefício no INSS são:

  • O nome do segurado
  • A identificação do segurado, o CPF e o NIT
  • O nome do recorrente;
  • A identificação do recorrente, a Identidade e o CPF
  • O endereço completo do recorrente, porque as respostas são enviadas via correio.

Se você optar por enviar via correio, deve enviar para a agência do INSS que emitiu a decisão que está sendo contestada. E se quiser ir pessoalmente, vá direto a esta agencia.

Depois, é só consultar o andamento do Recurso do Benefício do INSS Online, nos passos mostrados acima.

Se ainda tiver alguma dúvida, ligue para 135, ou acesse o site: http://www.previdencia.gov.br.

Andamento de Processo INSS – Consulta Online

INSS Consulta de Andamento de Processo

Você tem andamento de algum processo junto à previdência social? Saiba que é possível acompanhar e consultar o processo do INSS online, assim como outras informações e serviços junto ao Ministério da Previdência Social, a seguir confira maiores detalhes e aprenda como você pode fazer a consulta de processos em andamento do INSS e saber o estado em que se encontra o seu.

andamento-de-processo-inss

Existe um Conselho de Recursos da Previdência Social que é destinado inclusive para o controle jurisdicional das decisões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) nos processos de interesse dos beneficiários e das empresas. Este conselho é composto de 29 juntas de recursos e 4 câmeras de julgamentos. No caso, quem pode recorrer ao CRPS contra possíveis decisões do INSS os interessados em benefícios assistenciais de prestação continuada e nos casos previstos em legislação.

Se não for o seu caso de recurso saiba como consultar o seu processo no INSS que pode ser feito pelo link http://comprot.fazenda.gov.br/E-Gov/cons_generica_processos.asp e para consultar ao processo você deve digitar o número do processo, ou digitar seu CPF/CNPJ, seu nome (que é opcional) e data inicial e data final e clicar em pesquisar.

Um dos processos mais solicitados junto ao INSS é o de aposentadoria e tem links para fazer consulta de processos do INSS online que é o http://www3.dataprev.gov.br/cws/contexto/consit/este link é para quem quer consultar o pedido de aposentadoria pelo INSS. Este link permite que se consulte pelo número do benefício, data de nascimento e nome do beneficiário e o código gerado.

 

consulta-processo-inss-online

No caso de precisar entrar com recurso de algum processo pelo INSS é necessário fazer isso dentro de um prazo que é de 30 dias contados pela data da ciência da decisão.  O recurso é realizado diretamente nas agências do INSS preferencialmente no órgão do INSS que proferiu a decisão sobre o benefício. Também é possível fazer o recurso por agendamento eletrônico ou pelo telefone 135 ou através do site da Previdência social. O INSS pode reconhecer o direito ao benefício após o recurso isso se não houver ocorrido à decadência do direito, assim como o interessado pode desistir do recurso interposto.

Há outro endereço onde é possível consultar situação de requerimento junto ao INSS pelo link do governo federal em http://www.servicos.gov.br/repositorioServico/consulta-situacao-do-requerimento-de-beneficio. Ou se preferir pode consultar seu processo na Previdência Social ou até mesmo recurso por outros meios como o telefone 135 que podem te dar mais informações e por outros órgãos como o Ministério da Previdência (MPS) e também pelo próprio INSS (pessoalmente ou virtualmente).

Por isso se tem eu entrar com algum processo no INSS não perca tempo e corra atrás de seus direitos assim como se sentir lesado pode recorrer.

Tabela de Pagamento INSS 2017

Tabela INSS 2017

Todos os segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), já podem conferir a tabela do INSS 2017 com os valores dos benefícios reajustados para o próximo ano. O INSS divulgou a tão esperada tabela de pagamentos 2017 para todo o ano que vem e para aqueles que recebem benefícios com um valor menor que um salário mínimo, os pagamentos já começaram à ser feitos.

inss-tabela-de-pagamento

A tabela de pagamento INSS 2017 será enviada para mais de 1.300 agências do INSS com as datas e informações necessárias para que os pagamentos sejam feitos sem atrasos ou maiores problemas. A Tabela de Pagamento do INSS 2017 também será enviada para todos os bancos pagadores de benefícios para que não haja nenhum mal entendido, assegurando dessa maneira, o bem-estar e conforto dos segurados.

O site e o blog da previdência social também disponibilizará a nova Tabela de Pagamentos do INSS 2017 a partir da próxima semana para que os beneficiários não fiquem muito tempo curiosos, na expectativa de saber quando será feito o seu pagamento e para que possam se programar com calma, antecipadamente.

Os segurados também poderão ter acesso às datas do pagamento com os operadores da Central 135. Saiba que essa ligação é totalmente gratuita de telefones fixos ou públicos.

Vale ressaltar que o modelo de pagamento do INSS 2017 permanecerá o mesmo dos anos anteriores, onde os segurados com benefícios de até um salário mínimo terão seus depósitos realizados em um período de dez dias, que poderá se estender dos cinco últimos dias úteis do mês de vigente, até os cinco primeiros dias úteis do mês seguinte. No entanto, aqueles que recebem um valor acima de um salário mínimo, receberão os seus benefícios  nos cinco primeiros dias úteis do mês seguinte ao da folha de pagamento.

É importante saber que os depósitos são feitos de acordo com final do número de benefício, sem contar, é claro, com o digito final. Não se esqueça de que é proibido revelar o número de seu benefício para terceiros, para o seu próprio bem.

Confira a tabela de pagamento do INSS 2017 completa abaixo em breve assim que for divulgada:

INSS Benefícios

Tudo sobre os Benefícios do INSS – Extrato, Consulta, Aposentadoria

A Previdência Social oferece varias modalidades de benefícios além da aposentadoria. É uma instituição pública que tem como objetivo reconhecer e conceder direitos aos seus segurados.

A renda transferida pela Previdência Social é utilizada para substituir a renda do trabalhador contribuinte, quando ele perde a capacidade de trabalho, seja pela doença, invalidez, idade avançada, morte e desemprego involuntário, ou mesmo a maternidade e a reclusão.

Benefícios Previdenciários do INSS

Aposentadoria por idade

Aposentadoria por invalidez

Aposentadoria por tempo de contribuição

Aposentadoria especial

Auxílio- doença 

Auxílio- acidente

Auxílio-reclusão

Pensão por morte

Salário- maternidade

Salário- família

O INSS nunca solicita dados, como o número de benefício, por e-mail, mas é possível fazer agendamento pela internet, mais informações sobre os requisitos e a documentação necessária para pedir as aposentadoria, estão disponíveis no site da Previdência, que também mantém atualizada a legislação do setor. Mais de 130 mil pessoas que passaram a receber benefícios do INSS, entre 5 abril de 1991 e 1º de janeiro de 2004, têm direito a receber dinheiro atrasado.

O importante é saber que a contribuição ao INSS funciona como um “seguro de vida”, pois quando houver necessidade o INSS poderá ser acionado e então o contribuinte resgatará consequentemente o valor necessário até sua reabilitação ao cotidiano de trabalho ou poderá se beneficiar de uma ajuda de custo (aposentadoria) por tempo indeterminado.

Datasus CNES Consulta

CNES Consulta

Sabe o que é CNES ou o Datasus?  O CNES é o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde que é a base para operacionalizar os sistemas de informações em saúde, sendo estes imprescindíveis para um gerenciamento feito de forma eficaz, confira como fazer a consulta do CNES Datasus.

cnes-datasus

A inscrição no CNES que é o cadastro nacional de estabelecimentos de saúde é determinada pelo Ministério da Saúde para todos os estabelecimentos de saúde, desde os públicos aos privados que prestam assistência à saúde. Através desta inscrição, os estabelecimentos registrados fornecem ao Ministério da saúde os dados referentes ao seu estabelecimento e recebem um código numérico que atestará a regularidade do local de atendimento. No caso dos estabelecimentos de saúde que atendam por planos de saúde este número deve ser fornecido aos planos de saúde para que estas também cumpram os procedimentos determinados pela Agência Nacional de Saúde (ANS). Desta forma, torna a assistência à saúde eficaz no país, pelo menos deveria ser na prática.

No caso de ter algum estabelecimento de saúde e não sabe como fazer seu cadastro no Cnes Datasus? No caso, o estabelecimento deve primeiramente entrar em contato com o gestor local que pode ser a Secretaria Municipal de Saúde ou a Secretaria Estadual de Saúde. Cabe a um desses que seja feita seu cadastro junto a CNES. Agora você precisa do número do seu cadastramento perante o CNES pode obter pelo link http://cnes.datasus.gov.br/Mod_comprovante_de_cadastro.asp e informar o número do CNES que irá lhe informar este numero e através deste procedimento você garante que o seu estabelecimento de saúde foi devidamente recebido e carregado na base de dados federal.

Devem realizar o cadastro no CNES todos os estabelecimentos de saúde vinculados ou não ao SUS desde hospitais como estabelecimentos de saúde ambulatoriais, aqueles destinados a realização de ações e /ou serviços de saúde, coletivo ou individual qualquer que seja o porte ou nível de complexidade.  Entre os dados que devem ser fornecidos ao CNES estão os referentes aos aspectos físicos, recursos humanos, equipamentos e serviço ambulatoriais e hospitalares.

Já o DATASUS é o Departamento de informática do SUS (o Sistema Único de Saúde) que é que é o sistema de informação do SUS que tem como um dos seus objetivos fomentar, regulamentar e avaliar as ações de informatização do SUS, entre outras funções visando dispor das informações necessárias às ações de saúde. Este sistema ainda fornece informações sobre saúde de usuários credenciados, ou seja, os estabelecimentos de saúde e todo o perfil deste estabelecimento. Isto é útil também para os usuários do SUS assim como demais usuários da saúde, maiores informações acesse datasus.gov.br.

Cadastro Específico do INSS – CEI

CEI INSS – Cadastro Específico

Sabe o que é cadastro específico do INSS? Qual a importância de se fazer o cadastro específico do INSS? Confira a seguir informações e saiba como fazer o cadastro e consultar o CEI do INSS.

cadastro-especifico-inss-cei

O CEICadastro Específico do INSS é o cadastramento para identificaçãodo contribui junto ao Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS). Este cadastro é feito simultaneamente com a inscrição no CNPJ ou diretamente no INSS em até 30 dias a contar a data de início das atividades da empresa quando esta não precisa se inscrever no CNPJ.

Quem deve fazer a matrícula do CEI?  A pessoa física equiparada à empresa isenta de inscrição no CNPJ; empregado doméstico situado na área urbana ou rural optante pelo pagamento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço ou quando do parcelamento de valores previdenciários devidos; produtor rural.

Outros que deve fazer a matrícula do Cadastro Específico do INSS são: o proprietário do imóvel, o dono da obra ou incorporador de construção civil, pessoa física ou pessoa jurídica; empresa construtora quando contratada para a execução de obra de construção civil; produtor rural contribuinte individual e segurado especial quando comercializar sua produção diretamente; titular de cartório, pessoa física não produtor rural que adquiri produção rural para venda; consórcio, no caso de contrato para execução de obra de construção civil.

Estão dispensados da matrícula do CEI: construção sem mão-de-obra remunerada desde que o proprietário do imóvel ou dono da obra seja pessoa física; reforma de pequeno valor.

No caso de ter feito o CEI há muito tempo e não lembra o número do seu cadastro é possível fazer uma consulta do número do CEI e recuperar sue número de matrícula no CEI pelo link www2.dataprev.gov.br/ceiweb/index.view. Neste link digite seu CPF e senha e clique em acessar o sistema. Caso tenha também esquecido a senha, pode clicar em esqueceu a senha.

Quem é o responsável por fazer a matrícula no CEI? São aqueles responsáveis diretos pelo recolhimento das contribuições devidas à Seguridade Social, como também aqueles responsáveis pelo financiamento da aposentadoria especial e dos benefícios concedidos e são estes: proprietário e dono da obra, incorporador e empresa construtora contratada para a execução da obra por empreitada total.

Agora se é cadastrado no CEI e quer alterar seus dados, se fez a inscrição recentemente somente poderá ser feita após 24 horas para fazer alterações cadastrais via internet. Depois deste prazo, o contribuinte deverá dirigir-se a qualquer unidade do INSS ou via internet. O endereço eletrônico é útil para quem pretende outras informações uteis ao contribuinte do INSS.

Revisão de Benefício INSS – Consulta

Consulta de Revisão de Benefício INSS

Você é trabalhador e precisa fazer a
revisão de seu benefício do INSS?  Entenda como funciona a revisão e como também fazer a consulta da revisão de seus benefícios pelo INSS.

revisao-beneficio-inss

A
revisão de benefícios do INSS foi estabelecida pela Lei n° 10.999 de 2004 que de acordo com esta estabeleceu a revisão dos benefícios previdenciários entregues com data de início posterior a 1994. A revisão consiste em recalcular o salário de benefício original sobre os salários de contribuição anteriores a março de 1994, mediante a aplicação de alíquota de 39,6% neste novo cálculo referente ao Índice de Reajuste do Salário Mínimo (IRSM) referente ao mês de fevereiro de 1994.

Mas por que passou a existir a revisão de benefício do INSS?  Antes de 1998 quando não havia a Emenda Constitucional 20 que instituiu o fator previdenciário. Antes se fazia o cálculo dos benefícios com base na média dos últimos 36 meses de salário-de-contribuição do segurado. Ao longo dos anos 90 foram usadas variados índices para o cálculo do benefício como O INPC, IPC-re o IGP-DI ente outros.  No entendimento da justiça, o procedimento adotado pelo INSS ao longo dos anos acabou prejudicando os beneficiários, pois ao longo dos anos foi utilizado o IRSM de fevereiro de 1994 cujo índice era de 39,67% o que reduziu a renda mensal inicial dos benefícios. O objetivo da nova lei foi fazer justiça quanto aos valores dos benefícios. Com a nova lei os valores são corrigidos. Em alguns casos o beneficiário receberia mais de um benefício, como aposentadoria e pensão; e em alguns casos, uma aposentadoria foi desmembrada em várias pensões. Já os valores atrasados com a revisão serão corrigidos pelo INPC. O valor atrasado será pagos em parcelas e vai privilegiar a idade do segurado e o valor a receber, ou seja, quem for mais idoso e tiver quantia menor a receber, será pago com menor número de parcelas. Existe ainda a diferença entre aqueles beneficiários que tem ação judicial e aqueles que não têm. Por exemplo, se o indivíduo tem mais de 70 anos e até R$ 2 mil receberá seu pagamento em 12 parcelas; se não tem ação judicial, receberá o mesmo valor acima, e tem mais de 70 anos, será pago em 24 parcelas; já os valores acima de R$ 7.200 com ação judicial e com mais de 70 anos o beneficiário receberá o valor em 36 parcelas; e não tendo ação judicial, receberá também em 36 meses. Mais informações sobre este pagamento e valores e parcelas consulte em www.previdencia.gov.br/valores-atrasados.

O indivíduo pode consultar também o benefício em revisão do INSS em www010.dataprev.gov.br/cws/contexto/consit02/index.html colocando o número de benefício e sua data de nascimento.

Como saber o número do beneficio do INSS

Consultar número do Benefício INSS

Muitas pessoas precisam
saber o número do seu INSS/PIS, para que possa receber valores de serviços prestados, porém não se tem ideia de onde poderá encontrar o tal número específico, e a seguir daremos algumas dicas para facilitar a sua localização e você vai saber consultar o número do benefício do INSS.

numero-do-beneficio-inss

Primeiramente o número do INSS / PIS fica na própria carteira de trabalho, vale ainda lembrar que estamos falando de carteira de trabalho do novo modelo, a que conta com um estilo bastante semelhante com um passaporte. Já na primeira página, onde é que fica a sua foto e a assinatura, você irá encontrar um campo chamado PIS/PASEP.

Se você não tiver em mãos a sua carteira de trabalho, poderá conseguir o número de seu PIS ligando para o telefone 0800-7260101 número do SAC da Caixa Econômica Federal, e ainda ouvir as opções e selecionar a que estiver relacionada as informações do PIS, eles irão solicitar algumas informações para que você possa encontrar os dados necessários, como o nome completo e data de nascimento, veja a seguir outras informações.

Onde conseguir o número de PIS ou PASEP?

Diretamente na Caixa, de forma presencial ou ainda pelo telefone 0800-7260101.

Como saber se você conta com abono do PIS para receber?

Através do cartão do cidadão e em qualquer agência lotérica ou da caixa, ou pelo telefone ou no site é possível que através da senha você consiga fazer a solicitação através do site.

Tenho dois números de PIS e INSS ou PASEP, qual deles devo utilizar?

Para trabalho registrado é precisos sempre utilizar o PIS ou o PASEP e ainda para contribuir para a previdência como autônomo, empresário, entre outros, é necessário utilizar o número do NIT, ou também o INSS, caso não tiver poderá utilizar o número do PIS sem problema algum.

Se não consigo receber o seguro desemprego, o que posso fazer?

É preciso se verificar se não existem dois números de inscrição, para saber qual que poderá fazer o pagamento, além disto é possível se contar com divergências cadastrais entre o PIS /PASEP e seus dados pessoais. Para saber o número do benefício, acesse o seguinte link: Consultar Benefício do INSS.

Consulta INSS Pago

INSS Pago Consultar

Muitas pessoas contam com a necessidade de saber o
valor que já foi pago ao INSS, ou seja o quanto foi pago e ainda o tempo de contribuição até o presente momento. Apesar disto o que muitos não sabem é que isto poderá ser muito mais fácil do que a maioria das pessoas pensa. Através de um sistema do Dataprev, do site oficial da Previdência Social, você poderá ainda realizar estas consultas do INSS de forma muito rápida e fácil. Veja a seguir mais informações sobre o Dataprev e como consultar o INSS pago de forma online pela internet.

consulta-inss-pago

Como realizar a consulta do INSS já pago?

Para se realizar a consulta do valor pago ao INSS procure acessar a página de cálculo de contribuições, através de um link www3.dataprev.gov.br/cws/contexto/captchar/index_cipost2.html. Para se conseguir o acesso, você ainda precisa selecionar a sua categoria de contribuição, seja ela individual ou mesmo facultativo, doméstico ou contribuintes especiais. Em seguida procure digitar o número do seu PIS / PASEP. Em seguida procure digitar o código de confirmação que aparece logo abaixo.

A partir do momento que é feito este processo, você deverá escolher quais dados do seu INSS tem interesse em consultar para emitir a GPS com seus dados cadastrais, procure clicar em Obter dados cadastrais, para que possa consultar a contribuição do INSS pago, clicando em Calcular Contribuição se tiver ainda alguma dúvida clique em ajuda.

Depois que se tiver a emissão e impressão, procure preencher manualmente com os seus dados cadastrais. Saber o valor pago ao INSS é importante para ter uma noção de quanto tempo você ainda deve contribuir para conseguir a sua aposentadoria.

Diversos serviços em um só lugar

Existem diversos serviços de consultas que podem ser feitos através do sistema do Dataprev, como por exemplo o agendamento eletrônico, a revisão de benefícios e ainda as certidões de tempos de contribuição, a perícia agendada e ainda a atualização de benefícios. Este tipo de eficiência do sistema da Previdência Social se deve as novas tecnologias proporcionando ainda a comodidade aos contribuintes.

Se você for contribuinte efetivo do INSS e quiser se informar sobre os valores, acesse a página do Ministério da Previdência e ainda informar o número de identificação do PIS. Este tipo de serviço de consulta também deverá fazer a simulação da contagem de tempo de contribuição no INSS. Acesse agora mesmo a página do Dataprev e faça a sua consulta do INSS.

Certidão por Tempo de Contribuição – Documentos, Consulta

Agendamento Certidão por Tempo de Contribuição INSS

Hoje em dia temos acesso a diversos tipos de benefícios e um dos mais procurados entre os brasileiros é justamente o benefício da aposentadoria do INSS. Confira mais informações sobre a certidão por Tempo de Contribuição do INSS e quais são os documentos necessários para sua emissão.

No Brasil podemos nos aposentar através das seguintes opções: aposentadoria especial, invalidez, tempo de contribuição ou por idade. Através de uma dessas modalidades é possível que um cidadão legalmente registrado juntamente com a Previdência Social pode efetuar o seu pedido de aposentadoria.

Saiba que um tipo de aposentadoria bastante requisitada nos dias de hoje é justamente a aposentadoria por tempo de contribuição. A mesma funciona de uma maneira bastante simples, você deverá efetuar o requerimento da mesma caso atinja as exigências de contribuições exigidas pelo INSS, que variam de acordo com o sexo masculino e feminino.

Para que você possa requisitar este tipo de aposentadoria você deverá atender as seguintes exigências: tempo de contribuição e a idade mínima. Os homens deverão ter no mínimo 35 anos de contribuição, caso deseje, poderá solicitar a aposentadoria com 30 anos de contribuição e 53 anos de idade, mais terá de pagar uma taxa. As mulheres deverão ter no mínimo 30 anos de contribuição, mais caso desejem, poderão solicitar a aposentadoria com 25 anos de contribuição e idade mínima de 48 anos, lembrando que será cobrada uma taxa.

Uma dúvida bastante grande em relação a muitos contribuintes é quanto o requerimento de tal benefício. Saiba que isso pode ser feito através da emissão da certidão por tempo de contribuição – CTC. Através dela, você poderá realizar o requerimento do serviço em questão.

Para que você possa emitir a certidão por tempo de contribuição do INSS você deverá se dirigir a uma agência da Previdência Social, tendo agendado o atendimento através da central de atendimento por meio do número 135, ou por meio de atendimento virtual.

Os documentos para a emissão da certidão por Tempo de Contribuição são os seguintes: Número do NIT, Número de inscrição do contribuinte, CPF, RG e ou carteira de Trabalho, Recibo do último pagamento, declaração do órgão de lotação e uma procuração, caso não for você que for pessoalmente requerer a certidão de tempo de contribuição na agência da Previdência Social. Para conferir mais informações sobre os documentos exigidos de acordo com cada categoria profissional e informações complementares e fazer uma consulta, basta clicar AQUI.

Revisão de Aposentadoria do INSS – Consulta

Consultar Revisão de Aposentadoria do INSS

Boa notícia para as pessoas que recebem aposentadoria do INSS. A Previdência Social está revisando as aposentadorias e pensões de quem começaram a receber a aposentadoria entre abril de 1991 e janeiro de 2004. Confira como saber se você tem direito a revisão de aposentadoria do INSS.

Desde a última segunda-feira, os beneficiários estão tendo acesso as correções dos valores ganhos por mês através do RGPS. Tudo que precisam para fazer a consulta é do número do benefício e alguns dados pessoais, como o CPF. Para fazer essa consulta, os beneficiários podem ligar para o 135 ou acessar o site do Ministério da Previdência. O maior problema na consulta online é que um largo número de beneficiários está fazendo a consulta de revisão de aposentadoria do INSS ao mesmo tempo, causando um congestionamento no sistema online. Mas caso isso ocorra, espera um pouco e tente realizar uma nova consulta depois, um bom horário é de madrugada e bem cedinho.

Mas, ao que tudo indica, o sistema foi melhorado para atender a enorme demanda de aposentados e as linhas já voltaram a normalidade. Os números de revisões de aposentadoria da Previdência Social são impressionantes. Segundo dados da própria previdência, serão mais de 130 mil aposentados que terão direito a essa revisão de benefício do INSS, que é de quase R$1,7 bilhões, contando ainda com o pagamento corrigido para aqueles que vinham recebendo a aposentadoria com um valor abaixo do teto instituído pela previdência social da época. Além dessa correção, será pago um montante retroativo calculado pelo supremo tribunal federal. Mas o valor não será pago a todos os beneficiários da época, então fazer a consulta é importante.

Isso por que o INSS ainda faz um calculo sobre o qual, mas de 600 mil beneficiários recebiam no limite do teto, dentre estes, quase 200 mil estão há mais de cinco anos sem receber e não farão impacto econômico e outros quase 300 mil, não terão nenhuma diferença para receber. Esse reajuste virá na folha de pagamento de agosto, ou seja, será recebido nos primeiros dias de setembro. O valor do reajuste é de, em média, R$11.600. Serão quatro datas para receber. Em 31 de Outubro, um valor de no máximo R$6.000 será pago. Em 31 de Maio, para quem vai receber entre R$6.001 e R$15.000, 30 de Novembro para quem receberá acima de R$15.000 e abaixo de R$19.000 e em 31 de Janeiro, quem for receber acima de R$19.000. Conheça agora mesmo o valor do seu reajuste. Acesse o site da Previdência para fazer a consulta de revisão de aposentadoria do INSS pelo seguinte link: www.mpas.gov.br.

INSS Histórico de Créditos

Histórico de Créditos INSS – Consulta

A internet possibilitou várias melhorias em relação ao atendimento de empresas e órgãos para com as pessoas, como é o caso dos serviços de Banco que o cliente pode fazer diretamente de sua casa através da internet. Não diferente de Bancos e outras empresas e instituições, o INSS também, através de seu site, disponibiliza acesso a diversos serviços de atendimento ao cliente de forma online, como é o caso da consulta de Histórico de Créditos do INSS. Muitos acabam desconhecendo esses serviços, porém, os mais informados já estão utilizando e conhecendo suas vantagens.

O serviço de consulta de Detalhamento ou Histórico de Créditos também é conhecido como Extrato de Pagamento do Dataprev, já que é praticamente a mesma coisa, visto que consultando os seus créditos no INSS, o beneficiário está assim conferindo o seu extrato de pagamento, como um cliente normal de um Banco.

A consulta, feita de forma gratuita, de Histórico de Créditos do INSS é bastante simples, e é feito através do site da Dataprev que, por sua vez, é a instituição que administra e organiza todos os setores do INSS e Previdência Social. É pelo site da Dataprev, inclusive, que diversos tipos de consultas do INSS são feitas, facilitando a vida do beneficiário. E essa consulta de Histórico de Créditos do INSS se faz necessária porque a Dataprev atualizam os benefícios de mês em mês.

Como consultar o Histórico de Créditos do INSS?

Veja, a seguir, como é simples realizar a consulta de Histórico de Créditos do INSS.
Acesse a página responsável pela consulta no endereço eletrônico www3.dataprev.gov.br/cws/contexto/hiscre/index.html, onde você encontrará um pequeno formulário para preencher com dados com: Número do Benefício; Data de Nascimento; Nome do beneficiário; CPF, além de informar corretamente o código de segurança que se pede de acordo com a imagem apresentada.  Preenchido corretamente o seu formulário, clique em “Consulta”. Pronto, a partir disso, o seu Histórico de Créditos do INSS junto a mais informações será apresentado na próxima página.

Não se preocupe se a página travar ou demorar a carregar, isso se dá pelo grande número de acessos diário na página.

Marcação de Consultas DATAPREV

DATAPREV Consultas – Marcar

Veja como fazer a marcação de consultas no Dataprev e saiba a situação de seus benefícios do INSS.

Os órgãos públicos têm cada vez mais facilitando a vida do cidadão disponibilizando serviços e informações mais fáceis via internet.

Exemplo da Previdência e Assistência Social do governo federal, através da Empresa de Tecnologia e Informação da Previdência Social (DATAPREV) que disponibiliza diversos serviços ligados a Previdência Social, como marcação de consulta e outros serviços.

A Dataprev originou-se dos Centros de Processamento de dados dos Institutos de Previdência existentes na década de 1970. A empresa foi instituída pela Lei n° 6125 de 4 de novembro de 1974 é vinculada ao Ministério da Previdência Social (MPS).

Para atender o seu principal cliente o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) desenvolveu sofisticados sistemas e infraestruturas específicas de armazenar, processar e atualizar em tempo real as informações de milhões de contribuintes brasileiros. Além do INSS, o DATAPREV presta serviços para a Receita Federal do Brasil para os Ministérios da Previdência Social do Trabalho e Emprego e do Desenvolvimento.

O DATAPREV também mantém convênio com 81 instituições financeiras para processamento de informações relacionadas à concessão de empréstimos consignados a aposentados e pensionistas. Entre elas Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Santander, Itaú-Unibanco, HSBC, Citibank e Banco da Amazônia.

Seu quadro funcional conta com mais de 3.400 empregados espalhados pelos três centros de processamento (Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal) e nas cinco Unidades de desenvolvimento de Software (Paraíba, Ceará, Rio de Janeiro, Santa Catarina) e 27 unidades regionais (nas capitais dos Estados).

Quanto aos serviços que o DATAPREV dispõe são possíveis acessando o site da Previdência Social, que está vinculada a primeira. É possível a marcação de consultas, através do site www2.dataprev.gov.br/prevagenda, como também outros serviços, extrato de pagamentos, consulta de dados básicos do cadastro de contribuintes, consulta de certidão negativa de Débito, Situação do Benefício, Solicitação de Certidão PIS/PASEP/FGTS, Extrato de Imposto de Renda, Requerimento de Auxílio-Doença, Requerimento de Salário Maternidade, entre outros serviços.