Previdência Social INSS – Agendamento

Agendamento Previdência Social

Hoje, tudo está automatizado com o avanço da tecnologia, por isso é possível consultar o resultado sua perícia médica através da internet, e para marcação de sua primeira consulta, o procedimento de agendamento do INSS pode ser feito online também.

agendamento-previdencia-social

Está a prestes a se aposentar e não sabe por onde começar? Ou precisa de algum outro serviço da previdência social? Então você encontrou o lugar certo, aqui lhe ensinarei todos os passos para conseguir agendar uma consulta em uma das sedes da Previdência Social. E o melhor de tudo, sem sair da frente do computador! Está pronto? Então vamos!

A Previdência Social dispõe de um excelente serviço de agendamento pela internet, nele você será orientado da melhor maneira possível para não ter nenhum tipo de dor de cabeça ao chegar a uma das sedes físicas. Algumas pessoas acabam não prestando a atenção durante o requerimento do agendamento, causando a perda de informações importantes, como por exemplo, quais documentos levar, qual tipo de aposentadoria está escolhendo, entre outras coisas. Saiba como conseguir seu agendamento INSS aposentadoria, auxilio doença, ou outro serviço.

Facilidade de atendimento e sem precisar esperar na fila: Chega de esperar horas na fila e acabar não sendo atendido, agora os beneficiários podem fazer um agendamento de atendimento da Previdência Social INSS pela internet e assim não precisarão mais enfrentar fila, basta apenas comparecer na hora e local marcados.

O agendamento da Previdência Social tem com intuito facilitar informações sobre os benefícios do INSS que são concedidos por ele, assim os beneficiários da Previdência Social podem fazer um agendamento e ter um melhor atendimento, na hora e local marcados previamente antes.

Muitos serviços são oferecidos para agendamento como:

– Aposentadoria do INSS
– Certidão de Tempo de Contribuição
– Pecúlio
– Pensão por Morte
– Auxílio Reclusão
– Acerto de dados cadastrais
– Benefício Assistencial
– Salário Maternidade acerto de atividade e/ou acerto de inscrição
– Acerto de vínculos e remunerações
– Cadastro de senha – cadsenha
– Acerto de recolhimento

previdencia-social-agendamento-300x118

Requisitos para Agendamento INSS

Para ter direito ao INSS é necessário possuir até 12 contribuições já realizadas.(em caso de acidente de trabalho, ou doenças que são previstas em lei, não será necessário possuir as 12 contribuições).

Possuir qualidade de segurado.

Caso tenha perdido a qualidade de segurado, será necessário cumprir, a metade da carência novamente.

Comprovar que realmente não consegue trabalhar, em decorrência de sua doença.

Para empregados de empresas, ele deve estar afastado do trabalho a no mínimo 15 dias.

O agendamento deve ser feito eletronicamente pela internet e só é feito através do numero de identificação do trabalhador, NIT ou PIS/PASEP (ou CPF para agendamento de beneficio assistencial).

Número de telefone e NIT do procurador caso o tenham.

Em caso de pensão o NIT do falecido (a) é necessário.

Acesse o site oficial da Previdência Social e tire suas duvidas e faça seu agendamento é simples e fácil: www.previdenciasocial.gov.br/conteudoDinamico.php?id=433.

Como requerer agendamento do INSS?

É muito simples e rápido, vamos começar com este passo a passo!

  1. A primeira coisa que você leitor deve fazer é dirigir-se a este site:

http://agendamento.inss.gov.br/pages/agendamento/selecionarServico.xhtml

  1. Feito isso, na sessão Requerer, selecione ou digite o serviço desejado por você.
  2. Ao selecionar uma das opções a página automaticamente se atualizará, e nela então irão aparecer algumas informações de extrema importância na hora de seu atendimento presencial. Leia com atenção as Informações do Serviço, os principais requisitos e sobre a digitalização de documentos o que é uma etapa opcional, mas pode ser de grande ajuda para você.
  3. Após prestar batente atenção nas informações passadas, prossiga digitando o código verificador no campo correspondente a baixo da imagem. Feito isso, prossiga em “Avançar”.
  4. Agora, você deverá algumas informações importantes sobre você. No primeiro campo, digite o número do seu CPF com somente os números, sem pontos, traços ou barras. Após isso, digite a sua data de nascimento no campo correspondente, novamente só com números. E por fim, informe seu nome completo.
  5. É necessário informar algum dado de contato para que caso ocorra algum imprevisto você seja notificado. Sendo assim, você poderá informar seu telefone móvel, podendo também inteirar o seu telefone fixo ou o seu endereço eletrônico (e-mail).
  6. Feito isso, esta é a parte que você deverá enviar os documentos pedidos que possa te ajudar no seu serviço escolhido (isto varia do que você escolheu, estou citando o exemplo da Aposentadoria). Prossiga em avançar quando terminar.
  7. Neste passo, você deverá selecionar informações próprias de moradia para que o sistema gere o agendamento na unidade mais próxima de você.
  8. Neste passo, você deverá confirmar este requerimento para poder concluir o seu agendamento.
  9. E por fim, depois de confirmar, você terá o comprovante do requerimento em mãos. É importante imprimi-lo para evitar algum problema.

E pronto, seu agendamento está feito, agora é só aparecer no dia e no horário combinados com todos os documentos que precisam em mãos para que algum servidor da Previdência Social possa te ajudar na melhor maneira possível. É possível fazer um agendamento INSS por telefone também pela Central de Atendimento, pelo número 135.

Pedido de Prorrogação Auxílio Doença

Auxílio Doença Pedido de Prorrogação

Caso você esteja afastado de suas atividades por algum motivo de saúde, saiba que é preciso realizar pericias para receber seu beneficio. Como marcar pericia para receber os benefícios da Previdência Social.

Os setores de Perícias do INSS estão sempre lotados, e a perícia inicial sempre demora bastante. Confira como funciona o pedido de prorrogação do auxilio doença no INSS e veja o procedimento de solicitação.

prorrogacao-auxilio-doenca-previdencia-social

Os segurados que estão recebendo os benefícios de auxílio doença do INSS e não se sentem bem para retornar ao trabalho, poderão sim solicitar uma prorrogação. E este serviço ainda não é oferecido através das agências de previdência social, e o segurado precisa utilizar tanto a internet como o telefone para facilitar o trabalho e a agilidade do serviço.

Fazer pedido de Prorrogação do auxílio doença pela Internet

Para quem tem acesso á internet, poderá pedir prorrogação no INSS do auxílio doença, utilizando o site da Previdência. Através do mesmo site é possível se pedir uma reconsideração, que é utilizado para quando o segurado não concordar com o resultado da perícia e poderá ainda pedir para ser examinado por outro tipo de perito, procurar entre várias opções do site da Previdência é algo bastante complicado, por isso siga esta indicação citada aqui www2.dataprev.gov.br/sabiweb/revisao/inicio.view.

Outra forma de se fazer o pedido no INSS de prorrogação do auxilio doença é através do telefone 135. Uma boa dica é realizar o contato nos finais de semana pois durante a semana existe uma procura um pouco maior, e por este motivo é mais demorado para se conseguir acesso. Nos dois casos é preciso ter em mãos o número de benefícios e os demais dados pessoais para que possa fazer o preenchimento dos pedidos. O telefone 135 é gratuito se for utilizada por linha de telefone fixo e se for utilizado por um celular deverá pagar uma ligação local.

Como funciona o pedido de prorrogação do INSS

O pedido de prorrogação é um direito do beneficiário quando o resultado de sua última Avaliação Médica realizada pelo INSS tiver sido favorável e ainda ao final do período estabelecido pela perícia, o segurado não se sentir nas condições de volta ao trabalho.

O prazo para requerimento da prorrogação do auxilio doença do INSS é a partir de 15 dias antes até a data de cessação do benefício.

prorrogacao-auxilio-doenca-inss

Os pedidos de reconsideração é um direito do beneficiário quando o resultado da última avaliação médica do INSS tiver sido contrário, e o beneficiário não concordar com o indeferimento solicitado.

Marar Perícia do INSS na Internet

Caso você seja uma pessoa que faça uso dos benefícios de auxilio doença principalmente, ou de algum outro tipo de auxilio que seja de processo limitado, precisa estar realizando o agendamento para marcar perícia do auxílio doença , pois somente desta forma o órgão irá liberar o pagamento deste auxilio. Lembrando que tai pericias podem ser aprovadas ou reprovadas, dependo do olhar do médico e da situação da pessoa.

Caso a pericia seja reprovada, e você seja enviado novamente para realizar suas atividades laborais mesmo considerando-se muito limitado e sem condições para retornar ao trabalho, é preciso entrar novamente em contato com a Previdência Social para reagendar essa pericia, de preferencia com outro médico para que possa fazer uma segunda avaliação, e constatar que você realmente não possa exercer novamente suas atividades laborais.

Contribuinte Individual e Facultativo

INSS Contribuinte Individual e Facultativo

Se você não é assalariado via CLT, veja como pode contribuir com o INSS e garantir sua aposentadoria no futuro. Entenda as diferenças entre um Contribuinte Individual e facultativo.

Além dos trabalhadores registrados e de carteira assinada que contribuem obrigatoriamente com o INSS, existem outros tipos de contribuições que a previdência social aceita, como é o caso do Contribuinte Individual e Facultativo. Vamos ver mais detalhes sobre esse dois tipos de contribuições o individual e facultativo.

Contribuinte-Individual-Facultativo-300x247

Para a maioria da população que trabalha em regime CLT, com carteira assinada, não existe uma grande preocupação e cuidado com a contribuição ao INSS, já que, a empresa onde trabalha desconta mensalmente do seu salário, e essa mensalidade é destinada ao INSS para que possa aposentar-se no futuro.

Já existem pessoas que precisam mensalmente estar realizando esta contribuição por elas mesmas, ou pelos seus contadores. Estas pessoas são aquelas que não possuem uma renda mensal fixa, que não trabalham com carteira assinada, mas que exercem alguma atividade e são remuneradas com isso.

É este público que se subdivide em dois tipos: o Contribuinte Individual e o Contribuinte Facultativo. Como não existe uma empresa que se encarregue de realizar o deposito do valor para o INSS, eles precisam fazer esta contribuição de outra forma, para que possam garantir sua aposentadoria. Um dos benefícios deste público é que os mesmos não possuem muitas regras sobre mínimos e máximos de valores para contribuição, apenas precisam estar de acordo com as regras impostas pela previdência social, e tentar fazer esta contribuição todos os meses, assim como elas são realizadas para os contribuintes em regime de carteira assinada.

Quem é o Contribuinte individual?

A categoria Contribuinte individual do INSS é a categoria em que estão aquelas pessoas chamadas de autônomas, ou seja, que trabalham por conta própria, assim como trabalhadores que prestam serviços eventuais para empresas, não possuindo assim um vínculo de emprego oficial. Os contribuintes individuais também são, entre outros, os motoristas de táxi, os sacerdotes, os pintores, os vendedores ambulantes, as diaristas, os eletricistas, os síndicos renumerados, os trabalhadores associados às cooperativas de trabalho, etc.

Quem é o Segurado facultativo?

A categoria Segurado facultativo do INSS é a categoria em que estão aquelas pessoas com idade maior que 16 anos e que não possuem uma renda própria, mas escolhem contribuir, de acordo com as exigências, com a Previdência Social. Os segurados facultativos são: os estudantes, as donas-de-casa, os síndicos de condomínio que estão na categoria não-remunerados, os estudantes bolsistas, os desempregados, além dos presidiários não-remunerados.

Tanto o contribuinte individual quanto o facultativo devem estar filiados devidamente ao Regime Geral de Previdência Social. A contribuição do contribuinte individual e facultativo é de 20% sobre o salário-de-contribuição. Além disso, o contribuinte individual tem a obrigação de complementar, diretamente, o valor da contribuição caso as renumerações do mês for inferior ao valor mínimo do salário-de-contribuição mensal.

O salário-de-contribuição para o contribuinte individual é a sua remuneração pela empresa em que trabalhou ou pelo exercício de sua atividade por conta própria. Já para o segurado facultativo, o salário-de-contribuição é o valor declarado por ele, durante o mês, tendo como observação os limites mínimo e máximo do salário-de-contribuição.

Carta de Concessão INSS

INSS Carta de Concessão – Aposentadoria e Segunda Via

Veja como solicitar a emissão da Carta de Concessão INSS para aposentadoria e benefícios e veja também como é feita a emissão da segunda via.

carta-de-concessao-inss

Entenda para que serve a Carta de Concessão INSS

Não são poucos os benefícios que o governo oferece aos cidadãos que não possuem condições para trabalhar: principalmente no que tange às limitações de saúde: os auxilio doenças, aposentadorias por invalidez, as licenças maternidades, entre outros. Todos estes benefícios são pagos pelo INSS, independente da quantidade de renda recebida pela pessoa.

No entanto, quando a pessoa se encontra em alguns destes casos, é preciso encaminhar esta situação que será avaliada pelo órgão. Caso for a provada, o beneficiário recebe a denominada Carta de Concessão INSS, onde contará todas as informações que o mesmo precisa saber, tais como: o valor que receberá de beneficio pela sua restrição, por quanto tempo receberá o beneficio, onde o mesmo será pago, em qual agencia bancária, dentre outras informações importantes e pertinentes ao tema.

Esta Carta de Concessão INSS poderá ser recebida tendo em consideração três tipos de resultados: o primeiro deles é a opção Habilitado, quando o INSS ainda está em fase de análise da documentação enviada pelo beneficiário, e ainda não possui uma resposta concreta. A segunda deles é a opção Concedido, quando o INSS aprovou o pedido e o seu beneficio será liberado, junto com a Carta de Concessão que receberá em sua casa. E a terceira é a opção Indeferido, esta é a menos agradável, pois significa que seu pedido junto ao INSS foi recusado, e será informado qual é o motivo da recusa naquele momento.

Hoje em dia é possível notar uma grande demanda de procura das pessoas as agências da Previdência Social. Através da Previdência Social é possível dar entradas em diversos benefícios o mais procurado dentre ais benefícios é a aposentadoria, seja ele por idade ou por trabalho. É muito normal que quando solicitamos a nossa aposentadoria, se for o caso, haja uma grande demora em relação a saída do resultado final, resultado na qual irá decretar se você terá direito ou não a tal beneficio. Pensando nisso este órgão, Previdência Social, resolveu criar a Carta de Concessão que pode facilitar a vida de muita gente.

O site oficial da Previdência Social oferece as pessoas um serviço mais amplo, ou seja, é possível você encontrar diversos tipos de serviços que procuram à melhoria do processo de seu benefício, um desses serviços é a Carta de Concessão. Esse serviço irá lhe possibilitar conferir os dados de seus benefícios tais como demonstrativo de calculo de renda, calores e datas de contribuições ao INSS dentre outros. Através desse serviço você poderá simplesmente conferir o resultado de solicitação de seu beneficio sem se quer sair de casa. Além disso, através da carta de concessão você poderá solicitar uma nova revisão, caso haja algum erro relacionado aos valores de suas contribuições ao INSS.

Para que você possa começar a usufruir deste serviço é bastante simples. Você precisa entrar no site oficial da Previdência Social. Já na página da solicitação de carta de concessão do INSS você irá precisar dos seguintes dados: Número do benefício, lembrando que você recebe esse número assim que da entrada em um serviço, o número vem junto com o seu protocolo de solicitação. Os dados pessoais exigidos são: Data de nascimento, CPF e o seu nome completo.  Após isso você terá que preencher uma espaço com um código de segurança, que fica logo ao lado de seu formulário, tenha bastante cuidado, pois uma letra errada neste processo irá causar o reinicio de sua operação. No site também é possível emitir a segunda via da Carta de Concessão do INSS para aposentadoria.

inss-carta-de-concessao

Consultar a Carta de Concessão INSS pela internet

Como a ansiedade das pessoas, ainda mais aquelas que são mais jovens somente aumenta a cada dia a partir do momento em que deu entrada à solicitação do seu beneficio, as mesmas não desejam esperar até que a Carta de ConcessãoINSS chegue até suas residências. É para isso que esta consulta hoje pode ser feita pela internet.

Além de poder sanar com a dúvida logo, a consulta pela internet permite que antecipe as informações a serem repassadas ao INSS caso tenha algum problema na Carta de Concessão, que pode ser verificado no momento da consulta. Como esta carta demora em média 30 dias para chegar até sua casa, muitas coisas podem ser resolvidas nesse período de tempo caso seja solicitado com antecedência.

Para solicitar a Carta de Concessão INSS pela internet, é preciso acessar o site:https://meu.INSS.gov.br/central/index.html neste link poderá colocar suas informações como seus documentos pessoais, e o sistema lhe emitirá a Carta de Concessão que foi enviada até sua residência, ficando muito mais fácil que esperar até a chegada do documento físico.

Caso tenha alguma dúvida referente ao documento, basta entrar em contato com a central de atendimento do INSS, com o numero 135, que todas as suas dúvidas serão sanadas, e os mesmos poderão até informar em qual situação de encontra sua Carta de Concessão INSS.

Aposentadoria Proporcional – Regras

Regras da Aposentadoria Proporcional

Muitas pessoas tem dúvidas sobre as exigências para a concessão de aposentadoria por tempo de contribuição, após as várias mudanças definidas através da reforma da Previdência Social para o setor privado. Somente deverá ter direito quem já atuava no mercado de trabalho no dia 16 de dezembro de 1998.

inss-aposentadoria-proporcional

A única exigência da aposentadoria integral é o tempo de contribuição que vai de 35 anos para o homem e 30 para a mulher. Apesar desta regra, uma idade mínima é necessária para acontecer a aposentadoria por tempo de contribuição proporcional. Além disto apenas deverá ter direito a proporcional quem estava no mercado de trabalho atuando em corpos docentes durante este período. Com isto a idade mínima para a aposentadoria proporcional é de 53 anos para homens e de 48 anos para as mulheres. O tempo de contribuição é a partir de 30 anos para homem e de pelo menos 25 anos para as mulheres, pois existe um acréscimo de pedágio. Este tempo é mais de 40% sobre o período que faltava, para que a pessoa pudesse completar 30 anos no caso do homem e 25 no caso da mulher.

Aposentadoria proporcional existe?

O fim da aposentadoria proporcional ocorreu em 16 de dezembro de 1998. Logo, por se tratar de um direito adquirido, as pessoas que trabalhavam e contribuíam com o INSS já nessa época, ainda tem direito a se aposentar por suas regras.

Como pedir aposentadoria proporcional INSS

Para solicitar a aposentadoria proporcional você devera solicitá-la por meio de agendamento prévio pela Central 135. Isso e possível de fazer pela internet, no Portal da Previdência Social, e também por meio das Agencias da Previdência Social, mediante o cumprimento das exigências legais.

Tempo para aposentadoria proporcional INSS

Deve-se observar para que se possa conseguir a aposentadoria proporcional INSS, é necessário “pagar um pedágio” correspondente a 40% do tempo que faltava para completar o tempo da aposentadoria que era exigido até 1998 (que era de 30 anos para homens e 25 anos para mulheres).

aposentadoria-proporcional-regras

Como funcionava este cálculo de Aposentadoria Proporcional

Se um homem contava com 20 anos de contribuição em 16 de dezembro de 98, seriam necessários mais 10 anos para completar os 30 anos. Esses dez anos, com o acréscimo de 40% passaram para 14 anos, contando a partir do período de 15 de dezembro de 98. Já a mulher que tivesse 20 anos de contribuição nesta época precisaria de mais cinco anos para completar os 25 anos. Completando assim 60 anos com o pedágio passaram a ser 7 anos.

E constatando assim que o requerente que solicitou a aposentadoria por tempo de contribuição com renda integral preenche todos os requisitos apenas para a concessão da aposentadoria por tempo de contribuição, contando com uma renda proporcional. o servidor do INSS deverá de forma formal solicitar ao segurado para que este, caso quiser optar expressamente e ainda por escrito pelo benefício proporcional, e não havendo algum tipo de manifestação pela opção dentro do prazo estabelecido.

Dataprev – Simulação de Aposentadoria

Simulação de Aposentadoria INSS Dataprev

Com o avanço da tecnologia e a inclusão digital com a internet, já é possível fazer uma Simulação de Aposentadoria através do site da Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social). Veja, a seguir, mais informações e como fazer o cálculo de Simulação de Aposentadoria do INSS.

dataprev-aposentadoria

A DATAPREV é sediada em Brasília, no Distrito Federal, mas detêm diversas filiais em vários lugares em todo o Brasil. Ademais, a DATAPREV tem a competência de evitar e dificultar a ocorrência de fraudes no recebimento de benefícios.

Além disso, incumbe ao DATAPREV pagar os benefícios de todos os segurados do INSS, bem como a liberação do Seguro Desemprego. Ou seja, o DATAPREV tem diversas responsabilidades e é muito importante para o Governo Federal. Afinal de contas, não é nada fácil repassar benefícios a diversas pessoas, geralmente ao mesmo tempo, sem uma ajudinha da modernidade, não é mesmo?

Infelizmente, mesmo com todo um cuidado realizado pela DATAPREV e pelo Governo Federal muitas pessoas acabam recebendo valores da Previdência Social de forma indevida, o que não é raro ver em jornais, revistas, televisão e na internet.

Porém, o cerco do DATAPREV a essas pessoas acaba se tornando cada vez maior por conta da modernização desse sistema pelo Governo Federal.

A aposentadoria é o resultado da contribuição que todos os trabalhadores fizeram à Previdência Social e INSS. O aposentado recebe mensalmente um valor em dinheiro que é de no mínimo o valor do salário mínimo em vigor, podendo ser mais, dependendo do tipo de contribuição e trabalho da pessoa. Tudo relativo à aposentadoria e outros benefícios do INSS é organizado pela Dataprev.

Com a internet e, assim, os serviços online realizados a partir do site da Dataprev, a rapidez e agilidade com que são resolvidos assuntos ligados ao INSS, como consultas e tira-dúvidas são notáveis e tem deixado beneficiários e contribuintes satisfeitos. Um exemplo disso é a Simulação de Aposentadoria, que pode ser feita no conforto de seu lar.  A simulação de aposentadoria calcula o tempo que falta para o contribuinte se aposentar, além de informar dados sobre tempo de serviço e contribuição, entre outras informações úteis.

Simulação de Aposentadoria: como fazer no simulador Online do site da Dataprev

Para fazer a sua Simulação de Aposentadoria Dataprev, o contribuinte deverá acessar a página oficial do site da Dataprev, no endereço: www010.dataprev.gov.br/cws/contexto/conrmi/index.html, onde você estará na página de Simulação do Cálculo da Renda Mensal. Agora você deverá informar os dados para preencher os campos de acordo com o que for pedido. Após preencher todo o formulário corretamente e de acordo com suas características e necessidades, é só clicar no botão “Calcular” logo no final do formulário. Pronto, o sistema do Dataprev irá informar os dados de sua simulação como valores de renda mensal, entre outros.

Saiba mais sobre Aposentadoria e outros assuntos ligados ao INSS através do site da Previdência Social, no endereço:  www.previdencia.gov.br/conteudoDinamico.php?id=15.

Concurso INSS – Gabarito e Resultados

Lista de Aprovados do Concursos do INSS 2018

Confira os resultados do Concurso do INSS 2018, veja informações sobre a prova, a lista de aprovados no concurso e o gabarito do Concurso do INSS 2018.

resultado-concurso-inss

O INSS é o sistema responsável por fornecer serviços e direitos ligados à saúde dos profissionais. O mesmo tem interligação com o SUS (Sistema Único de Saúde), e é descontada uma taxa de 9% do salário dos registrado via CLT para cobrir despesas como: previdência social, e a sua possível aposentadoria. O INSS cobre acidentes de trabalho e este sistema atende mais da metade da população brasileira em tratamentos médicos.

Concurso INSS Inscrições Abertas

Para poder manter-se informado e não perder o período de inscrições para o Concurso do INSS é preciso manter-se atualizado no site do próprio INSS: http://www.previdencia.gov.br/ onde estará sendo disponibilizada a plataforma de inscrições, com as respectivas vagas e salários.

Em relação aos salários disponibilizados pelo INSS, o maior de todos pode chegar a ultrapassar o valor de 10 mil reais, onde estão inclusos os cargos que exigem ensino superior, como o de Médico perito Previdenciário e Analista de Seguro Social. Os cargos técnicos, que não exigem ensino superior, poderão ter salários que variam em torno dos 5 mil reais, dependendo da função e da qualificação profissional exigida.

Estes salários estão sendo disponibilizado juntamente com uma série de benefícios, como plano de saúde, vales de alimentação e transporte, que também são disponibilizados valores consideráveis pelo INSS. Com isso, a disputa pelas vagas, principalmente por aquelas de cargos técnicos é bastante grande, envolvendo pessoas do país inteiro.

Caso você deseje fazer parte desta equipe que atende a todo o país, não deixe de conferir as informações deste post onde poderá fazer a inscrição para o Concurso INSS.

Os gabaritos do concurso do INSS foram divulgados pela Fundação Carlos Chagas. A divulgação foi antecipada, pois o instituto solicitou que as expectativas dos candidatos que participaram do processo seletivo fossem atendidas. Caso os candidatos queiram recorrer contra os gabaritos divulgados, terão até o fim do mês de fevereiro para fazê-lo. Para conferir o gabarito do concurso do INSS, acesse o site: www.concursosfcc.com.br.

gabarito-concurso-inss-cronograma

A divulgação do resultado do concurso continua sendo pelo site da organizadora, mas, sem a revisão dos recursos. O cronograma do concurso do INSS está disponível abaixo.

Concurso INSS Cronograma

Divulgação das questões das provas objetivas e gabaritos do concurso do INSS

Prazo para interposição de recursos quanto à divulgação das provas objetivas e gabaritos          

Publicação no Diário Oficial da União dos resultados das provas objetivas do Concurso do INSS e títulos pela Fundação Carlos Chagas          

Publicação no Diário Oficial da União do edital de convocação para a perícia médica         

Divulgação no site da Fundação Carlos Chagas das respostas das decisões dos recursos de aplicação das provas  

Prazo para interposição de recursos quanto à divulgação dos resultados das provas objetivas e títulos      

Realização da perícia médica para os candidatos portadores de deficiência, pelo INSS

Análise dos recursos pela Fundação Carlos Chagas

Reprocessamento e conferência dos resultados após recursos

Digitação das respostas dos recursos      

Envio dos resultados finais ao INSS   

Divulgação no site da Fundação Carlos Chagas das respostas dos recursos interpostos e resultado final do Concurso do INSS 2018. Para saber maiores informações e ver o gabarito do Concurso do INSS 2018 acesse o site www.inssconcurso.net

Tempo de serviço INSS – Simulação

Simulação de tempo de serviço no INSS

Já cumpriu o tempo de serviço do INSS de 35 para homem e 30 anos para mulher, mas tem dúvida se realmente pode tirar a aposentadoria? Saiba que é possível online fazer a simulação do tempo de serviço no INSS para tirar a aposentadoria assim como outros benefícios do INSS.

inss-tempo-de-servico

Quem ainda é jovem, não está nada preocupado com quanto tempo ainda falta para se aposentar e receber o seu salario de contribuinte, mas para quem já passou dos 40 anos de idade, esta é uma informação muito útil e que lhe irá ajudar a calcular quanto ainda pode investir no INSS para poder receber uma aposentadoria mais agradável.

Hoje com os benefícios e o avanço da internet, é possível conferir de maneira online o Tempo de ServiçoINSS, onde as pessoas poderão verificar a traves de seus dados informados, quanto tempo falta para poder aposentar-se, dependendo do seu tempo de contribuição eda renda investida no INSS durante seu tempo de trabalho.

Além de saber o Tempo de Serviço INSS, as pessoas também terão a informação de primeira ponta de quanto será o valor do beneficio que irão receber ao aposentar-se. Tudo isso é calculado tendo em vista os salários recebidos durante o tempo de trabalho da pessoa, se contribuiu todos os meses exigidos, e se teve variação no seu salário de regime CLT.

O DATAPREV (Empresa de Tecnologia e Informação da Previdência) é o sistema onde a Previdência disponibiliza aos beneficiários contribuintes possam simular os valores de futura aposentadoria.

Simular Tempo de Serviço INSS

O salário da aposentadoria varia de acordo com o trabalho de cada beneficiário e há diversos tipos de aposentadoria, mas as que são resultantes do tempo de continuação são as que beneficiam aqueles que contribuíram 30 e 35 anos.

A aposentadoria por tempo de contribuição pode ser integral ou proporcional. Para a aposentadoria proporcional o beneficiário tem que cumprir os requisitos de tempo de contribuição mínimo para esse benefício e idade mínima. Para os homens requerem a aposentadoria proporcional, a idade mínima é de 53 anos e 30 anos de contribuição, mais um adicional de 40% sobre o tempo que faltava em 16 de dezembro de 1998 para completar 30 anos de contribuição.

Já para as mulheres, estas têm direito a aposentadoria proporcional com idade mínima de 48 anos e 25 anos de contribuição no mínimo. Para ambos é necessário também o tempo mínimo de carência que é de 180 contribuições mensais e que dão direito ao benefício de aposentadoria.

Já a aposentadoria integral é aquela que o contribuinte atende todos os requisitos para essa aposentadoria, como tempo de contribuição de 35/30 anos e idade de 65/60 anos (sendo que essa idade é reduzida para 5 anos no caso do segurado trabalhador rural e professor).

Uma observação quanto ao benefício de aposentadoria é que uma vez concedido e recebido o primeiro pagamento, sacar o PIS, PASEP é irrenunciável a aposentadoria, ou seja, impossível desistir da aposentadoria. Por isso, é importante saber exatamente se vale à pena tirar a aposentadoria e se é o momento adequado, sendo os simuladores de aposentadoria do INSS uma ferramenta bastante útil para mensurar isso.

Para fazer a simulação de aposentadoria e tempo de Serviço do INSS acesse o seguinte link do site da Previdência: www.previdencia.gov.br/conteudoDinamico.php?id=380.

Aposentadoria Integral INSS

INSS Aposentadoria Integral – Informações

É bom saber que no Brasil existem 3 tipos de Regime para aposentadoria:

  • Regime Geral de Previdência Social: onde estão inseridos os trabalhadores de empresas privadas, por exemplo, bem como aqueles que contribuem ou obrigatoriamente ou porque querem ao INSS, como servidores públicos, militares etc.;
  • Regime Próprio de Previdência: normalmente organizado por Estados e Municípios para seus servidores efetivos, ou seja, que passaram em concurso;
  • Previdência Complementar: em regra, realizada por Instituições Financeiras, para quem quer garantir desde já o complemento da aposentadoria.

O Instituto Nacional de Seguro Social – INSS é uma autarquia federal que visa administrar benefícios, auxílios e pensões conferidas aos cidadãos, incluindo a aposentadoria integral do INSS.

inss-aposentadoria-integral

Tipos de Aposentadoria INSS

Para quem deseja se aposentar, deve saber que existem alguns tipos de aposentadoria INSS, como:

  • Aposentadoria INSS por idade: homens com 65 anos e mulheres com 60 anos, mais 15 anos de contribuição.
  • Aposentadoria INSS por idade trabalhadores rurais: homens com 60 anos e mulheres com 55 anos, mais 10 anos de contribuição.
  • Aposentadoria INSS por tempo de contribuição: 35 anos de contribuição para homens e 30 para mulheres.
  • Aposentadoria INSS por tempo de contribuição para professores: 30 anos para homens e 25 para mulheres.
  • Aposentadoria INSS por invalidez: quando perícia constata incapacidade para o trabalho.
  • Aposentadoria especial INSS: para trabalhadores que têm contato com agentes químicos ou nocivos à saúde.

Aposentadoria integral o que é?

Feitas essas considerações, você deve estar se perguntando: “mas o que é aposentadoria integral?”.

Há a chamada aposentadoria integral INSS e a aposentadoria proporcional. A diferença entre elas é basicamente o tempo de serviço para que ocorra a aposentação.

  • Na aposentadoria integral INSS é preciso trabalhar ao menos 30 anos quando mulher e 35 quando homem. Com isso, o beneficiário INSS receberá 100% do valor da aposentadoria, que deverá ser compatível com suas contribuições, respeitando-se um valor-teto máximo da Previdência Social.
  • Na aposentadoria proporcional INSS o tempo mínimo de trabalho é de 25 anos para a mulher e 30 para o homem. Com base nisso, a pessoa terá direito de 70 a 95% do valor total da aposentadoria.

Só que na aposentadoria integral INSS nas modalidades tempo de serviço, tempo de contribuição e por idade incidirá o chamado “fator previdenciário INSS”.

Com isso, o INSS chegará ao valor do chamado “salário-de-benefício”, que é diferente da aposentadoria.

Aposentadoria Integral INSS Como Funciona?

Hoje o trabalhador que deseja se aposentar, por diversos motivos pode fazê-lo e há algumas modalidades de aposentadoria: por idade, tempo de contribuição e aposentadoria por invalidez e a proporcional.

aposentadoria-integral

Para cada tipo de aposentadoria há um valor mínimo de contribuição (que é aquele valor mensal descontado de folha de pagamento). Para a aposentadoria integral, aquele que é devida para quem já tem 35/30 anos de contribuição (homem e mulher respectivamente). Já a aposentadoria proporcional, exige contribuição mínima de 25 anos para mulher e 30 anos para homem.

Outra diferença entre os tipos de aposentadoria, além da carência (ou tempo mínimo de contribuição) é o valor pago de benefício. A aposentadoria integral significa um pagamento de 100% do benefício; e a proporcional, como diz o nome, é proporcional ao tempo de contribuição que pode variar de 70% a 95%.

Mas, vale salientar que embora a aposentadoria seja integral, em alguns casos não será pago os 100% do salário de benefício. O cálculo do salário de benefício é feito com base na média contributiva com limitação ao valor do teto contributivo (ou seja, o limite máximo da previdência) e com a aplicação do fator previdenciário (que é direcionado para no caso de aposentadoria por idade e por tempo de contribuição). O fator previdenciário é aplicado de forma facultativa para a aposentadoria por idade, somente sendo aplicada se for para beneficiar o trabalhador.

Algo para se salientar também é que para quem for pedir aposentadoria por tempo de contribuição, não precisa comprovar idade mínima, apenas o tempo de contribuição. Diferentemente acontece com a aposentadoria integral que exige uma idade mínima (60/65 anos) para isso, além do tempo mínimo de contribuição (180 contribuições mensais).

Existe também uma diferença  entre os funcionários públicos federais que exigem para aposentadoria integral idade mínima de 60/55 anos (homem e mulher respectivamente).

Tabela Cálculo Aposentadoria integral INSS

Veja abaixo a tabela com o cálculo da aposentadoria integral para os próximos anos, conforme Regra 85/95 Progressiva do Governo Federal:

Pessoas do sexo feminino Pessoas do sexo masculino
Até 30 de dezembro de 2018 85 95
De 31 de dezembro de 2018 a 30 de dezembro 2020 86 96
De 31 de dezembro de 2020 a 30 de dezembro de 2022 87 97
De 31 de dezembro de 2022 a 30 de dezembro de 2024 88 98
De 31 de dezembro de 2024 a 30 de dezembro de 2026 89 99
De 31 de dezembro de 2026 para além. 90 100

Caso tenha mais alguma dúvida, acesse o site da Previdência Social e tenha diversas informações a respeito da aposentadoria integral INSS.

Contribuinte Individual – Recolhimento

Recolhimento Contribuinte Individual INSS – Pagar Mensal, Retroativo e em Atraso

Existem três tipos de contribuintes da Previdência Social: o Contribuinte Individual, o contribuinte Facultativo e o Doméstico. Estaremos falando aqui em especial do Contribuinte Individual, que é aquele que tem renda pelo trabalho, sem estar na qualidade de empregado. Confira mais informações sobre como funciona o Recolhimento para o Contribuinte Individual.

contribuinte-individual-inss

Sobre o Recolhimento, caso o Contribuinte Individual preste serviço apenas para empresas, sofrerá este o desconto devido ocasião do recebimento pelo serviço que foi prestado, sendo assim a empresa obrigada a repassar ao INSS o devido desconto, e neste caso, portanto, o contribuinte individual não será o responsável pelo recolhimento da sua contribuição do INSS.

O Contribuinte Individual do INSS no caso daquele tipo de que presta seus serviços a essas duas categorias: empresas e pessoas físicas, ao mesmo tempo, então deverá ser observado uma coisa – se nas contribuições, que sofrem desconto por parte das empresas, o limite máximo permitido por mês já foi atingido, porque caso esse limite não tenha sido atingido ainda, o contribuinte individual deve, por conta própria, fazer o recolhimento sobre os serviços prestados também a pessoas físicas até que se atinja o tal limite.

Se o contribuinte individual prestar serviços exclusivamente apenas para pessoas físicas, será ele que, por conta própria, deverá fazer o recolhimento de toda a sua contribuição, que deve ser calculada sobre o efetivamente recebido. Lembrando que nesse devem ser observados também os limites legais, que são representados pela base de cálculo da contribuição que no total não poderá ser inferior ao salário-mínimo, que atualmente está em R$- 622,00 desde 01/01/2012, assim como também não pode ser superior ao limite-máximo que é de R$- 3.916,20.

Para mais informações sobre todas as alterações que ocorreram no sistema de Recolhimento do Contribuinte Individual que pode ser pago mensal e retroativo acesse a página a seguir e saiba como pagar mesmo em atraso o recolhimento que já se encontra em vigor desde 01 de abril de 2003, confira: http://contabilizando.com/perguntaoci.htm.

Contribuinte Individual e Contribuinte Facultativo – Entenda as diferenças

Primeiramente é possível entender a situação do Contribuinte Individual, que é aquele considerado como autônomo, gera a sua própria renda e na maioria dos casos possui a sua própria empresa, a traves do regime MEI – Micro Empreendedor Individual. Estas pessoas trabalham para si mesmas, e geralmente prestam seus serviços de forma terceirizada para outras empresas.

Já o Contribuinte Facultativo é aquele que não possui sua empresa própria, não é um empregado com carteira assinada, mas ainda assim recebe uma renda mensal. Geralmente são aqueles jovens que possuem menos de 16 anos, os quais não podem trabalhar em regime CLT e também não podem ter empresas no seu próprio nome. Neste caso é possível mencionar como Contribuinte Facultativo aquela pessoa que recebe uma bolsa de uma instituição educadora, como estudante, ou trabalha como dona de casa, aquelas pessoas que prestam serviços sem vinculo, dentre outras.

Nestes casos, existe um padrão de contribuição para oINSS, que é de 20% do salario recebido pelos contribuintes facultativos. Já para o caso anterior, as pessoas podem fazer compensação de contribuição, em meses que recebem um rendimento maior em diferença de outros anteriores.

Com isso, saiba que se você não está trabalhando em regime de carteira assinada, ainda pode contribuir com o INSS e garantir sua aposentadoria junto à Previdência Social. Não deixe de conferir com estas entidades em qual dos casos se encaixa melhor a sua situação e comesse a contribuir com quem estará com você no futuro.

Melhor idade para se aposentar

Qual a melhor idade para se aposentar no INSS

Após uma vida inteira de lutas e superações, nada melhor para um idoso do que se aposentar e ter a tranquilidade de saber que todo mês você terá em sua conta um valor garantido para seu sustento. Mas, saiba que para tanto, é preciso saber qual é a melhor idade para se aposentar. Saiba agora mesmo quais os requisitos necessários e qual é a melhor idade para se aposentar.

melhor-idade-para-se-aposentar

Para um homem conseguir se aposentar, ele deverá ter 65 anos de idade e 35 anos de contribuição ao INSS, ou seja, ele deverá ter sido empregado durante 35 anos, já para uma mulher conseguir tirar a sua aposentadoria, ela deverá ter 60 anos de idade completos e 35 anos de contribuição para o INSS. Apenas para trabalhadores rurais, as regras para conseguir se aposentar diferem das normas gerais, ou seja, para o trabalhador rural, a idade mínima é de 60 anos de idade e para a trabalhadora rural, a idade é de 55 anos, isso por ser um trabalho mais pesado que pessoas idosas têm muita dificuldade em executar devido às limitações que os anos trazem.

Essa idade mínima exigida, é para que o aposentado consiga obter sua aposentadoria com o seu fator acima de 1 que dará à ele o direito de obter o benefício integral ou ganhar algum tipo de bônus em relação à média salarial de todas as suas contribuições. Caso o seu fator fique abaixo de 1, o seu benefício provavelmente será reduzido.

Para os trabalhadores de iniciativa privada, embora a possibilidade de conseguir uma aposentadoria melhor com o máximo vigente, seja muito tentadora, para obtê-la você terá ficar alguns anos a mais na ativa para conseguir um fator acima de 1 e ganhar a tão sonhada aposentadoria máxima do INSS. Nesse caso, a melhor idade para se aposentar, é quando você atinge mais de 40 anos de contribuição ao INSS e acima de 60 anos de idade.

Existem quatro tipos de aposentadorias, que tal conhecermos um pouco sobre cada?

A mais conhecida por nós é a aposentadoria por idade, sendo 65 anos para o homem e 60 para a mulher em âmbito urbano, e 60 anos para o homem e 55 para a mulher em âmbito rural, além disso, é necessário comprovar no mínimo 180 meses (15 anos) de trabalho.

Outra bem conhecida também é a aposentadoria por contribuição, sendo essa sem idade mínima para aposentadoria, porém, é necessário ter contribuído por pelo menos 30 anos para as mulheres e 35 para os homens.

Já a aposentadoria por invalidez, refere-se ao trabalhador que é incapaz de exercer quaisquer que sejam as atividades em prol do trabalho permanentemente. Esta pessoa pode ser reavaliada a cada dois anos pela perícia médica do INSS para verificação. Não se pode aposentar por invalidez quem começar a contribuir para a Previdência quando já portador de alguma doença ou lesão que o incapacite. Se este aposentado conseguir recuperar sua capacidade física ou mental, a aposentadoria deixa de ser paga.

E por fim, a aposentadoria especial. Esta é destinada a pessoas expostas a condições prejudiciais tanto a saúde quanto à integridade física.  Há a necessidade de laudo médico atestando que você esteve exposto a riscos durante o tempo trabalhado. Vale ressaltar que o tempo de contribuição dependerá do quão exposto ao perigo era o trabalhador durante a sua atividade.

Aposentadoria do Professor – Especial

Aposentadoria especial do Professor

A aposentadoria especial para carreiras de risco é um tipo de benefício que o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) disponibiliza, mas para ter acesso é necessário atender aos requisitos que são indispensáveis, os quais iremos detalhar aqui para que você possa entender um pouco melhor sobre esse benefício que está em tramitação no Poder Legislativo.

Os servidores públicos que exercem funções de risco podem solicitar o benefício de aposentadoria em um prazo de tempo menor que as profissões tradicionais, isso porque a atividade de risco pode comprometer a integridade física ou mental do trabalhador, o que concede a ele o direito de aposentar um pouco antes que as demais pessoas.

O primeiro passo é entender o funcionamento dessa aposentadoria e também quais são os requisitos cobrados para ter acesso a mesma, a partir daí é que você consegue ver se atende a esses pontos.

professor-aposentadoria

Regras Aposentadoria do Professor

Uma das profissões mais antigas do mundo tem aposentadoria com regime especial, estamos falando da aposentadoria do professor, que tem regras diferentes às demais. A grande vantagem da aposentadoria para os professores é a redução de 5 anos de contribuição para receber o benefício. Os professores precisam contribuir por 30 anos para a previdência social, e as professoras tem que ter no mínimo 25 anos de contribuição.

Mas para ter direito a receber esta aposentadoria especial, o professor terá que provar com documentos que realmente exerceu a profissão durante todo o período de contribuição. A Previdência Social só aceita documentos como prova, o depoimento de testemunhas não tem valor neste caso. Os documentos exigidos são, diploma de formação acadêmica e declaração autenticada da escola detalhando todos os anos trabalhados e a função desempenhada.

aposentadoria-especial-de-professor

A aposentadoria do professor mesmo tendo esse nome, se abrange a demais áreas da edução. Também tem direito de receber o benefício os profissionais diplomados que atuam como diretor de escola, coordenador de educação, supervisor ou secretário escolar. Para aqueles professores que iniciaram sua carreira quando era possível trabalhar sem diploma, outro documento pode ser apresentado para comprovar a legitimidade das atividades em sala de aula.

Mas a legislação para ter direito a aposentadoria especial do professor ainda conta com uma falha grave. Pois só tem direito a receber este benefício os professores que lecionam para escolas do ensino fundamental e ensino médio. Os professores que trabalham em faculdades e cursos particulares por exemplo, não tem direito a receber está aposentadoria especial. O que frusta muitos profissionais da educação. Já tramitam na câmara dos deputados em Brasilia alguns projetos para corrigir esta falha, mas nada ainda foi modificado neste sentido, alguns professores acabam entrando na justiça para ter o seu direito reconhecido, e receber a aposentadoria especial. Saiba mais acessando as novas regras de aposentadoria do Professor no INSS.

INSS Benefícios

Tudo sobre os Benefícios do INSS – Extrato, Consulta, Aposentadoria

Todos os empregados em regime CLT que trabalham em empresas ou prestam serviços para pessoas autônomas que possuem alguma empresa no seu nome, podem estar recebendo mensalmente um desconto referente ao valor do INSS, que é descontado do valor do salario bruto, uma pequena porcentagem, que é destinado à Previdência Social.

beneficios-inss

A Previdência Social oferece varias modalidades de benefícios além da aposentadoria. É uma instituição pública que tem como objetivo reconhecer e conceder direitos aos seus segurados.

A renda transferida pela Previdência Social é utilizada para substituir a renda do trabalhador contribuinte, quando ele perde a capacidade de trabalho, seja pela doença, invalidez, idade avançada, morte e desemprego involuntário, ou mesmo a maternidade e a reclusão.

Além de consultar o beneficio, dentro do Dataprev, que é a plataforma responsável por conter o extrato INSS, é possível consultar outras informações a respeito do pagamento do INSS, tais como datas do pagamento, tabelas e calendários, de forma simples e prática. A fim de facilitar os processos que anteriormente envolviam a visita a uma agencia da Previdência Social. Hoje, estas consultas presenciais são realizadas somente se exista algum problema com a consulta do benefício pela internet.

É importante manter-se atualizado sobre o extrato INSS para garantir que o mesmo tenha sido pago. Este serve tanto para aposentados e pensionistas, como para encostados por motivo de saúde, para as pessoas que recebem o auxílio doença, ou se você recebe pensão por morte.

inss-beneficios

Benefícios Previdenciários do INSS

Aposentadoria por idade

Aposentadoria por invalidez

Aposentadoria por tempo de contribuição

Aposentadoria especial

Auxílio- doença

Auxílio- acidente

Auxílio-reclusão

Pensão por morte

Salário-maternidade

Salário-família

O INSS nunca solicita dados, como o número de benefício, por e-mail, mas é possível fazer agendamento pela internet, mais informações sobre os requisitos e a documentação necessária para pedir as aposentadoria, estão disponíveis no site da Previdência, que também mantém atualizada a legislação do setor.

O importante é saber que a contribuição ao INSS funciona como um “seguro de vida”, pois quando houver necessidade o INSS poderá ser acionado e então o contribuinte resgatará consequentemente o valor necessário até sua reabilitação ao cotidiano de trabalho ou poderá se beneficiar de uma ajuda de custo (aposentadoria) por tempo indeterminado.

No entanto, muitas destas pessoas possuem dúvidas referente ao pagamento deste beneficio, que é obrigatório para todos os empregados. Se o valor está sendo descontado do seu holerite, o mesmo deve estar sendo destinado à Previdência Social. Para tirar a dúvida de aqueles empregados sobre o pagamento do INSS, hoje é possível consultar o beneficio pela internet.

INSS Consulta Benefício

A consulta do beneficio do INSS pela internet pode ser feita de forma prática, sem precisar pagar nada por isso. A mesma é totalmente gratuita, e pode ser feito por qualquer pessoa que tenha todas as informações em mãos, tais como as mencionadas anteriormente.

Não perca mais tempo com locomoções e com filas intermináveis nas agencias da Previdência Social, consulte hoje mesmo o pagamento do seu INSS a traves da internet e imprima seu extrato no conforto de sua casa! Na maioria dos casos, não existe nenhum problema com os dados gerados pelo sistema, mesmo assim, é importante estar obtendo este mesmo extrato pelo banco pelo qual é realizado o pagamento, e que pode ser informado nesse próprio extrato gerado online.

Acesse: Consultar Extrato Benefícios INSS

Perícia Médica Eletrônica INSS pela internet

Marcar Perícia Médica Eletrônica INSS Online

Muitos servidores do INSS precisam passar por perícias médicas para que seu benefício seja validado periodicamente. No caso, sempre é um transtorno para esses servidores terem que se deslocar para uma agencia do INSS mais próxima. Ainda mais que esses beneficiários do INSS tiveram se afastar do serviço por motivos de saúde. Veja mais informações sobre a perícia médica eletrônica do INSS que pode ser feita pela internet.

pericia-medica-eletronica-inss

A Previdência Social anunciou recentemente que abriu sistema de atendimento eletrônico para a perícia médica do INSS que já está disponível em algumas localidades no Brasil.

A perícia médica eletrônica do INSS é um novo serviço do instituto Nacional do Seguro Social que está implantando um sistema para facilitar os atendimentos aos beneficiários do INSS de alguns tipos de benefícios que precisam passar por perícia médica. O mesmo serviço disponibilizará de atestado médico de até 60 dias para aqueles trabalhadores impossibilitados de voltarem aos seus trabalhos.

Essa nova ferramenta eletrônica do INSS permite agilizar e também desafogar a demanda pela avaliação médico-pericial no qual alguns servidores tem que se submeter periodicamente. Esta avaliação é obrigatória para alguns beneficiários com finalidade de atestar sua incapacidade para o trabalho e que permite assim a concessão do auxílio-doença ou auxílio-acidente e verificar também a invalidez para o caso da aposentadoria por invalidez.

Então, para desafogar esse sistema, o INSS implantou este meio eletrônico de atestar seu afastamento do trabalho. Funciona da seguinte maneira: funciona para aqueles que estão afastados o trabalho por até 60 dias e no caso, o beneficiário poderá escolher o médico de sua preferência, desde que este tenha certificação digital fornecida pelo Conselho Regional de Medicina (CRM). Nesse caso, o médico credenciado deverá enviar o laudo de forma eletrônica para o INSS e o segurado terá que ir a uma agência do INSS para assinar o termo do benefício.

A intenção dessa forma eletrônica de perícia medica do INSS online é desafogar em até 15% das perícias realizadas em todo o país, sendo que os pontos mais delicados no número de perícias são os Estados de São Paulo, Pará e a região Sul. Hoje em dia, o INSS realiza cerca de 30 mil perícias diárias no país e esse sistema vem para facilitar também todo o processo, tanto para a autarquia como para os segurados.

agendamento-pericia-medica-previdencia-social

Agendamento de Perícia Médica Previdência Social

No dia da realização da pericia, é necessário que leve seus documentos pessoais e sua documentação que possui referente ao processo de obtenção do auxílio. Toda esta avaliação será feita referente à sua documentação e referente à sua situação física ou emocional que esteja impedindo você de voltar ao seu emprego do qual está atualmente afastado.

Para agendar acesse: Marcar Perícia INSS

Não é somente nesse auxilio doença que será necessário realizar pericias da Previdência Social, para este órgão, existem inúmeros outros benefícios que podem precisar deste agendamento. Basta consultar no site mencionado que poderá verificar uma lista de outros possíveis afastamentos. Somente no caso da aposentadoria é necessário apenas um agendamento para avaliação da documentação, o restante precisa ser avaliado pelo órgão como uma espécie de auditoria, para verificar se o beneficiado está mesmo precisando do auxilio doença e do recebimento do valor dos benefícios.