INSS Reabilitação Profissional – Tempo

Reabilitação Profissional do INSS Quanto Tempo Dura

Um dos mais importantes programas da previdência é a reabilitação profissional do INSS. Através desse programa pessoas que foram afastadas de suas funções por incapacidade podem voltar ao trabalho. O INSS oferece a essas pessoas tratamento, acompanhamento e cursos profissionalizantes, de forma que os segurados tenham condições de voltar ao mercado de trabalho.

reabilitacao-profissional-inss

Reabilitação profissional do INSS – Como funciona?

Reabilitar é “habilitar para realizar outra atividade”, ao menos nesse conceito que engloba o INSS. É uma tentativa de criar e estimular novas aptidões por parte do trabalhador, para que ele realmente possa continuar ativo, contribuindo com o INSS e com a sociedade.

O que muita gente se pergunta é como funciona a reabilitação profissional do INSS. Afinal de contas, trata-se de um programa muito pouco comentado, principalmente na mídia. Através de parcerias com entidades de ensino e instituições de saúde, a reabilitação acontece por meio de profissionais das áreas de medicina, fisioterapia, psicologia, psiquiatria e muitas outras.

Tempo de espera para reabilitação profissional

Você deve estar se perguntando: “mas qual é o tempo de espera para a reabilitação profissional do INSS?”. A reabilitação profissional do INSS tem tempo determinado, com base no caso específico de cada um dos segurados que desejem participar do programa. Em alguns casos a reabilitação ocorre em menos de dois meses. Em outros o tempo de espera para reabilitação profissional pode durar até dois anos. Tudo depende da gravidade do motivo que levou o segurado a se afastar das atividades.

O INSS paga a reabilitação profissional em sua totalidade, arcando com todos os recursos necessários para que as pessoas realmente consigam ingressar no mercado de trabalho e desenvolver uma atividade profissional. Isso inclui o tratamento médico e hospitalar, cursos profissionalizantes e terapia junto de profissionais especializados.

inss-reabilitacao-profissional

Quanto tempo dura a reabilitação profissional do INSS

Se você está se perguntando quanto tempo dura a reabilitação profissional do INSS, uma boa ideia é comparecer até uma das agências e explicar o seu caso. A reabilitação acontece por ordem de solicitação, mas existem algumas prioridades. Pessoas que estejam em período de auxílio-doença, por exemplo, têm preferência no programa de reabilitação do INSS.

A reabilitação profissional do INSS é um direito de todos aqueles que foram afastados do trabalho em razão de doenças ou até mesmo acidentes. Pessoas que passam por isso têm grande dificuldade de voltar ao mercado de trabalho. Por isso esse programa de reabilitação do INSS é tão importante.

Informações sobre reabilitação profissional do INSS

Se ainda restou alguma dúvida sobre reabilitação profissional, entre em contato com o INSS:

  • Por meio do telefone 135, com ligação gratuita, das 7h às 22h, de segunda à sexta;
  • Vá até um posto do INSS mais próximo da sua casa.

Lembre-se: informe-se sobre os seus direitos e garantias como cidadão. Não deixe a reabilitação profissional do INSS ficar de lado. Esse é um passo muito importante para a sua reinserção no mercado de trabalho, até para que tenha outras oportunidades e possa crescer pessoal e profissionalmente.

INSS Como Regularizar as Contribuições

Regularizar as Contribuições do INSS

Estar em dia com a previdência social é fundamental para você que não quer correr o risco de perder os benefícios. Afinal de contas, todo mundo quer aposentar, poder contar com o auxílio doença se for necessário etc. Aprenda agora mesmo a regularizar as contribuições do INSS. Pague todos os débitos em atraso e fique tranquilo com relação aos benefícios previdenciários.

regularizar-contribuicoes-inss

A contribuição para a previdência é um valor que os trabalhadores pagam mensalmente, que serve como base para o cálculo da aposentadoria e demais benefícios da seguridade social. Se você está em débito com a previdência, descubra como regularizar contribuições atrasadas no INSS. O processo é muito simples, de modo que em poucos passos você estará livre dessa obrigação.

Você pode regularizar o INSS autônomo ou o INSS empresa. Tanto faz. O importante é saber que você fará isso com acréscimos e com juros, o que pode pesar um pouco no bolso. Esse valor, no entanto, poderá ser parcelado (ou em prestações), o que pode possibilitar o pagamento do INSS e o retorno dos seus benefícios, assim que conseguir quitar a dívida.

Quem não precisa regularizar INSS?

São as seguintes pessoas que não precisam regularizar o INSS:

  • Trabalhadores rurais que atuam antes de 1991
  • Trabalhador autônomo que prestou serviços a empresas
  • Quem era informal, ou seja, que não tinha carteira assinada.

Quem pode pagar INSS com atraso?

Não é todo mundo que pode pagar o INSS em atraso. São eles:

  • Quem contribui facultativamente com o INSS
  • Quem atua como profissional autônomo e paga INSS.

Regularizar INSS pela internet

É possível regularizar as contribuições do INSS pela internet. Isso mesmo, com a revolução das ferramentas digitais tudo ficou mais fácil. Você nem precisa ir até uma agência da previdência social para pagar as suas dívidas com esse órgão. Acesse agora mesmo o site da previdência e siga alguns passos simples.

A Guia da Previdência Social, também conhecida pela sigla GPS, é o documento através do qual você regularizar as contribuições e pagar o INSS. Para ter acesso a esse documento, basta acessar o site da previdência e preencher um formulário com os seus dados junto ao órgão.

regularizacao-inss-em-atraso

Como regularizar INSS com atraso

A regularização das contribuições no site do INSS é muito fácil. Em poucos minutos você terá acesso ao valor total em atraso, bem como os juros e multas que foram aplicadas ao longo do tempo. Ao fim do procedimento você terá a opção de imprimir a Guia da Previdência Social para pagamento.

No entanto, tenha em mente se o seu INSS está:

  • Prescrito: dívidas com mais de 5 anos, por meio da comprovação de ao menos uma contribuição antes dessas que não foram pagas.
  • Não prescrito: é bem mais simples de regularizar e quitar os débitos com o INSS.

Fique em dia com a seguridade social e não perca os seus benefícios. Fazer a regularização das contribuições do INSS é a melhor forma de ficar com a consciência tranquila e aproveitar as vantagens quando precisar!

Aposentado não paga IPTU?

Isenção de IPTU para Aposentados

O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) é um tributo de incidência nacional. Via de regra, todos os brasileiros que possuem propriedade em zona urbana devem pagar esse imposto anualmente. Uma das grandes dúvidas existentes na sociedade brasileira é se aposentado tem que pagar IPTU.

isencao-iptu-aposentados

O IPTU é um imposto que pesa no bolso, pois é calculado com base no valor da propriedade. E por se tratar de um tributo cobrado uma única vez, no começo de cada ano, costuma assustar os contribuintes. O que ocorre é que em muitas cidades os aposentados não pagam IPTU. Muitos administradores públicos, no caso os prefeitos, aplicam a chamada isenção fiscal.

O objetivo disso é auxiliar os idosos, que geralmente tem gastos altos com saúde (e outros), por exemplo, nessa fase da vida.

Aposentados Isenção de IPTU

Com a isenção, os aposentados não precisam pagar o IPTU, ficando livres dessa obrigação tributária. Isso é ótimo para os aposentados, já que esse tributo costuma ser bem caro. Mas atenção, existem algumas regras e requisitos para o aposentado deixar de pagar IPTU. Se algum dos requisitos não for preenchido, o aposentado deverá arcar com o imposto.

Requisitos para aposentado não pagar IPTU

Para começar, sendo o Imposto Predial e Territorial Urbano incidente sobre a propriedade, é indispensável que o bem esteja em nome do aposentado. Além disso, o aposentado não paga IPTU apenas quando possui apenas um imóvel na mesma cidade. Caso você seja aposentado, mas tenha mais de um imóvel, terá que pagar normalmente.

Por que aposentados não pagam IPTU?

Agora, se você está se perguntando por que aposentados não pagam IPTU, saiba que essa é uma questão política. Os legisladores brasileiros escolheram dar isenção para os aposentados por considerar que essas pessoas já contribuíram muito ao longo da vida. Dessa forma podem aproveitar melhor o dinheiro da aposentadoria.

Se você é aposentado e se enquadra nos critérios apresentados, pare de se preocupar com esse tributo. Procure agora mesmo a administração pública da sua cidade para solicitar a isenção do IPTU para aposentados. Faça valer esse direito!

aposentado-nao-paga-iptu

Quem mais não precisa pagar IPTU?

Além dos idosos com 65 anos ou mais, quem não precisará pagar IPTU vai depender do seu município e das leis nele existentes. Em algumas cidades do País, pessoas com câncer, ex-combatentes da segunda guerra mundial, imóveis de até R$ 150 mil reais, clubes de futebol, aposentados e pensionistas do INSS com mais de 65 anos e muitas outras “categorias” de pessoas não precisarão pagar IPTU.

Como pedir isenção IPTU aposentado

Para pedir a isenção do IPTU para idoso ou demais pessoas que tenham direito nesse sentido, geralmente, o que você deve fazer é levar documentos como RG, CPF, comprovante de propriedade do imóvel, comprovante de residência até a Prefeitura do seu Município e fazer o pedido de isenção.

Para quem está “antenado” na era digital, também poderá aguardar a abertura de prazos para fazer o procedimento online, nos sites das prefeituras. Fique atento e garanta todos os seus direitos!

Auxílio Doença para Aposentados

Aposentados tem Direito a Auxílio Doença?

A previdência social é conhecida por disponibilizar aos seus segurados uma série de benefícios, entre eles aposentadoria e auxílio-doença. Mas será que o aposentado tem direito ao auxílio doença? Essa é uma das maiores dúvidas de quem se aposentou ou pretende aposentar, mas deseja continuar trabalhando.

aposentado-tem-direito-a-auxilio-doenca

Aliás, hoje é muito recorrente ver aposentados que continuam trabalhando. Isso porque o valor da aposentadoria não costuma cobrir gastos mínimos, como casa, comida, roupas, medicamentos, plano de saúde, dentre outros.

Desse modo, muitas pessoas que deveriam estar descansando ou passeando e aproveitando a “melhor idade” são obrigadas a voltar a trabalhar para conseguirem manter o seu próprio sustento.

Com isso, é quase que muito recorrente que se tenha dúvidas sobre como funciona a “vida” do aposentado perante eventuais direitos trabalhistas e previdenciários, caso venha a precisar no futuro.

Auxílio doença para Aposentados

O auxílio-doença é um benefício pago para as pessoas que fiquem incapacitadas para o trabalho, seja por acidente ou moléstia. A questão é que o aposentado perde o auxílio doença assim que se aposenta. Dessa forma, se você aposentado resolver continuar trabalhando, correrá todos os riscos. Caso seja acometido de alguma doença ou se acidente, não receberá nada de auxílio por parte da previdência.

Isso ocorre porque o segurado já está recebendo um benefício previdenciário, qual seja, a aposentadoria. Para que não exista acúmulo de benefícios de forma concomitante, o INSS exclui a possibilidade essa possibilidade. Dessa forma o aposentado não pode receber auxílio doença. Essa medida visa conter os gastos com a previdência, estabelecendo que apenas um benefício pode ser pago a cada um dos segurados.

auxilio-doenca-aposentado

Empregado aposentado afastado por doença: é possível?

Caso o aposentado esteja trabalhando e fique incapacitado, receberá apenas os valores pagos pelo empregador nos primeiros quinze dias. Após esse período, estará desprotegido, já que já goza da aposentadoria. Nesse sentido, se você é aposentado e escolher continuar trabalhando, perderá esse benefício. Aposentado que trabalha perde o auxílio doença.

Isso é uma grande desvantagem para quem está aposentando ou já se aposentou. Se esse é o seu caso, tome muito cuidado, pois não terá suporte extra da previdência caso perca a capacidade para o trabalho. Nada pode ser feito para evitar a perda do auxílio doença de aposentado, pois trata-se de uma questão jurídica.

Se você é aposentado, mas pretende continuar na ativa, tenha em mente essa questão. Talvez não seja uma boa opção continuar trabalhando, já que se você precisar de suporte, não terá o auxílio-doença.

Aposentado precisa pagar INSS?

Sim, aposentado que continua na ativa precisa pagar INSS. Mesmo assim, a jurisprudência vai no sentido de que ainda que o aposentado que trabalhe seja obrigado a pagar INSS, ele não terá direito ao auxílio-doença.

Se tiver alguma dúvida quanto aos seus direitos trabalhistas e previdenciários, procure um advogado especializado para saná-las. Esse profissional é o mais capacitado para responder às suas questões, até porque a análise dependerá muitas vezes de cada caso.

Idade Idoso 60 ou 65 anos?

Qual a idade do idoso?

Um dos assuntos que ainda não é pacificado no direito brasileiro diz respeito a idade inicial para que uma pessoa seja considerada idosa. Se você está em dúvida se uma pessoa é idosa aos 60 ou 65 anos, temos algumas informações que você precisa levar em consideração. Afinal de contas, saber se uma pessoa é idosa ou não é muito importante para receber vários benefícios sociais, por exemplo.

idoso-60-ou-65-anos

Se você já procurou pela solução desse dilema em textos legais, deve ter percebido que a lei brasileira não dá uma resposta clara. A Constituição brasileira diz em alguns pontos que idoso é toda pessoa acima de 65 anos. No Estatuto do Idoso, por sua vez, a idade mencionada é de 60 anos. Afinal de contas, a idade do idoso é 60 ou 65 anos?

Estatuto do idoso direitos

No senso comum, considera-se idosa a pessoa que já está “cansada da vida”, o que muitas vezes não é uma verdade. Ou “que já viveu bastante e hoje já não consegue desenvolver com precisão todas as atividades do dia a dia”. Mas existe um movimento muito forte, principalmente no meio artístico, no sentido de mostrar que idoso pode sim ter energia. A lei, por outro lado, preferiu colocar uma idade exata. Mas acabou não deixando claro se a pessoa se torna idosa aos 60 ou 65 anos.

E esse dilema está afetando muita gente. Talvez seja o seu caso, estar nessa idade e não saber se é ou não considerado idoso pelo direito brasileiro. Saber se a idade do idoso é 60 ou 65 anos não é possível com base numa leitura dos textos legais. Mas, via de regra, predomina o número previsto no Estatuto do Idoso, por ser um documento mais específico.

Dessa forma, para efeitos legais a dúvida se a idade do idoso é 60 ou 65 anos é resolvida com base no princípio da especificidade. O Estatuto do Idoso, por ser exclusivo para essa categoria, é predominante, logo, o idoso é a pessoa que tem a partir de 60 anos.

Estatuto do Idoso

estatuto-do-idoso

Idoso 60 anos ônibus

Outra questão bem duvidosa é sobre ônibus. A Constituição Federal diz que idosos a partir de 65 anos podem andar de ônibus coletivo intermunicipal gratuitamente. Porém, também nesse caso, é válida a idade de 60 anos.

Aliás, para quem não souber, empresas de transporte interestadual são obrigadas por lei a oferecem passagens para idosos pela metade do preço ou, ainda, de graça, conforme a renda “por cabeça” do idoso.

idoso-onibus

Verifique junto à empresa de ônibus desejada qual é o procedimento para pedir passagem de ônibus mais barata ou de graça para idosos.

Se tiver alguma dúvida ou se sentir lesado, procure o Ministério Público da sua região para fazer denúncias na Promotoria do Idoso, a qual é específica para apurar a prática de crimes praticados contra o idoso.

Se você é idoso ou conhece algum, repasse essas informações, para que ninguém seja privado dos seus direitos.

Idoso pode Vender Imóvel?

Venda de Imóveis por Idosos

Uma grande dúvida existente na sociedade é sobre a capacidade dos idosos para a prática de atos civis, como a compra e venda de imóveis.

idoso-pode-vender-imovel

Será que um idoso pode vender imóvel? Com o passar dos anos vamos perdendo a energia da infância e da juventude. A pele fica ressecada, os músculos perdem força e a nossa visão começa a ficar ruim. Mas muitos idosos continuam com todas as faculdades mentais intactas!

Se você quer saber se um idoso pode vender imóvel, é preciso que tenha alguns conceitos básicos em mente. Para começar, idosos são “pessoas como todas as outras”. Eles têm os mesmos direitos que qualquer cidadão, podendo comercializar produtos, fazer transações financeiras, pegar empréstimos e muito mais.

Capacidade legal do idoso

O que deve ser observado para saber se uma pessoa pode ou não alienar imóveis é se ela, no momento da venda, goza de capacidade para tal. E isso vale para todos, jovens e idosos. Ter capacidade significa estar em pleno gozo de todas as faculdades mentais. Dessa forma um idoso pode vender imóvel sozinho, desde que esteja lúcido e possa expressar sua vontade de forma clara.

Se engana quem pensa que idoso precisa de autorização para vender imóvel. Esse tipo de pensamento leva em consideração que todos os idosos são “gagás”, o que não é verdade. Existem adultos fazendo negócios muito mais arriscados do que idosos e perdendo verdadeiras fortunas por não saber investir!

Até que idade o idoso responde por seus atos?

Os idosos não podem vender imóvel apenas quando demonstrem falta de discernimento. Ou seja, quando estiverem incapacitados psicologicamente para a realização de negócios jurídicos. E mesmo assim essa situação deve ser comprovada em juízo.

A legislação brasileira protege os idosos contra as ingerências de terceiros, principalmente de seus descendentes. Muita gente tenta impedir os idosos de disporem dos próprios bens. Saiba que um idoso pode vender imóveis quando quiser.

Digamos, por exemplo, que uma pessoa se questione: “tenho 70 anos, posso vender meus bens?”.

Sim, a princípio, poderá vender os bens. Mas há alguns pontos a serem considerados para a prática de atos da vida civil pelo idoso:

  • Casamento de idoso só poderá ser realizado por separação total;
  • Venda de bens imóveis, independentemente da idade, dependerá de aval do cônjuge (a isso se dá o nome de outorga uxória – pela mulher – ou outorga marital – pelo marido).
  • Alguns juízes já proferiram decisões no sentido de que, por conta de idade mais avançada, por exemplo, haveria uma presunção de que o idoso não teria discernimento suficiente para fazê-lo. Contudo, esse entendimento não é unânime, ou seja, nem todos os juízes pensam assim.

Idoso pode doar seus bens?

Qualquer pessoa pode doar seus bens, sem levar em consideração a idade. No entanto, caso haja filhos, por exemplo, e a doação seja destinada a um destes, os demais deverão concordar, sob pena de anulação da doação perante o Juiz.

E aí, tirou as suas dúvidas sobre se idoso pode vender imóvel? Se ainda persistir alguma questão, não hesite em contatar um advogado, ele é a melhor pessoa para lhe auxiliar em relação ao seu caso.

Renovação de Senha Bancária Previdência Social

Previdência Social Renovação de Senha Bancária

Um dos maiores problemas enfrentados pela previdência social é o grande número de fraudes. Pessoas que recebem pagamentos em nome de outras que já faleceram. Para tentar blindar esse tipo de coisa, a previdência passou a exigir a prova de vida e renovação de senha bancária. Descubra agora tudo sobre essa exigência.

revalidar-senha-prova-de-vida-inss

Fazer a renovação de senha bancária é obrigação de todas as pessoas que recebem benefícios previdenciários. Essa foi a forma encontrada pela previdência social para diminuir o número de pessoas má intencionadas. Você, beneficiário, precisa constantemente provar que está vivo. Isso mesmo, deve comparecer ao banco para mostrar que você ainda está vivo para continuar recebendo os benefícios!

Como fazer a renovação de senha bancária

Muitas pessoas se perguntam como funciona a prova de vida e renovação de senha bancária. Afinal de contas, como alguém pode provar que está vivo? Parece brincadeira, mas isso é verdade. E a previdência olha esse procedimento com muita seriedade, pois ele ajuda a conter o número de golpes nos cofres previdenciários.

Para fazer essa prova, você deve comparecer até o banco onde recebe os benefícios. O próprio banco é que estabelece as datas e prazo para a prova de vida e renovação de senha bancária da Previdência Social.

No período correto, compareça na sua agência bancária, portando documento de identidade original, com foto recente. Seja Banco do Brasil, Itaú, CEF, Bradesco, não importa, a prova de vida é essencial para que você continue recebendo os benefícios.

Além da prova de vida através do documento, você também deverá renovar a senha. Esse procedimento, apesar de estranho, funciona para garantir que pessoas não se passem por você, por exemplo. Daí a importância de estar sempre em dia com a prova de vida e renovação de senha bancária do INSS.

Como fazer prova de vida pela internet

Infelizmente não há como fazer a prova de vida pela internet. No entanto, pode ser feita a prova de vida e renovação de senha bancária por meio de um procurador (pessoa que tenha a sua procuração), o qual pode fazer todo o procedimento por você.

No entanto, isso serve para pessoas que não podem se deslocar ou que vivem no exterior. Ou seja, não é todo mundo que pode fazer prova de vida por procuração.

Consulte agora mesmo o seu banco e confirme que você está vivo para continuar recebendo seu benefício previdenciário.

renovacao-de-senha-bancaria-previdencia-social

Prazo para prova de vida Previdência Social

Em regra, o INSS abre prazos para fazer prova de vida na agência bancária onde se recebe o benefício. Assim, tenha atenção quanto a esse período e não deixe de cumprir a prova de vida no banco.

Do contrário, sem a prova de vida, seu benefício pode ser bloqueado ou suspenso por prazo indeterminado.

Ficou alguma dúvida? Acesse o site da Previdência Social e saiba como fazer prova de vida e alteração de senha bancária no INSS.

Novo Cálculo Aposentadoria Reforma da Previdência

Reforma da Previdência Novo Cálculo Aposentadoria

Um dos assuntos mais comentados do momento é o novo cálculo da aposentadoria na reforma da previdência. Os valores tendem a piorar com a reforma, o que prejudica o trabalhador. Fique por dentro de como essa mudança afetará o seu benefício previdenciário. Descubra como funcionará o novo cálculo aplicado pelo governo.

reforma-da-previdencia-novo-calculo

Se você está se perguntando como funcionará a aposentadoria nos próximos anos, é importante se informar sobre as propostas de reforma que tramitam no país. De acordo com o texto legal, a reforma da previdência tem novo cálculo de aposentadoria. Isso significa que agora você, trabalhador, terá que esperar bem mais para se aposentar.

Essa situação tem causado apreensão, medo e muita revolta por parte dos beneficiários do INSS. Entretanto, segundo alguns especialistas, essa é uma medida que deve ser tomada em algum momento, em vista de um suposto “rombo no INSS”.

Polêmicas à parte, vamos saber mais sobre o novo cálculo da aposentadoria.

O que é o novo cálculo da aposentadoria

O novo cálculo da aposentadoria na reforma da previdência é uma medida do governo para conter os gastos. Ao pagar menos aos trabalhadores, o governo terá condições de continuar oferecendo serviços públicos.

Mas é importante que você saiba que muitos especialistas questionam essa reforma. De acordo com economistas, não há necessidade de tirar do bolso dos trabalhadores. Por isso, fique de olho!

Desde já, salienta-se que a intenção do governo era criar um limite máximo para o benefício que cada pessoa pode receber com base no novo cálculo de aposentadoria. Isso equivaleria a 50% do importe realizado como contribuição por um beneficiário.

Além disso, seria acrescido 1% a cada 12 meses de pagamento ao INSS pelo segurado, se considerado o novo cálculo de aposentadoria do INSS.

Como funciona o novo cálculo da aposentadoria

Quem sonha em aposentar cedo vai se decepcionar com a reforma da previdência. Com a mudança, a aposentadoria integral só será devida ao trabalhador que somar 40 anos de contribuição. O novo cálculo da aposentadoria pela previdência vai prejudicar muitas pessoas. Conheça agora mesmo tudo que prevê a reforma e lute para que seus direitos não sejam cortados.

Se você decidir requerer a aposentadoria mais cedo, ou seja, antes de somar 40 anos, receberá um valor mais baixo. Nesse sentido, a reforma vai acabar obrigado os trabalhadores a protelar o pedido de aposentadoria. Você terá que trabalhar muito antes de poder receber o valor integral. Isso é o que prevê a mudança no cálculo da aposentadoria pela reforma da previdência.

novo-calculo-aposentadoria-reforma-da-previdencia

Considerando que ainda não há nada que seja realmente sólido quanto ao novo cálculo de aposentadoria da previdência, é bom ficar atento para saber como isso te afeta.

Muitas pessoas entenderam que o novo cálculo da aposentadoria funcionará “para a pior” caso seja aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo Presidente da República. Mas é bom lembrar que a reforma da Previdência Social é totalmente necessária para o bom funcionamento do sistema.

Tem alguma dúvida sobre o novo cálculo da previdência social? Acesse o site do INSS e saiba tudo o que precisa saber a respeito nas novas alterações do cálculo da previdência social.

Débito Automático de GPS

Como funciona o débito automático de GPS

Se você precisa efetuar o pagamento da Guia da Previdência Social (GPS), fique atento. Uma das possibilidades é programar o débito automático de GPS diretamente no banco. Isso garante conforto e comodidade, já que não será preciso mais ir até o banco todos os meses para realizar o pagamento.

debito-automatico-gps

O débito automático de GPS funciona de forma prática, diminuindo a burocracia existente no pagamento. Seja você um empresário, um contribuinte facultativo, individual ou segurado especial, poderá programar os pagamentos. O procedimento é incentivado pela própria Previdência Social, uma vez que dessa forma o pagamento é garantido.

Assim que você solicitar o débito automático do GPS, o valor devido passará a ser descontado da sua conta bancária todos os meses. Fuja de filas e burocracia, programe agora mesmo o seu pagamento. Todo contribuinte conhece a dificuldade que é ter que comparecer todos os meses a um banco ou caixa lotérica para efetuar o pagamento. Nesse sentido, o débito automático de GPS é bom para quem deseja comodidade.

Solicitação de débito automático de GPS INSS

Para começar a desfrutar desse benefício oferecido pela previdência social, você deve comparecer a uma agência bancária de sua preferência.

Procure o seu banco e se informe sobre como funciona o débito automático de GPS. Os funcionários do banco te passarão todas as coordenadas e você poderá programar o débito automático de forma imediata. Todo o processo também pode ser feito online, pela internet, de forma rápida e gratuita.

Assim que você solicitar o débito automático do GPS, poderá parar de se preocupar com o pagamento, pois todos os valores serão descontados automaticamente. Tenha sempre a consciência de que é preciso ter dinheiro em conta para não ficar em débito com o banco.

gps-debito-automatico-inssv

Benefício de GPS débito automático

Não sabe qual é o benefício do GPS em débito automático? O maior deles é que você não vai esquecer jamais de pagar o INSS. Pelo contrário. Sem nem perceber, o pagamento sairá automaticamente da sua conta bancária, sem dor de cabeça.

Geralmente você terá que programar juntamente com o seu banco a data em que o pagamento da contribuição GPS débito automático vai cair na sua conta.

É importante que você mantenha sempre um saldo na sua conta, já que o GPS débito automático só vai cair se houver recurso na sua conta bancária. Do contrário, o pagamento do GPS não será feito e você correrá sérios riscos de ter problemas se precisar de algum benefício do INSS.

Além disso, o comprovante de pagamento vai sempre poder ser consultado na sua conta. Se você tem o costume de perder comprovantes de pagamentos, essa é mais uma das vantagens do GPS em débito automático.

Se uma parcela não estiver paga, poderá ter alguns dos seus benefícios cortados pelo INSS e ficar desprotegido em um momento em que mais vai precisar de apoio do Governo Federal.

Achou essa ideia interessante? Programe o débito automático de GPS pela internet agora mesmo e aproveite!

Benefícios para Desempregados Previdência Social

Previdência Social Benefícios para Desempregados

O número de pessoas desempregadas no Brasil não para de crescer. Isso por culpa da crise econômica que está afetando a economia. Se você está nessa situação, saiba que desempregados têm benefícios na previdência social. Dessa forma você pode contribuir para a previdência e garantir os seus direitos.

beneficios-para-desempregados-previdencia-social

Descubra os benefícios dos desempregados na Previdência Social

Os benefícios dos desempregados na previdência social existem para garantir às pessoas o mínimo de segurança. Afinal de contas, quem está desempregado sofre com a falta de recursos para sobreviver com dignidade. Sem esses benefícios os desempregados estariam abandonados à própria sorte.

São benefícios dos desempregados no INSS:

  • Salário-maternidade
  • Auxílio-doença

E, não é só isso. Os dependentes do segurado desempregado receberão, se for o caso, pensão por morte e auxílio-reclusão.

Muitas pessoas acham que não terão direito a esse tipo de benefícios e acabam “perdendo” a chance de recebê-lo, especialmente quanto ao auxílio-doença para desempregado.

INSS desempregado recolhimento

Para permitir que os desempregados pudessem continuar contribuindo para a previdência, criaram a figura do contribuinte facultativo. Dessa forma, mesmo que você esteja sem um emprego formal, poderá pagar uma alíquota mensal e garantir os benefícios. Você pode requerer os benefícios de desempregados na previdência social se continuar contribuindo.

Para isso, você deve fazer o recolhimento do valor todos os meses. Trata-se de uma taxa de até 20%, sendo que você pode escolher contribuir apenas com o mínimo de 11%. Ao realizar o pagamento em dia você terá direito ao auxílio doença, aposentadoria e muitas outras vantagens trabalhistas. Isso porque a previdência social paga benefícios aos desempregados.

Compareça agora mesmo a uma das agências da previdência mais próximas de você e exija seus direitos. Estar desempregado é sempre ruim, principalmente sem o suporte do Governo. Comece a recolher as contribuições para receber os benefícios da previdência social para desempregados. Você poderá inclusive se aposentar, mesmo sem estar trabalhando!

inss-desempregados

Os desempregados recebem benefícios da previdência social sempre que recolhem as contribuições. O pagamento deve ser realizado por você, todos os meses. Basta pagar um boleto com o valor devido para ser um dos beneficiários da previdência social.

Auxílio doença desempregado

O período de graça, ou seja, aquele em que o desempregado está coberto pelo INSS pode ser de 3 até 36 meses, o que será especificado de acordo com a hipótese de cada pessoa que pedir, por isso é bom consultar a Previdência Social antes.

Auxílio doença desempregado carência

O período de carência para pedir o auxílio doença desempregado pode variar:

  • Será de 12 meses caso labore com atividade não descrita pelo INSS;
  • Será de 24 meses no caso acima, caso colabore com mais 120 contribuições;
  • 12 meses depois do fim da incapacidade;
  • 6 meses depois que parar de contribuir, para o segurado facultativo.

Para o contribuinte facultativo, é só imprimir a guia de contribuição no site da previdência social, inserindo o número do PIS, por exemplo.

Valor da contribuição INSS desempregado

O valor do INSS do desempregado é de R$ 157,60, correspondendo a vinte por cento do salário mínimo nacional. Referência no salário mínimo de R$ 937,00, lembrando que todos os anos esse valor é atualizado.

Você pode optar, no entanto, pelo plano simplificado, por pouco menos de R$ 90,00 mensais. Entretanto, nesse caso não há possibilidade de aposentadoria por tempo de contribuição.

Se você ficou com alguma dúvida, contate hoje mesmo a previdência social pelo telefone 135 ou, ainda, vá até algum posto do INSS mais próximo de você.

Cálculo de Guia da Previdência Social – Carnê

Carnê GPS Guia da Previdência Social – Cálculo

A Guia da Previdência Social, também conhecida pela sigla GPS, é o meio pelo qual os contribuintes podem quitar suas contribuições. O que você talvez não saiba é que é possível fazer o cálculo de Guia da Previdência Social pela internet, de forma rápida e sem burocracia. Conheça tudo sobre esse procedimento agora mesmo.

gps-previdencia-social

Tanto os contribuintes facultativos, segurados especiais e contribuinte individual se utilizam da GPS. O carnê de Guia da Previdência Social pode ser gerado de forma prática, sem a necessidade do contribuinte se deslocar até uma agência física da previdência. Dessa forma você terá mais comodidade na hora de fazer o cálculo de Guia da Previdência Social.

Como fazer o cálculo de Guia da Previdência Social

Você pode obter agora mesmo o carnê de Guia da Previdência Social online. Isso mesmo! Seguindo algumas etapas simples qualquer pessoa pode consultar o carnê de contribuição e saber exatamente quanto precisará pagar mensalmente.

O recolhimento mensal das contribuições é fundamental para quem não quer perder os benefícios previdenciários.

Como funciona a Guia da Previdência Social

Se você ainda está se perguntando como funciona o cálculo de Guia da Previdência Social, saiba que tudo é muito prático.

Após acessar o site da previdência, preencha os campos com os seus dados cadastrais junto à esse órgão. Todo o processo para gerar o carnê de Guia da Previdência Social é automático. Não é preciso ter conhecimento técnico para fazer isso. Basta preencher algumas informações simples no site.

Guia da Previdência Social Emissão

Em poucos minutos você poderá emitir a Guia da Previdência Social pela internet, com todos os cálculos corretos. Não perca mais tempo, acesse agora mesmo a página da previdência social e faça a impressão da GPS.

Pagar as contribuições é essencial para ter os direitos previdenciários garantidos. E agora você, contribuinte, tem mais essa opção para tornar a sua vida ainda mais fácil.

Se você quer calcular a GPS guia/carnê, é só acessar esse link, o qual dará no site da Receita Federal: http://sal.receita.fazenda.gov.br/PortalSalInternet/faces/pages/index.xhtml.

gps-guia-da-previdencia-social-calculo

Cálculo Guia Previdência Social débito automático

Mas se preferir, até para não esquecer, pode calcular a GPS no débito automático. Todos os meses o pagamento das suas contribuições já estará programado e sairá diretamente da sua conta corrente: http://www.previdencia.gov.br/servicos-ao-cidadao/todos-os-servicos/debito-automatico-da-guia-da-previdencia-social-gps/

E atenção, nem todos os bancos brasileiros são conveniados. Verifique se o seu banco tem parceria com o Governo Federal e faça o cálculo de guia da previdência social em débito automático.

É uma facilidade que objetiva fazer com que você não perca direitos previdenciários por mero esquecimento.

Se ficou alguma pendência de informações, telefone para o INSS no número 135 ou acesse o site da internet da Previdência Social e tenha mais informações a respeito do cálculo de guia da previdência social.

A ligação é gratuita e não precisa que você peça a ajuda de terceiros e muito menos de terceiras pessoas, o que deixa o seu benefício previdenciário muito mais seguro.

Previdência Social Atualização de cadastro e senha

Atualização de cadastro e senha Previdência Social

Mudou-se? Divorciou-se? Perdeu a senha? Essas são situações que podem acontecer com beneficiários, aposentados e pensionistas do INSS, como com qualquer pessoa.

atualizacao-de-cadastro-e-senha-previdencia-social

A vida é assim: dinâmica. As coisas mudam. Entretanto, quando se tratam de pensões, benefícios e aposentadorias, você não pode deixar de avisar ao INSS. Até porque, caso você tenha um benefício ou pensão transitórios, como auxílio doença, aposentadoria por invalidez e outros que possam mudar de figura a qualquer momento, é bom atualizar o cadastro e senha na Previdência Social.

Se você não fizer isso e for convocado para uma perícia, por exemplo, estará em maus lençóis e certamente correrá o risco de perder seu benefício.

Desse modo, perder alguns minutos realizando a atualização de cadastro e senha da Previdência Social não é nada comparado à dor de cabeça que você pode ter se vier a precisar de algum serviço do Governo Federal nesse sentido.

Como atualizar cadastro INSS

Atualizar cadastro na previdência social é muito fácil. Se precisar atualizar endereço e telefone, mudar a senha de acesso ao site do INSS ou, no caso de comparecimento presencial, quiser facilitar a sua fila, não enfrentar filas e a ficar tranquilo, pode também agendar atualização de cadastro ou cadastramento de senha INSS.

Atualização cadastral Previdência Social: documentos

Para que você consiga atualizar cadastro e senha INSS, precisará ter consigo seu RG, ou documento equivalente, CPF, bem como outros documentos, a depender do caso.

Explicamos. Se você quiser mudar o endereço no INSS, precisará levar um comprovante; para alterar nome INSS precisa mostrar sua certidão civil retificada e, claro, um documento válido com foto, e assim por diante.

Requerimento de Atualização Cadastral Previdência Social

Outro documento que é imprescindível que você leve já inteiramente preenchido é o Requerimento de Atualização, o qual deve ser entregue no dia em que você agendar o seu atendimento no INSS.

previdencia-social-atualizacao-de-cadastro

Cadastrar senha INSS

O cadastro da senha na Previdência Social também é muito importante. É por meio dela que você conseguirá retirar extratos, atualizar endereços, consultar informações do INSS, consultar inscrições, obter dados previdenciários, bem como emitir declarações quando precisar.

Por isso, não demore em cadastrar a senha, seja o seu primeiro acesso, ou porque esqueceu a senha para acessar os serviços do INSS.

Caso tenha restado qualquer dúvida, o INSS tem uma Central. É só discar de qualquer telefone para o número 135, das 7h às 22 horas, de segunda à sábado (o que já facilita a ação de quem trabalha e estuda durante a semana, mas precisa alterar a senha da previdência social).

Jamais confie sua senha INSS para estranhos ou a quem se oferecer para te ajudar. A senha INSS é pessoal e intransferível. Serve para que você tenha segurança nas suas operações, bem como evite fraudes, como recebimento do seu benefício por pessoas alheias e de má-fé.

Por isso, guarde segredo e cadastre a senha do INSS, guardando-a para si. Lembrando sempre que os serviços do INSS são gratuitos!

Benefício assistencial ao Trabalhador Portuário Avulso

Trabalhador Portuário Avulso Benefício Assistencial INSS

Se você é trabalhador avulso em área de porto, está na hora de conhecer os seus direitos trabalhistas. O benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso é devido a todos os profissionais dessa categoria que já contam com mais de 60 anos de idade. Trata-se de uma renda mensal que serve para o seu sustento e também de sua família.

beneficio-assistencial-ao-trabalhador-portuario-avulso

O que é benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso

A Lei que instituiu o benefício ao trabalhador portuário avulso é a 12.815/2013.Ou seja, benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso é um benefício assistencial do INSS bem recente e que infelizmente é desconhecido por muitas pessoas.

Também não podem ser confundidos os trabalhadores avulsos portuário e não portuário. O trabalhador avulso não portuário é aquele que presta serviço, também sem vínculo, mas fora do porto.

Benefício do trabalhador portuário avulso Quem tem direito?

Mas afinal de contas, quem tem direito ao benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso? Descubra isso agora mesmo. Todas as pessoas que atuam de forma descontínua em portos são consideradas trabalhadores avulsos. Ou seja, exercem suas atividades sem vínculo certo com o tomador de serviços.

No Entanto, a lei tece algumas exigências para o trabalhador portuário avulso, como:

  • Registro no Órgão Gestor de Mão de Obra do Trabalho Portuário Avulso.
  • Não ter direito a outros benefícios do INSS, como aposentadoria por idade, por exemplo,
  • 60 anos
  • Ter renda mensal inferior a um salário mínimo
  • Morar no País
  • Ter trabalhado pelo menos 180 turnos.

Trabalhador portuário avulso: como conseguir o benefício assistencial?

Uma das grandes vantagens desse direito previdenciário é que ele não exige o pagamento de INSS. Isso significa que se você é trabalhador portuário avulso e não recolheu INSS durante a vida, terá o direito assistencial de qualquer maneira. Para receber o benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso é preciso comparecer a uma das agências da previdência social.

trabalhador-portuario-avulso-inss-beneficios

Vá a uma agência da Previdência Social agora mesmo e exija o recebimento desse benefício. Para que você comece a receber é preciso comprovar o trabalho como avulso em região portuária. Além disso, o pagamento do benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso só é feito quando a família do beneficiário é de baixa renda.

E atenção: esse benefício ao trabalhador portuário avulso não gera qualquer transferência para familiares no caso de falecimento do trabalhador.

Benefício INSS trabalhador portuário avulso valor

Se você está com “medo” do valor do benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso ser muito baixo, fique tranquilo.

De acordo com a lei, nenhum benefício previdenciário pode ser inferior ao salário mínimo. Dessa forma, assim que o seu direito for reconhecido você poderá sacar mensalmente um salário mínimo, sem descontos, do benefício INSS trabalhador portuário avulso.

Se tiver alguma dúvida sobre como requerer o seu benefício assistencial trabalhador portuário avulso, não se esqueça de telefonar gratuitamente para o número 135 (canal de atendimento INSS), pela internet ou nas agências da Previdência Social. Por isso é fundamental que você procure imediatamente uma agência da Previdência Social.

MEI Auxílio Doença – Tem Direito? Carência

MicroEmpreendedor Individual Tem direito ao Auxílio Doença?

Se você é Microempreendedor Individual (MEI), está na hora de conhecer tudo sobre os seus benefícios previdenciários. Um deles e talvez o mais importante é o auxílio doença. Muita gente não sabe, mas o MEI tem direito ao auxílio doença. Para poder começar a aproveitar esse benefício tão importante para qualquer trabalhador, você precisa conhecer como ele funciona e como solicitar.

mei-tem-direito-auxilio-doenca

Acredite, nem todo mundo sabe que MEI tem direito ao auxílio doença. Infelizmente por falta de informação muitos microempreendedores individuais acabam perdendo o seu benefício do INSS. Assim, caso venha a ter algum problema que o incapacite de trabalhar, fique atento a essas dicas e saiba tudo sobre auxílio doença para MEI.

Auxílio Doença Microempreendedor Período de Carência

De acordo a legislação regente da previdência social, a carência do auxílio doença do MEI é de 12 meses. Esse prazo é contado com base no primeiro pagamento realizado pelo empreendedor. Mas a própria lei determina alguns casos em que o benefício pode ser exigido independentemente de carência. Se você sofrer algum acidente que o impeça de trabalhar, por exemplo, poderá solicitar o auxílio doença.

O período de carência do auxílio doença MEI depende da moléstia. Para os casos definidos em lei, o segurado poderá solicitar o benefício até mesmo no próprio dia em que sofrer o acidente ou adoecer. A previdência deverá pagar ao MEI um valor que seja suficiente para o sustento do segurado e também de sua família em até trinta dias.

MEI tem direito ao auxílio doença

Como visto, o microempreendedor individual tem direito ao auxílio doença, assim como outros benefícios previdenciários. Dessa forma, o MEI fica protegido contra os riscos da sua atividade.

O MEI poderá solicitar o auxílio doença sempre que for acometido de moléstia grave que torne impossível trabalhar em seu empreendimento. A lei é clara ao dizer o que o Micro Empreendedor Individual tem direito ao auxílio doença do INSS e que poderá exigir essa garantia.

auxilio-doenca-microempreendedor-individual-inss

Se você queria saber se o MEI tem direito ao auxílio doença, está na hora de procurar a Previdência e cobrar essa garantia legal. Trata-se de um benefício essencial para quem está começando um negócio e quer se sentir mais seguro para exercer suas atividades.

Requerimento auxilio doença contribuinte individual

Para requer auxílio doença do MEI, basta ligar para o atendimento do INSS, no telefone 135 e realizar o agendamento do pedido, tanto de forma eletrônica, por meio do site do INSS ou, ainda, pela web, ou em postos de atendimento do INSS. Acesse: Requerimento Auxílio Doença.

E aí, ficou alguma dúvida sobre o pedido de auxílio doença do MEI? Se tiver qualquer dúvida não hesite em telefonar gratuitamente para o INSS ou ir a algum posto de atendimento.

Não se esqueça de ter em mãos o RG, CPF, carteira de trabalho, comprovante de contribuição do INSS, laudos médicos que comprovem incapacidade temporária de trabalhar, bem como do período sugerido de afastamento. Não perca o prazo para pedir seu benefício e uma boa sorte!