INSS Campos dos Goytacazes – Telefone, Endereço, Postos de Atendimento

Postos de Atendimento da Previdência Social em Campos dos Goytacazes RJ

Como muitos sabemos um posto de atendimento do INSS tem como principal função auxiliar o trabalhador aposentado ou não a conseguir seus benefícios através da previdência social, sem falar que ali oferece as informações necessárias sobre a apresentação de documentos e laudos médicos.

inss-campos-dos-goytacazes

Também podendo ser utilizado para caso de pensão por falecimento, aposentadoria de invalidez, por tempo de contribuição e por idade. Muitos outros benefícios também podem ser atingidos através de um posto de atendimento do INSS em Campos dos Goytacazes.

Mas é importante que saiba que você somente será atendido se tiver feito um agendamento no site da Previdência Social, caso queria apenas pedir uma informação tudo bem, mas um atendimento completo até mesmo para consultas, deverá ser agendado no site.

Endereço do INSS em Campos dos Goytacazes

Se você mora no Estado do Rio de Janeiro e quer ser atendido no posto do INSS de Campos dos Goytacazes saiba que os endereços da unidades são:

INSS

Endereço: Rua Santos Dumont, número 38-52 – Centro, Campos dos Goytacazes – RJ.

Horário de Funcionamento: das 7h às 17h.

Previdência Social

Endereço: Praça São Salvador, número 53

Telefone INSS Campos dos Goytacazes RJ: (21) 2737-2802

Horário de Funcionamento: das 7h às 17h

Previdência Social

Endereço: Rua Treze de Maio, número 40-199

Telefone: (21) 2723-4122

Horário de Funcionamento: das 7h às 17h

Agendamento INSS Campos dos Goytacazes

Agora que você já sabe o endereço e o telefone, é necessário que você compreenda que independente da região que você estiver o local para agendamento de atendimento de qualquer posto do INSS é através do site da Previdência Social.

Uma vez dentro do site você deverá ir na aba de “Serviços do INSS” e clicando em “Agendamento” ficará sabendo de algumas informações simples, como tais que o será gerado um número de protocolo, no qual você deve guardar para realizar seu agendamento e que os documentos que devem ser levados no dia serão informados no final do processo. Com isso compreendido, você deve clicar em “Agendar”, o grande botão verde e será levado a uma nova aba.

previdencia-social-campos-dos-goytacazes

Nesta aba você deverá primeiro informar o tipo de serviço que deseja realizar, sempre tomando cuidado para que não errar. Com o tipo de serviço escolhido informe o código de segurança, que é gerado automaticamente de forma aleatória e continue o processo.

Em seguida você deverá por seus dados pessoais nos campos solicitados, tomando cuidado para que não haja erro e que não seja necessário uma correção, faça com calma e ao finalizar prossiga para a próxima fase, que é a seleção de unidade para o atendimento.

A escolha da unidade é tão simples quanto a escolha do serviço, basta você escolher e conferir os dias disponíveis para fazer sua visita, então selecione o dia e o horário que melhor se encaixa e continue o processo.

A quarta parte é bem mais leve, você só vai precisar conferir os dados informados e o local, uma vez feito isso será levado a quinta e última fase, que é a confirmação de seu requerimento.

Lembrando que existe um número de telefone disponível caso queira mais informações, é o 135 e ele é gratuito para todo o território brasileiro, sendo o número de telefone da Central de Atendimento do INSS.

Inexigibilidade e Dispensa de Licitação

O que são inexigibilidade e dispensa de licitação?

Sobre a Licitação

De forma simples uma Licitação é um processo administrativo que possibilita que você ou sua empresa possua um contrato direto com o Estado, valendo é claro do processo de livre concorrência.

inexigibilidade-e-dispensa-de-licitacao

Uma vez enviadas, as licitações são avaliadas e aquelas empresas que fornecem um trabalho de melhor qualidade e/ou que mais se enquadram no perfil solicitado são a que ficam como o trabalho, ou pode adquirir o bem oferecido.

Tendo em vista que o selecionado vai ter uma negociação mais privilegiada que os demais, sendo é claro respeitado todos os princípios que foram estabelecidos na constituição sem prejudicar de forma maçante os concorrentes e permitindo uma imagem imparcial em relação ao governo.

Mas saibam que existe diferentes tipos de licitação e contratos realizados pela Administração pública, esses estilos – também sendo chamados de hipóteses -, são: licitação dispensada, dispensável e inexigível.

A dispensa de Licitação

De forma simples é o contrato entre a Administração pública e uma entidade particular, sem ser necessário um processo de licitação, esses casos são os que são chamados de dispensa de licitação.

Segundo nossa lei, uma dispensa de licitação é aplicada principalmente em relação a alguma emergência ou calamidade pública, sendo então aquelas aquisições com menores custos, incluindo também os alugues de imóveis.

A Inexigibilidade de Licitação

Referente ainexigibilidade de licitação o caso se complica um pouco, uma vez que é utilizado quando o Administrador Público não possui a capacidade para realizar uma licitação, isso acontece quando não existe uma competição referente ao objeto ou serviço que será contratado.

Indicando assim uma falta de condição do processo de licitação. Nestes casos uma licitação se torna impossível.

É através do artigo 25 da lei 8.666/93 que podemos saber em quais tipos de situações que pode ocorrer uma inexigibilidade de licitação ali também informa como deve ser informado e os demais detalhes referentes ao contrato, por causa das informações transcritas esse artigo pode ser considerado meramente exemplificativo, mas mesmo com isso ele não perde sua importância.

inexigibilidade-dispensa-licitacoes

Sendo importante dizer que no primeiro artigo irá se trata de forma exclusiva de compras, respeitando a escolha da marca. Em contrapartida, o segundo artigo é utilizado exclusivamente para os serviços, levando em conta que não serão inclusos os serviços nas áreas de publicidade e divulgação. Se é sobre a contração de um serviço direto de artistas deve se levar em conta o terceiro artigo, levando em conta a critica especializada e/ou uma opinião pública.

Também é fornecida uma ajuda caso houver duvida se a situação se encaixa ou não dentro das hipóteses de inexigibilidade, neste tipo de ocorrência a própria Administração Pública deve verificar que não existe uma competição, ou seja, eles vão declarar que não há outra opção para contratar aquele serviço ou realizar aquela venda.

Então essa exclusividade deve ser comprovada por um documento emitido formalmente e certificada pela junta comercial, esse documento poderá ser um atestado ou uma certidão emitida pelos sindicatos, federação ou até uma confederação patronal, ainda qualquer outro tipo de entidade que seja equivalente.

Sendo necessário também informar que a exclusividade não irá se limitar somente do fornecedor, mas também a todos os objetivos do contratado, em outras palavras, eu só posso comprar de você mas será feito das minhas regras.

ADCT – Função, o que é?

ADCT o que significa?

Como é a função e a interpretação prática dos Atos das Disposições Constitucionais Transitórias

Para aqueles que estão estudando direito, ou precisam de uma compreensão básica do que é o Atos das Disposições Constitucionais Transitórias e de sua importância no mundo jurídico, saiba que a finalidade do ADCT é estruturar as normais de transição do antigo e do novo ordenamento jurídico, trabalhando para que conforte ambos os lados e a transição seja feita de forma que os unifique sem que haja algum direito danificado.

adct

É bom que você saiba que esses Atos de Disposições Constitucionais Transitórias existem nas Constituições brasileiras desde muito tempo, sendo a única exceção à primeira constituição, que foi a de 1824.

Nas demais Constituições – de 1891, 1934, e de 1946 indo até a atual de 1988 –possuem o ADCT, que ali aparece como um ato destacado. Um exemplo de como funciona o ADCT na prática,a Constituição de 1988, que é a atual, possuía em sua criação no inicio do mês de Outubro daquele mesmo ano, 70 artigos, sendo que atualmente ele possui mais de 97, isso é resultado das reformais constitucionais que foram emendadas ao longo do tempo.

Sendo importante mencionar que os artigos possuidores do ADTC acabam alterando a numeração, criando assim uma nova numeração de artigos, como também uma divisão por títulos, capítulos, as seções ou subseções, lembrando que esta é uma característica dos textos que tem um ADTC.

Como podemos observar o ADTC tem como principal objetivo realizar com máxima eficiência as emendas colocadas na Constituição, juntando assim as ordenanças antigas e novas numa só, sendo feito de forma mais neutra possível para evitar efeitos negativos desse confronto.

Lembrando que uma Constituição vinculada com transformações sociais, politicas e econômicas não contem essas disposições transitórias em seus artigos, isso se dá pelo fato que essas Constituições Revolucionárias não buscam um equilíbrio entre a antiga Constituição e a nova, eles querem uma totalmente nova constituição que garanta seus interesses e quebre com a anterior.

adct-funcao-o-que-e

Um exemplo disso é a Constituição Americana, assim que os Estados Unidos se tornou independente ele retirou a Monarquia Constitucional, que tinha sido implantada por sua metrópole Inglaterra, e implantou uma própria.

Vemos então, por fatores históricos, que a implantação de Atos de Disposições Transitórias em artigos constitucionais é um fator que irá depender diretamente do tipo de situação que o país vivencia, podendo se tornar muitas vezes uma saída estratégica pela direita por sua eficácia temporária na resolução daquela situação.

Ainda sim não é certo pensar que isso é apenas um “remedinho temporário”, muitas emendas são criadas como forma de prevenção contra algo considerado imoral ou ilegal, muitas vezes é a forma mais rápida e prática de lidar com um assunto complicado, sem ofender nenhum dos lados.

Um bom exemplo são as emendas criadas em relação aos trabalhadores, em sua maioria eles são sempre beneficiados por elas, de forma que a empresa não seja condenada e que seus funcionários possam conseguir seu dinheiro com dignidade, a menos que se trate de um trabalho escravo ou algo do tipo, isso já é considerado imoral e por conta disso contra lei.

Litisconsórcio Facultativo e Necessário – O que é?

O que é Litisconsórcio?

Como saber a diferença e a área de atuação de um litisconsórcio facultativo e um necessário

Antes de qualquer coisa é importante que você saiba que um litisconsórcio somente acontece quando existe duas ou mais entidades, ou pessoas, abrindo no mesmo polo de um determinado processo, eles podem ser rés ou autores, sendo que deve ser em visão de defender um interesse em comum.

litisconsorcio

É bom que saiba que cada litisconsórcio tem como função impulsionar o processo solicitado, além disso um litisconsórcio deve respeitar todos os envolvidos de forma igual.

Podendo possuir algumas formas diferentes, uma delas é: o litisconsórcio facultativo e o litisconsórcio necessário.

Litisconsórcio facultativo

Como podemos vê um litisconsórcio é quando duas ou mais pessoas buscam atuar no mesmo polo, por conta disso podemos dizer, de forma simples, que um litisconsórcio facultativo ocorre quando desejamos que seja criado essa formação ou não.

Em outras palavras, um litisconsórcio facultativo dá a opção de escolha ao autor do processo se ele deseja ou não uma participação dentro do processo.

Sabendo que um litisconsórcio facultativo tem duas formas:

Um litisconsórcio facultativo unitário: este ocorre quando a resolução deve ser igualitária para todos os demais litisconsortes.

Um litisconsórcio facultativo simples: já neste não é necessário que todos os envolvidos possuam um mesmo resultado.

É importante que saiba que há algumas regras para a existência de um litisconsórcio facultativo, elas são:

  1. Quando entre os envolvidos tiver uma comunhão dos direitos ou obrigações que são relevantes ao litisconsórcio;
  2. Todos os direitos ou obrigações devem possuir o fato ou direito semelhante em seu argumento ou estrutura;
  3. Também ocorre caso haja, entre as causas apresentadas, um ponto de ligação, seja ele o mesmo objetivo ou uma mesma causa pedida;
  4. Se as questões apresentadas tiverem um ponto em comum – sendo ele um fato ou diretamente mesmo – também poderá ocorrer um litisconsórcio facultativo.

litisconsorcio-o-que-exemplo

Litisconsórcio necessário

Diferente do litisconsórcio facultativo, um litisconsórcio necessário é obrigatório e pode vim ocorrer de em duas situações, que são quando a própria lei determina que tenha a formação de um litisconsórcio e a outra situação é quando o próprio departamento jurídico obriga o juiz a realizar de forma homogenia a solução para todos os envolvidos.

Neste caso um litisconsórcio necessário é criado então com o objetivo de facilitar e simplificar todo o processo, é bom que saiba que esse caso depende diretamente das citações de todos os litisconsórcios envolvidos.

Por isso o juiz irá declarar ao autor um prazo para assinar – ele irá assinar a citação de todos os demais litisconsórcios necessários -, caso o autor venha a recursar seu litisconsórcio poderá ser anulado pelo juiz.

Exemplo Litisconsórcio necessário

Temos um exemplo, o caso do artigo 10, CPC, que estabelece quando ocorre um litisconsórcio necessário.

  1. A ação é relativa sobre os direitos imobiliários;
  2. A ação em questão é resultante de algo ligado a ambos conjugues, ou em relação a seus atos;
  3. Caso a ação seja relativa as dividas que foram feitas pelo marido e que a cobrança caiu sobre sua esposa, sendo o produto de seu trabalho ou qualquer outro tipo de bens que lhe foram reservados;
  4. Também pode ser criado um litisconsórcio necessário quando a ação criada é referente a uma constituição, ou reconhecimento ou até mesmo a extinção dá taxa cobrada de algum imóvel de um ou de ambos conjugues.

Cláusula Abusiva CDC – Rescisão Contratual

Cláusula Abusiva Código de Defesa do Consumidor

Temos que admitir que o mundo mudou, a forma de nos vestirmos mudou, a forma de pensar mudou e principalmente a forma de comprarmos mudou.

clausula-abusiva

Hoje em dia o cliente é sempre visto como aquele que possui a razão, que seu investimento deve ser protegido para que ninguém perca dinheiro, por esse motivo foi criado o Código de Proteção e Defesa do Consumidor.

Neste código é previsto e todo o tipo de abuso sofrido pelo consumidor brasileiro principalmente em relação a contratos, sendo assim uma grande inovação em todo departamento jurídico com suas normais de proteção realmente eficazes contra esses abusos de contrato.

Mas antes de falarmos sobre a rescisão contratual, falaremos sobre a cláusula abusiva e o contrato de adesão.

codigo-de-defesa-do-consumidor

A Cláusula Abusiva

De uma forma simples uma cláusula abusiva ocorre são colocadas um dos contratantes em situação de desvantagem, ferindo assim de forma moral um dos envolvidos diretamente. Caso seja comprovado que essa ação foi mesmo realizada de má-fé então o contrato deve se tornar nulo e, em algumas situações, deve ser pago ao prejudicado uma taxa por danos morais. Um exemplo de cláusula abusiva é a venda casada.

Exemplos de Cláusulas Abusivas

exemplos-de-clausulas-abusivas

Contratos de Adesão

Um contrato de adesão é um documento jurídico que visa informar o sujeito de toda a série de cláusulas formuladas, também servindo muitas vezes como um conteúdo para a informação de obrigações, direitos e deveres.

Hoje em dia um contrato de adesão é uma das principais ferramentas do mercado, isso se dá pelo fato de ser fácil e prático, uma vez que um contrato de adesão é um documento que auxilia tanto os consumidores quanto os seus fornecedores.

Por nossa sociedade atual não possuir “tempo suficiente” para muita coisa, principalmente ficar discutindo todas as cláusulas contratais que estão dispostas no contrato, então o fornecedor cria um contrato padronizado para ser então aplicado em todos os seus consumidores, esses contratos padrões são o que chamamos de contrato de adesão.

Lembrando que um contrato de adesão deve possuir em todas as suas cláusulas uma aprovação, essa aprovação é realizada por uma autoridade competente ou já devem ser estabelecidas pelo fornecedor, sem que haja forma de que o consumidor possa discutir ou mude seu conteúdo.

clausulas-abusivas-contrato

É também importante dizer que o contrato de adesão deve possuir uma leitura clara, de fácil entendimento para que o consumidor consiga compreender toda e qualquer informação transcrita, até mesmo o tamanho da fonte não poderá ser inferior ao corpo doze.

Também sendo importante afirmar que todas as cláusulas que apresentam alguma limitação direta ao consumidor devem ser posta em destaque, para que seja fácil encontra-la.

Então de forma simples podemos afirmar que uma adesão de contrato é criada pelo fornecedor sem que o consumidor possa alterar algo, devendo ser uma ferramenta simples e clara, de fácil entendimento e prática.

O que é e como ocorre uma rescisão contratual

Ainda que exista diversas leis em proteção ao consumidor, é uma triste afirmação que os consumidores ainda sejam lesados em seu contrato, sendo normalmente forçados a aceitares condições que não deviam ser permitidas pós não respeitam o consumidor.

clausula-abusiva-codigo-defesa-do-consumidor

Em relação a esses problemas pode ser pedido uma rescisão contratual, que nada mais é do que uma solicitação para alterar uma das cláusulas do contrato, pois ela é considerada desproporcional ao seu consumidor.

Essa rescisão contratual deve ser apresentada ao fornecedor, pois as vezes essa cláusula “defeituosa” pode ter sido mau interpretada, porém se for provado que aquilo é um sinal de má-fé do fornecedor, você deverá ir até a justiça – sendo um fórum ou o CRAS de seu Estado – e se informar sobre aquela situação.

Aposentadoria Planejamento

Aposentadoria: Como Planejar

Já parou para pensar na sua aposentadoria? Muitas pessoas deixam o planejamento para última hora e acabam se assustando com os gastos.

planejamento-aposentadoria

Diante da instabilidade que assola o País, especialmente por conta da chamada futura reforma da previdência social, muitas pessoas acabaram chegando na conclusão de que vai demorar muito tempo para se aposentar pelo INSS.

Além disso, o valor pago de aposentadoria, segundo especialistas, se fosse deixado na poupança, tornaria o beneficiário milionário, ao menos no começo da velhice.

Assim, muitas pessoas passaram a questionar se é bom apostar todas as fichas no INSS. Acontece que muitos trabalhadores não têm opção, pois se celetistas são obrigados a contribuir com a previdência pública.

Já para os liberais ou autônomos, há uma opção em contribuir ou não com o INSS, o que já facilita as opções de escolha ao planejar a aposentadoria. De qualquer forma, mesmo para quem é obrigado a contribuir para a Previdência Pública, sabe que o valor a ser pago pode não ser muito atraente.

Desse modo, é bom já ir pensando em outras formas de complementar a renda no futuro, sem ter que ser um aposentado de trabalha. Aliás, essa é uma realidade de inúmeros brasileiros, pois infelizmente é difícil custear os valores básicos da vida cotidiana só com um salário mínimo, não é mesmo?

Depois de certa ideia, todo mundo quer poder sossegar e aproveitar a vida sem preocupação. Por isso, é importante saber como planejar a aposentadoria. Dessa forma, evita-se riscos no futuro. Aprenda agora como fazer isso agora mesmo!

Por que planejar a aposentadoria?

Uma das melhores formas de evitar problemas financeiros no futuro é fazendo um bom planejamento da aposentadoria. Quem deixa de planejar acaba recebendo um valor bem menor do que o necessário para arcar com todos os gastos do dia a dia. A boa notícia é que agora existem várias formas de fazer um planejamento. Inclusive, algumas ferramentas permitem planejar a aposentadoria pela internet, de forma fácil e rápida.

Planejar aposentadoria pela internet

Vamos ver algumas vantagens de planejar a aposentadoria online. A primeira delas é que você ficará sabendo, de imediato, qual será o valor da sua aposentadoria no futuro. Se achar que o valor será pequeno para os seus gatos, está na hora de tomar medidas para aumentar a sua aposentadoria, como por exemplo investir na previdência privada, como forma de complementar o seu benefício.

aposentadoria-planejamento

Outra grande vantagem é que você poderá saber quando sua aposentadoria será possível, com base na sua idade e quantos anos você já tem de contribuição. Os benefícios de planejar a aposentadoria não param por aí. Já pensou em poder saber se os seus rendimentos serão suficientes para arcar com os gastos da sua família? Faça um planejamento da aposentadoria de todos os membros do grupo familiar e fique por dentro de tudo isso.

Vantagens de planejar a aposentadoria

Agora, a pergunta que não quer calar: vale a pena planejar a aposentadoria? O que a maioria dos especialistas financeiros indicam é que todas as pessoas tirem pelo menos um pouco de tempo para fazer o planejamento. Não custa nada parar um pouco para avaliar qual será a sua renda no futuro, quando você começará a receber e qual será o valor do benefício.

E se você quer saber como programar a aposentadoria pela internet, saiba que existem várias ferramentas simples de usar, que fazem todos os cálculos de forma automática e te revelam em questão de poucos minutos todos os dados sobre a sua aposentadoria. Dessa forma, não tem desculpa, qualquer pessoa pode fazer o planejamento e evitar surpresas no futuro.

Agora que você já sabe como fazer o planejamento da aposentadoria, está na hora de ficar de olho na sua situação.

Além disso, é bom ver os planos de aposentadoria privada que sejam realmente confiáveis. Assim, uma dica é que você opte por instituições bancárias sólidas e que estejam a bastante tempo no mercado, para não ter dores de cabeça quando precisar da aposentadoria.

Essas instituições também cobram taxas diferentes e dão benefícios distintos para quem quer planejar a aposentadoria no futuro. Faça a comparação entre todas as que lhe parecerem confiáveis e não adie as suas intenções para o futuro!

Lembre-se de que o valor da aposentadoria é utilizado em um momento muito importante da vida, que é quando não estamos mais com todas as energias necessárias para trabalhar. Quanto melhor for a aposentadoria, melhor será a qualidade de vida. Daí a importância de fazer um bom planejamento.

Está pronto para planejar a aposentadoria? Não perca mais tempo, pois tempo é crucial para quem deseja terminar a vida com segurança, conforto e comodidade. Faça um teste, planeja a sua aposentadoria e veja os resultados positivos na sua vida.

Formulário GPS INSS Como Preencher

Como Preencher Formulário GPS INSS

Para todos que contribuem de forma autônoma para a Previdência Social, a GPS (Guia da Previdência Social) é um documento extremamente importante.

É através do Formulário GPS INSS que os contribuintes podem fazer o recolhimento mensal e ficar em dia com suas contribuições previdenciárias. Descubra agora tudo sobre esse documento da previdência.

como-preencher-gps-formulario

Por que preencher o formulário GPS INSS é importante?

É muito importante que você não atrase a sua contribuição para com a previdência social. Isso porque para que você receba alguns benefícios, quando precisar ele pode ser negado.

Para alguns benefícios do INSS não há necessidade de que todas as contribuições tenham sido pagas. No caso da aposentadoria, por exemplo, isso não se aplica. Futuramente, quando você quiser se aposentar, terá que pagar os valores atrasados e mais penalidades, além de atrasar um pouco mais a sua aposentadoria por falta de pagamento da guia do INSS.

Desse modo, é evidente a importância do formulário GPS INSS, o qual deve ser devidamente preenchido e pago para que você não venha a ter problemas e dor de cabeça quando precisar do INSS.

Mas muitas pessoas não sabem como preencher o Formulário GPS INSS. Se esse é o seu caso, está na hora de aprender algumas dicas úteis que vão ajudar em muito na hora de lidar com esse documento. Primeiro, vamos falar um pouco sobre o que é a GPS e quem deve preencher esse documento para fins previdenciários.

Como preencher o Formulário GPS INSS

Muitos trabalhadores têm o INSS recolhido diretamente na folha de pagamento, o que significa que o desconto ocorre de forma automática. Mas quem é empresário, autônomo, contribuinte individual ou facultativo deve recolher de forma manual, todos os meses. É possível preencher o Formulário GPS INSS pela internet, sem burocracia.

como-preencher-formulario-guia-inss-gps

Dessa forma, você contribuinte do INSS deve informar os seus dados no sistema e emitir a guia de recolhimento, que pode ser paga em agências bancárias, pela caixa econômica federal, casas lotéricas, correspondentes bancários ou mesmo através do débito automático. Se você tem alguma dúvida sobre como preencher o Formulário GPS do INSS pelo site, é só seguir alguns passos simples.

O primeiro deles é acessar o site da Previdência Social pela internet e clicar no campo respectivo ao GPS (Guia da Previdência Social).

Feito isso, será necessário preencher o formulário com os seus dados e rendimentos. Após o preenchimento completo, o sistema libera a emissão de uma guia de recolhimento, onde constam todos os valores que devem ser pagos. Todo contribuinte pode preencher o Formulário GPS online, sem custo.

Formulário GPS INSS pela internet

Mesmo se as suas parcelas estejam em atraso, poderá fazer o cálculo através do preenchimento do Formulário GPS INSS.

O sistema faz a computação de todos os juros legais devidos, com base no número de parcelas em atrasos devidas pelo contribuinte. Importante lembrar que o pagamento em dia do INSS é a única forma de garantir todos os benefícios concedidos pelo órgão.

Se você estava se perguntando onde preencher o Formulário GPS INSS, agora já sabe que tudo pode ser feito de graça pela internet, de forma rápida e fácil.

Modelo Formulário GUIA GPS INSS

Separamos um modelo para você preencher: Modelo GPS – Como Preencher Formulá

Com a guia em mão, o contribuinte pode efetuar o pagamento, comparecendo a uma instituição bancária ou entidade conveniada. Outra opção é programar o débito automático em conta, para não ter que pagar todos os meses de forma mecânica.

Agora que você já sabe tudo sobre como preencher o Formulário GPS INSS em casa, está na hora de acessar o site e deixar todos os seus pagamentos em dia.

Se tiver dúvidas a respeito da regularidade das suas contribuições do INSS, ou seja, se todas as contribuições do INSS estão em dia, não deixe de acessar o site do INSS ou o aplicativo pelo celular ou, ainda, o Portal Meu INSS e tenha tire um extrato de contribuição.

Desse modo, caso haja algum problema você poderá resolvê-lo sem ter tanta dor de cabeça ou comprovar alguma contribuição já paga, mas que não aparece no sistema do Dataprev.

gps-formulario-preenchimento

O INSS tem seus problemas, mas estar em dia com ele pode ser a única renda que muitas pessoas vão ter ao se aposentar ou alguma situação hostil infelizmente ocorra com elas.

De auxílio-reclusão à auxílio-doença, caso você preencha os requisitos para recebimento desses benefícios, pode tardar, mas o INSS certamente irá lhe pagar se você tiver preenchido e pago o formulário GPS INSS corretamente e dentro dos prazos.

Para regularizar situação perante o INSS, não deixe de fazer um agendamento pelo telefone INSS e de comparecer no dia e hora marcada em posto de atendimento do INSS.

Evitar atrasos é essencial para não correr o risco de ter um benefício previdenciário negado pelo órgão. Com o pagamento, o contribuinte tem direito a aposentadoria, auxílio doença e vários outros que ajudam o trabalhador nos momentos em que ele mais precisa.

Aviso Prévio: Trabalhado, Cálculo

O que é aviso prévio?

Para todos que trabalham de acordo com os termos da Consolidação das Leis do Trabalho, o aviso prévio é fundamental, pois é através dele que as partes, empregado e empregador, tomam ciência do fim do contrato de trabalho. O cálculo do aviso prévio se dá de acordo com o tempo em que o trabalhador passou no emprego. Se você é empregado ou empresa, está na hora de conhecer melhor esse instituto.

aviso-previo

Para calcular o aviso prévio é muito simples, já que a lei brasileira estabelece que todos têm direito a esse benefício com antecedência mínima de trinta dias, por parte do empregador ou do empregado.

Ou seja, o empregador deve informar ao empregado a sua intenção em fazer uma demissão sem justa causa com antecedência de trintas dias.

Mas há outro caso em que o aviso prévio também é necessário. Trata-se da hipótese em que o trabalhador pede demissão por algum motivo particular. Ele também é obrigado a trabalhar pelo mesmo período para o empregador.

Como se vê, em ambos ao casos, algumas pessoas devem ser avisadas antes, vejamos o motivo.

aviso-prevido-trabalhado-calculo

Qual a finalidade do aviso prévio?

Qualquer alguém fica mais de um ano trabalhando na mesma empresa, são acrescidos mais três dias no aviso prévio. Ou seja, a cada ano trabalhado, o empregador deve avisar mais cedo o seu empregado de que deseja demiti-lo. A finalidade do aviso prévio para o empregado é possibilitar que ele possa procurar outro emprego, sem ser surpreendido com a notícia de que estão na rua.

Já para o caso de o empregado pedir demissão, o aviso prévio serve para que o empregador tenha tempo de selecionar e contratar outro empregado para exercer a função daquele que vai sair. A depender do cargo, pode ser um desfalque muito grande na empresa a saída de algum funcionário cuja função é determinante para o funcionamento da empresa e que se desfalcada pode gerar grandes prejuízos.

Assim, essas são as modalidades de aviso prévio informadas.

Quem tem direito ao aviso prévio?

Só que o empregado tem direito de usar o aviso prévio trabalhado, que é uma modalidade interessante. Assim que o empregador avisa da futura demissão, o empregado pode reduzir algumas horas por dia em sua jornada ou passar sete dias corridos sem trabalhar, recebendo pelo período. Essa é uma escolha que cabe ao trabalhador, depois que recebe o aviso prévio por parte do seu empregador.

aviso-previo-quantos-dias-nova-lei-clt

O empregado é obrigado a cumprir aviso prévio?

O aviso prévio é um direito do empregado. Assim, a empresa não fica exonerada de pagá-lo mesmo se ele não quiser cumprir o aviso prévio, com exceção se ficar provado de que o empregado arrumou outro emprego. A súmula 276 do Tribunal Superior do Trabalho – TST protege o trabalhador nesse sentido.

Ou seja, o empregado não pode renunciar ao aviso prévio. Ainda que ele tenha direito, no caso de demissão sem justa causa, ele não pode desistir do aviso prévio.

Se o empregado faltar ao aviso prévio, os dias que ele não trabalhar serão descontados, mas os demais serão devidamente indenizados pelo empregador. Desse modo, tudo é uma questão de acordo entre a empresa e o empregado para que nenhum dos dois saia lesado dessa relação empregatícia.

Como calcular o aviso prévio?

Para calcular o aviso prévio trabalhado, vale a mesma lógica. São trinta dias para o trabalhador que tem menos de um ano de empresa. Caso o trabalhador tenha mais de um ano, terá direito a três dias a mais para cada ano trabalhado, até o total de 90 dias de aviso prévio. Por isso, trabalhadores com muitos anos de casa devem ser avisados com muita antecedência sobre a demissão.

aviso-previo-regras

Qual a vantagem do aviso prévio?

Como informado, a grande vantagem do aviso prévio é ajudar o trabalhador, que poderá começar a se preocupar em procurar um novo emprego antes mesmo de sair da empresa. Dessa forma, tem mais chances de conseguir uma nova colocação e garantir o seu sustento e de sua família. Para o empregador, o cálculo do aviso prévio não tem segredo, já que são sempre trinta dias, independente dos anos trabalhados pelo empregado.

Isso significa que é dever também do empregado notificar o seu patrão com antecedência mínima de trinta dias, de modo que o empregador comece a se preocupar com quem vai substituir o empregado. Trata-se, pois, de uma medida de bom senso, que ajuda nas relações de trabalho e evita prejuízos para ambas as partes envolvidas.

Agora que você já sabe como calcular o aviso prévio trabalhado, está na hora de ficar atento a esse instituto do Direito do Trabalho. Existem várias consequências, tanto para o empregador quanto para o empegado, de deixar de respeitar o aviso prévio.

Empréstimo para Negativado

Empréstimo para Pessoas Negativadas

Com a crise financeira enfrentada pelo país, muitas pessoas procuram as instituições bancárias para conseguir crédito. Os bancos são as instituições mais visadas, tendo em vista as melhores condições de juros, mais tempo para começar a pagar e outras vantagens. Mas o empréstimo para negativado nem sempre é fácil, tendo em vista que essas pessoas sofrem uma limitação no mercado.

emprestimo-para-negativado

Abaixo vamos te contar como fazer empréstimo para negativado, onde procurar, como funciona e quais os riscos de fazer empréstimo para negativado.

Lembre-se de que ninguém empresta dinheiro de graça. E, infelizmente, em vista de que o negativado já tem dívidas, para se precaverem, instituições financeiras até emprestam mais dinheiro, mas a juros extremamente altos, considerando o risco do negócio.

Como fazer empréstimo para negativado?

Se você está negativado, mas quer obter crédito no mercado, saiba que é possível fazer isso de forma simples. O que muitas pessoas não sabem é que ter o nome negativado em algum órgão de proteção ao crédito não impede de obter empréstimos. Para conseguir empréstimo para negativado é necessário procurar pelas instituições certas, com as informações certas.

Chegou a hora de você sair do aperto com uma graninha extra, na hora certa. Os empréstimos bancários são uma ótima opção para quem deseja sair do aperto, conseguir adquirir bens de consumo ou até mesmo pagar dívidas em atraso. O que talvez você não saiba é como funciona o empréstimo para negativado. Vamos explicar isso agora.

Quem está negativado é porque deixou de cumprir alguma obrigação no mercado, como por exemplo pagamentos de contas, dívidas e financiamento. Se essa é a sua situação, saiba que poderá pegar empréstimo sim! Tudo que você precisa fazer é procurar uma instituição que faça empréstimos para pessoas que estão no vermelho. Em alguns casos é possível conseguir empréstimo para negativado online, sem burocracia.

Onde fazer empréstimo para negativado?

Existem várias instituições que oferecem soluções exclusivas para quem está nessa situação chata de ter o nome “sujo” na praça. E as condições de pagamento são incríveis, pois essas instituições trabalham com o risco. Aprenda agora como conseguir o seu crédito e qual o valor do empréstimo para negativado. Fique por dentro de todas essas informações e não fique mais no aperto econômico, dê a volta por cima. As opções você encontra em www.emprestimospessoal.net

Como funciona o empréstimo para negativado?

O empréstimo bancário para negativados funciona da mesma forma que um empréstimo tradicional. Os profissionais da instituição analisam o perfil do cliente, o seu histórico no mercado e também o motivo da negativação.

Mas elas não deixam de conceder crédito apenas por esse motivo, tendo em vista que acreditam que o crédito nas mãos das pessoas certas pode gerar retorno. São instituições que acreditam nas pessoas e nos clientes.

Só que isso tem um custo. Em geral, o empréstimo para negativados tem uma taxa de juros bem mais alta do que o comum. Assim, só pegue empréstimo para negativado observando bem as taxas de juros e apenas se você tiver condições para pagar todas as parcelas. Se você não fizer isso, sua dívida vai virar uma bola de neve bem pior do que aquelas que você já tem.

emprestimo-para-pessoas-negativadas

Há outras opções mais vantajosas para negativados. Muitos bancos oferecem cartões de crédito com limites altos, com possibilidade de saque. Talvez, a depender do valor dos juros mensais cobrados pela instituição financeira que faz empréstimos para negativados, sai mais barato fazer saques do cartão para ajudar na sua situação.

Ou, ainda, há empresas que oferecem empréstimos a baixas taxas de juros, desde que você de o seu carro ou imóvel em garantia. Mas fique atento. Nada de deixar de pagar as parcelas do empréstimo para negativado. Do contrário, você perderá os bens dados em garantia e ainda provavelmente ficará endividado.

O ideal mesmo, sempre, é economizar e não ficar endividado. Mas se isso aconteceu com você, não deixe de tentar resolver a situação das suas dívidas. Converse com seu gerente do banco e tente arrumar alguma solução mais realista para o seu caso.

Agora que você já sabe como pedir empréstimo para negativado, o que está esperando? Acesse: www.emprestimospessoal.net

Procure agora mesmo uma instituição de crédito e procure saber quais são as condições de pagamento, o valor do empréstimo, a quantidade de meses para pagar, o valor dos juros anualmente e o montante total da dívida para com a instituição após o empréstimo.

Uma ótima ideia é renegociar a sua dívida, mesmo que proveniente de outras instituições, para obter as melhores taxas de juros do mercado e sair do aperto de forma definitiva.

Obtenha o seu empréstimo, sem ter que comprovar renda e sem medo de ter o pedido recusado em razão de uma restrição de crédito no seu nome. Fuja da crise econômica, conheça o empréstimo para negativados e aproveite.

PIS Pasep para idosos Pagamento 2018

PIS PASEP para idosos 2018

Já pensou em conseguir uma graninha extra no próximo ano, para fazer o que você quiser? Está na hora de sair do aperto, pagar aquela dívida atrasada, investir na sua saúde ou comprar bens de consumo.

O pagamento do PIS Pasep para idosos 2018 é uma grande novidade que está deixando as pessoas cada vez mais ansiosas. Se você ainda não sabe sobre essa notícia, está na hora de ficar por dentro.

pis-pasep-antecipado-para-idosos

O que é PIS e PASEP?

O PIS/Pasep é um benefício pago pelo Governo, mas geralmente os valores ficam retidos em uma conta e não podem ser acessados pelo beneficiário até que atinja determinadas condições.

O PIS 2018 é um valor pago para funcionários com carteira assinada e que tenham direito ao benefício, como pessoas com cadastro no PIS há pelo menos 5 anos, que ganhem no máximo 2 salários mínimos mensais e ter trabalhado no ano anterior por pelo menos 30 dias com carteira assinada. Além disso, a empresa deve ter comunicado o governo federal através do RAIS, um relatório que deve ser encaminhado pela empresa, falando sobre o cadastramento do funcionário no PIS.

Já o PASEP 2018 é um programa para formação do patrimônio do servidor público. Esse benefício é pago pelo Banco do Brasil, enquanto o PIS é repassado pela Caixa Econômica Federal.

Recentemente, no entanto, o Governo decidiu facilitar o saque desse benefício por aqueles que são considerados idosos. O pagamento do PIS/Pasep para idosos 2018 ocorrerá seguindo calendário próprio da Caixa Econômica Federal.

Como sacar o PIS PASEP 2018 para idosos?

Quer saber quais as condições para conseguir sacar o PIS/Pasep para idosos 2018? Temos aqui todas as informações de que você precisa para não perder o prazo certo para fazer o saque do valor.

Afinal de contas, esse é um dinheiro seu, que fica guardado justamente para te ajudar em momentos de necessidade financeira. Como o calendário de pagamentos ainda não está disponível, é preciso aguardar maiores dados oficiais.

Mas uma coisa já é certa, o valor do benefício estará disponível para homens com mais de 65 anos de idade e mulheres com mais de 62 anos de idade.

Antes dessa medida governamental, o saque só era possível para idosos com idade superior a 70 anos de idade, o que sempre dificultou muito para quem desejava receber o benefício. Para receber o pagamento do PIS/Pasep 2018 para idosos, os beneficiários devem seguir o calendário estabelecido pela Caixa.

pis-pasep-para-idosos

Como saber o valor do PIS Pasep para idosos?

Para saber o valor do PIS/Pasep para idosos 2018, os interessados podem procurar a agência da Caixa Econômica Federal, caso sejam vinculados à iniciativa privada.

No caso de servidores públicos, a consulta deve ser realizada em uma das agências do Banco do Brasil. Documentos pessoais de identidade podem ser solicitados para que a consulta seja possível em qualquer desses locais.

Por que o governo liberou o PIS Pasep para idosos?

O objetivo do Governo Federal ao liberar o saque do PIS/Pasep para idosos 2018 é movimentar a economia, na tentativa de aquecer o setor privado e solucionar o problema da crise enfrentada pelo país.

Em medida recente, o Governo liberou o saque do FGTS, o que ajudou em muito o crescimento do setor econômico, tirando o Brasil da lama em que se encontrava politicamente.

No entanto, essa atitude ao invés de movimentar a economia no sentido de compras e aquisição de bens, que era o esperado pelo governo, acabou servindo como dinheiro para pagamento de dívidas antigas por grande parte da população.

pagamento-pis-pasep-para-idosos

Isso porque em vista da crise econômica e da falta de pagamentos de aposentadorias por alguns Estados da federação, como Rio de Janeiro, por exemplo, inúmeros servidores e aposentados não receberam salários e benefícios, bem como várias empresas faliram, demitindo seus funcionários.

Assim, o PIS foi um alívio para muitas pessoas, para que elas pudessem pagar suas dívidas e dormirem com a consciência tranquila. Sem contar que a falta de pagamento de contas pode trazer problemas como o nome sujo na praça. Se isso acontecer, a pessoa acaba tendo problemas para fazer crediários, financiamentos, obter crédito e muito mais.

Agora que você já sabe tudo sobre o como funciona o PIS/Pasep 2018 para idosos, está na hora de conferir o valor do seu benefício e ficar por dentro da agenda de saque estabelecido pela Caixa Econômica Federal. Mais informações sobre o saque, locais para realizar o procedimento e outras devem ser liberadas em breve pelo Governo Federal.

Não deixe de aproveitar essa grande oportunidade de conseguir uma boa grana extra para usar como bem entender usando o PIS para idosos. Lembre-se de que esse dinheiro é seu, e está guardado justamente para você, em razão do seu trabalho. Não deixe de usufruir desse benefício. Saiba mais em www.pis.net.br

Boleto FIES 2018 – Emissão, Aditamento

Aditamento FIES 2018

O FIES é um importante programa do Governo Federal que ajuda milhares de brasileiros a ingressar no ensino superior, em uma das várias universidades particulares cadastradas. Trata-se de um modelo de financiamento em que o aluno pode deixar para pagar o valor das mensalidades depois de se formar. Um dos deveres do aluno com esse financiamento é emitir o Boleto FIES 2018 e efetuar o pagamento dentro do prazo.

boleto-fies

O Fies é um programa do governo federal que ajuda muitas pessoas a concretizarem o sonho de fazer o ensino superior. O FIES pode ser comparado quase que como a um empréstimo, pois o governo federal quita as parcelas da universidade pelo aluno.

Só lá no final, depois de algum tempo que o aluno terminar a faculdade é que ele deverá a pagar parcelas maiores do FIES. Geralmente, durante a faculdade o aluno paga apenas R$ 50 a cada três meses. Mas é apenas após a formatura que os valores maiores do financiamento, que devem ser devolvidos para o governo federal, serão pagos.

A finalidade disso é que o governo entende que alguns anos depois da formatura o estudante já vai ter um emprego e melhores condições para pagar a sua faculdade.

Mas fique atento. Muitos estudantes acabaram não planejando o pagamento do FIES depois da faculdade e tiveram muita dor de cabeça. Se você não pagar o FIES seu nome é inscrito em dívida ativa e você poderá sofrer processos judiciais se não pagar a dívida.

Assim, é bom já fazer a “caixinha” para não ter nenhum imprevisto e ficar sem condições de pagar o FIES. E a dívida ativa acaba levando ao leilão de bens que a pessoa tem, bloqueio de determinados tipos de contas bancárias, além de outros problemas bem grandes.

Logo, planeje o FIES e use-o como um instrumento benéfico na sua vida. Afinal de contas, não é fácil pagar a faculdade de uma só vez, todos os meses, não é mesmo?

Quem tem direito ao FIES 2018?

Primeiro, vamos ver quem tem direito a esse financiamento. Pois a emissão do Boleto FIES 2018 é devida apenas pelos alunos que decidirem pleitear o benefício.

Nas universidades particulares, o valor das mensalidades costuma ser alto, o que obriga muitos alunos a optarem pelo financiamento dos valores. Dessa forma, é possível estudar sem preocupação com o valor da faculdade.

fies-aditamento

Como emitir boleto FIES 2018?

Se você já é beneficiário do financiamento do Governo Federal ou pretende pleitear uma vaga, está na hora de conhecer tudo sobre como fazer emissão do Boleto FIES 2018. Esse documento deve ser emitido pelo site do programa e pago dentro do prazo, sob pena do benefício ser suspenso. Vários alunos deixam de emitir esse boleto e acabam perdendo a vaga no programa.

Além de emitir o Boleto FIES 2018 pela internet, todos os alunos que fazem parte do financiamento devem cumprir com as obrigações estabelecidas pelo Governo Federal. Uma delas diz respeito à matrícula, que deve estar sempre regular junto à universidade. Além disso, é importante concluir o curso dentro do prazo previsto pela instituição, sem repetir matérias.

Passo a passo sobre como emitir boleto FIES 2018 online

Vamos aprender agora como emitir o Boleto FIES 2018 online? É muito simples, já que todo o procedimento pode ser feito no site da Caixa Econômica Federal na internet, na área do aluno. Para isso, acesse o site e faça login usando os seus dados cadastrais no programa. Depois, preencha um formulário com os dados solicitados e emita o boleto para pagamento.

Confira também: Atualizar Boleto Vencido Caixa

2-via-boleto-fies

2 via boleto fies 2018

Uma das grandes vantagens é que através desse mesmo site é possível fazer emissão 2 via do Boleto FIES 2018. Se você se esqueceu de pagar algum deles ou não possui mais o documento em mãos, basta acessar o site e fazer o mesmo procedimento. Vale lembrar que para manter o financiamento do Governo Federal é necessário que o aluno emita o boleto e faça o pagamento em uma agência bancária dentro do prazo estabelecido.

A emissão do Boleto FIES 2018 pode ser feita, como foi visto, de forma facilitada, pelo próprio aluno beneficiado pelo programa, através do site da Caixa Econômica Federal. Existe um formulário específico para uso dos alunos que tem esse benefício. Como o Governo está reduzindo o número de vagas no FIES, é fundamental que você fique atento ao pagamento do boleto, para não correr o risco de perder esse direito. Mais informações acesse: sisfiesportal.mec.gov.br

Agora que você já sabe onde fazer a emissão do Boleto FIES 2018, está na hora de conferir se os seus estão todos em dia. Se não estiverem, tire a segunda via da prestação devida, procure uma agência bancária de forma imediata e faça o pagamento. Dessa forma, o seu benefício será mantido até o término da sua graduação.

FIES 2018 Inscrições, Quem Tem Direito

O que é o FIES?

Um dos maiores programas de financiamento estudantil do Brasil é o FIES, que ajuda milhões de estudantes todos os anos a terminar os estudos nas instituições privadas de ensino superior. Se você deseja ser um beneficiário do programa, está na hora de aprender como funcionam as inscrições do FIES 2018. Dessa forma, poderá se preparar para conseguir uma das vagas abertas.

fies

Saiba mais sobre o FIES

Primeiro, vamos conhecer um pouco mais sobre esse programa de financiamento. Os alunos beneficiados pelo FIES não precisam pagar as mensalidades durante a faculdade. O valor é pago pelo governo, de forma que o aluno pode estudar com tranquilidade. Após a conclusão do curso, o aluno tem prazo para começar a pagar os valores devido, sempre mensalmente.

Por que fazer FIES?

A realidade das instituições privadas de ensino superior é uma só: as mensalidades são muito altas, muitas vezes superior ao valor do orçamento dos alunos. Por isso, é comum que muitos desistam antes de concluir o curso. Pensando nisso, o Governo Federal criou um programa de financiamento. Quer saber quem tem direito ao FIES 2018? Fique atento.

Quem tem direito ao FIES 2018?

O primeiro grande requisito para participar das inscrições do FIES 2018 pela internet é estar regularmente matriculado em uma universidade de nível superior, devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Ou seja, não é possível pleitear uma vaga antes de ter conseguido passar na universidade. Pode ser que você tenha que pagar algumas mensalidades antes de conseguir o financiamento.

As inscrições do FIES 2018 online podem ser feitas por qualquer aluno matriculado em instituição privada de nível superior.

Mas, como as vagas são poucas, a preferência na distribuição das vagas é sempre para os alunos de baixa renda que tenham estudado em escola pública durante o ensino médio e ensino superior. Por isso, é fundamental fazer a inscrição de forma correta e dentro do prazo, para ter mais chances de ser aprovado.

fies-quem-tem-direito-selecao

Dessa forma, todos os interessados têm direito a se inscrever no FIES 2018, ficando a oferta de vagas condicionada à demanda existente, seguindo regras de prioridades informadas previamente pelo governo.

Diferença entre PROUNI e FIES

Logo, se você ainda não é inscrito na universidade deve procurar outras formas de custear a sua faculdade ou conseguir uma vaga em universidade pública, como o PROUNI. As bolsas do PROUNI são distribuídas conforme a nota do ENEM.

Diferentemente do FIES, no PROUNI você pode ganhar uma bolsa de estudos em universidade privada de 50% ou de 100%, a depender da sua nota e da sua renda familiar.

No FIES, porém, passado algum tempo da sua formatura, você terá que começar a pagar 50% ou 100% dos valores que pegou emprestado do governo federal para custear a sua faculdade.

Isso porque o governo federal entende que durante esse tempo você certamente já terá encontrado um trabalho e terá condições para pagar tudo o que é devido em relação aos valores que foram pagos na sua faculdade.

Entretanto, muitas pessoas acabam esquecendo disso e têm dores de cabeça, pois o valor das parcelas do FIES podem ser bem altas e comprometer todo o orçamento do jovem trabalhador.

Até por conta disso, inúmeras pessoas que conseguiram o FIES tentaram entrar com ações judiciais contra o governo federal e o MEC, a fim de não pagar ou de reduzir o valor das parcelas, mas até hoje ninguém conseguiu ter sucesso nessa ação.

Se você não pagar o FIES, pode ter sérios problemas, como inscrição em dívida ativa, sofrer execuções e até perder bens como casas e carros, caso estes estejam no seu nome. Assim, só contrate o FIES se tiver convicção de que vai, de alguma forma, poder pagá-lo no futuro.

Como se inscrever no FIES 2018?

As inscrições abertas do FIES 2018 podem ser feitas pelo site do programa. Acesse www.fies.org

fies-inscricoes

Agora que você já sabe tudo sobre quem pode fazer a inscrição nesse importante programa do Governo Federal, está na hora de começar a investir no seu futuro acadêmico.

Lembre-se de que o primeiro passo para conquistar uma das vagas é ser aprovado no processo seletivo da instituição privada, tendo em vista que o financiamento é concedido apenas para alunos devidamente matriculados em uma das instituições conveniadas.

Se você tem alguma dúvida sobre como se inscrever no FIES 2018, basta acessar o site do programa ou mesmo procurar a instituição de ensino superior em que está matriculado.

Os profissionais do setor financeiro são responsáveis por passar aos alunos todas as informações necessárias para que o processo junto ao FIES seja feito de forma adequada. Isso porque o programa funciona em sintonia com a universidade. Não perca mais tempo, faça já o seu financiamento estudantil e aproveite as vantagens oferecidas.

Aposentadoria Por Tempo de Contribuição do Professor

Aposentadoria do Professor Por Tempo de Contribuição

Todos os professores brasileiros do ensino fundamental e superior têm direito à aposentadoria, seja por idade, invalidez ou por tempo de contribuição. No caso da Aposentadoria por Tempo de Contribuição do Professor, existem alguns critérios que você precisa conhecer.

aposentadoria-do-professor

Nem todos os professores aposentam com o salário integral, tendo em vista que em alguns casos incide o fator previdenciário, uma conta da previdência social que reduz o valor do benefício com base no número de anos adiantados pelo servidor. O valor da Aposentadoria por Tempo de Contribuição do Professor depende, nesse sentido, de quanto tempo o servidor passou em serviço e da sua idade.

Se você deseja se aposentar nessa modalidade, é importante estar ciente de quem tem direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição do Professor. Todos os professores homens podem se aposentar quando completam o mínimo de 30 anos de contribuição, ao passo que as mulheres podem se aposentar quando o tempo de contribuição chegar a 25 anos. Além desses critérios, existe outro: estar a cinco anos no mesmo cargo efetivo.

Dessa forma, quem decidir pode se aposentar depois desse tempo de contribuição, independentemente da idade. Agora, para quem deseja ter uma aposentadoria melhor, o ideal é aguardar um pouco mais, para não sofrer tanto os efeitos do fator previdenciário que é aplicado pela previdência social na hora de calcular o benefício. É muito fácil receber a Aposentadoria por Tempo de Contribuição do Professor quando já se preenche todos os requisitos.

Como requerer aposentadoria por tempo de contribuição do professor?

Para requerer a Aposentadoria por Tempo de Contribuição do Professor, o interessado deve procurar uma das agências da Previdência Social mais próxima de onde trabalhe. Através de uma solicitação, o INSS tem prazo para analisar o pedido e avaliar se o profissional já cumpriu o tempo mínimo previsto. Mais rápido o professor procurar o órgão previdenciário, mais rápida será a análise do processo.

Após a análise, o Instituto Nacional da Seguridade Social envia uma carta ao domicílio do solicitante, informando o deferimento ou indeferimento do pedido de Aposentadoria por Tempo de Contribuição do Professor. Caso o pedido seja deferido, o professor pode escolher ou não sacar o benefício, que fica disponível por trinta dias em conta bancária. Nesse intervalo, poderá desistir e continuar trabalhando, se assim desejar.

Professor se aposenta por tempo de contribuição, o que é uma grande vantagem para quem atua nessa área e já não vê a hora de aproveitar as vantagens do benefício previdenciário. Se você trabalha como professor na rede pública de ensino, sabe muito bem como pode ser desgastante passar vários anos lecionando em salas de aulas, com condições de trabalho muitas vezes precárias.

aposentadoria-por-tempo-de-contribuicao

Aposentadoria de professor estadual

Embora siga as regras gerais de aposentadoria do governo federal, a aposentadoria de professor estadual segue as regras de cada um dos Estados relacionadas aos servidores públicos.

É bom que isso fique esclarecido, pois as regras nos mais diversos entes da federação (União, Estados e Municípios) podem se diferenciar em relação aos detalhes. Desse modo, os servidores públicos podem se submeter a normas diferentes, até mesmo em relação ao tipo de carreira e função.

Assim, a maioria dessas normas não se aplica para todos os servidores públicos, de forma indistinta.

Aposentadoria de professor municipal

O mesmo do professor estadual acontece com o professor municipal. Em vista da autonomia dos municípios, cada um deles pode tecer regras a respeito da aposentadoria de professor municipal.

Assim, se este é o seu caso, você deve contatar a Secretaria de Previdência do seu município e ter mais informações a respeito da aposentadoria de professor municipal.

Além disso, há outras questões que irão influenciar na aposentadoria de professor público, como data de aprovação do concurso, colocação, progressões, promoções dentre outros. Isso também vai interferir na remuneração do servidor público, bem como no valor recebido a título de aposentadoria.

Outra questões, como cessões, afastamentos, disposições funcionais (como são chamados os afastamentos de servidores em alguns Estados e Municípios) serão determinantes para somar o tempo, ainda mais se houver interrupção do estágio probatório do servidor, ou seja, se isso acontecer nos 3 primeiros anos de exercício efetivo do professor público.

Agora que você já sabe tudo sobre como funciona a Aposentadoria por Tempo de Contribuição do Professor, está na hora de fazer o pedido junto ao INSS.

Não perca mais tempo, pois a aposentadoria é um direito de todos os professores que já atingiram o tempo mínimo de 25 anos, se mulher, 30 anos, se homem. Não deixe de aproveitar essa possibilidade. A aposentadoria é uma garantia do professor.

Pronatec 2018 Inscrições

O que é PRONATEC?

O Governo Federal mantém dezenas de programas que visam o desenvolvimento social, econômico e cultural da sociedade. Um deles é o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que oferece cursos técnicos e de qualificação. Descubra agora tudo sobre as inscrições do Pronatec 2018. Não perca essa grande oportunidade.

pronatec

Através do Pronatec, milhões de brasileiros podem adquirir conhecimentos em diversas áreas, aprimorando o currículo profissional. Em um mercado cada vez mais concorrido, ter um curso de qualidade é fundamental para conseguir uma colocação no mercado de trabalho. Todos os brasileiros que preencherem os requisitos podem se inscrever no Pronatec 2018.

E o melhor é que os cursos técnicos são rápidos e efetivos. Em regra, uma faculdade levará 4 ou 5 anos para ser finalizada. E caso o estudante não se especialize pode ser que leve algum tempo para ter retorno financeiro.

Já um curso técnico dura de 1 a 3 anos e pode trazer resultados muito rápidos para quem escolher um curso com o qual tenha aptidão.

Também deve se levar em consideração que o PRONATEC é de graça, ou seja, você não gastará um centavo com pagamento de universidade. Em vista da renda baixa ou média da população brasileira, somada aos demais gastos do dia a dia fica um tanto inviável pagar uma universidade do próprio bolso, não é mesmo?

Por isso não perca essa chance com o PRONATEC 2018. Abaixo vamos mostrar para você todas as informações das quais você precisa para se inscrever no PRONATEC, bem como a forma de funcionamento desse programa do governo federal que ajuda no desenvolvimento de milhares de pessoas todos os anos.

pronatec-cursos-gratuitos

PRONATEC 2018 Inscrições

As vagas oferecidas pelo programa são prioritárias para alunos do ensino público, incluindo o programa de educação de jovens e adultos. Mesmo quem já finalizou o ensino médio pode fazer um dos cursos técnicos ou de qualificação oferecidos. A inscrição online do Pronatec 2018 pode ser realizada por todos os interessados em concorrer a uma das vagas.

Alguns dos cursos são concomitantes com ensino médio e só podem ser feitos por aqueles alunos que ainda estejam cursando. Outras vagas são para cursos subsequentes, que podem ser feitos por quem já se formou no ensino médio, na rede pública de ensino. Na hora de fazer a inscrição do Pronatec 2018 pela internet, é importante que o candidato fique atento às modalidades de cursos oferecidas pelo programa.

As vagas são oferecidas pelos Institutos Federais, SENAI e SENAC de forma continuada, o que significa que sempre é possível fazer uma inscrição. Se o seu objetivo é conquistar uma dessas vagas, é importante ficar atento nas instituições mais próxima da sua cidade e procurar saber como funciona o processo seletivo. Para quem possui dúvidas sobre como fazer inscrição no Pronatec 2018, é importante acessar o site do programa com antecedência.

Os cursos oferecidos pelo Pronatec são reconhecidos no mercado de trabalho, tendo em vista se tratar de uma instituição de qualidade, preocupada com a formação completa, na teoria e também na prática. As inscrições abertas do Pronatec 2018 são uma grande oportunidade para jovens de todo o país que desejam conseguir qualificação profissional de ponta e sem gastar nada por isso!

Além disso, há instituições em que o estudante pode contar com bolsa-permanência, que é uma ajuda financeira para arcar com outros custos, como alimentação e transporte até a universidade.

Você também pode verificar junto ao seu município, no ensejo, se há algum programa de isenção ou de custeio de passagens mais baratas para estudantes de instituições de ensino públicas. Ou seja, o ambiente é bem favorável para quem acha que não teria condições de entrar na universidade por conta dessas questões financeiras.

pronatec-inscricoes

Com o PRONATEC basta força de vontade e a aprovação no processo seletivo dos cursos do PRONATEC.

Como funciona o PRONATEC 2018?

Se você acha que é preciso pagar para fazer o Pronatec, está enganado. Toda a formação é financiada pelo governo, através dos cofres públicos, sem custo para os alunos selecionados. A inscrição gratuita no Pronatec 2018 também é uma das vantagens do programa, que não exige nenhuma contrapartida econômica daqueles que desejam participar do processo de seleção de novos alunos.

Mesmo quem já se formou pelo Pronatec, seja em um curso técnico ou de qualificação, pode tentar outra vaga no programa, já que não existe vedação. Dessa forma, o aluno pode se formar em quantos cursos desejar, desde que seja aprovado nos processos seletivos das instituições federais e estaduais participantes.

Agora que você já sabe tudo sobre como funciona a inscrição do Pronatec 2018, está na hora de conhecer de perto esse programa e fazer já um curso profissionalizante. Essa é a sua chance de sair na frente.