Tabela Simples Nacional 2018 – Boleto, Alíquota

Simples Nacional Tabela 2018

O Regime Simples Nacional 2018 mudou em vários aspectos, como em relação às possibilidades de atividades, alteração do teto de faturamento, bem como de receitas, e também apresentará novas alíquotas Simples Nacional 2018. Está com dúvidas? Vamos te auxiliar com as mudanças do Simples Nacional.

simples-nacional

Novas Regras Simples Nacional 2018

O novo Simples Nacional 2018 passará a vigorar com novas regras a partir de janeiro de 2018. Por isso, é bom ficar bem atento para não fazer confusões na hora em que precisar fazer cálculo de imposto Simples Nacional.

Limites Simples Nacional 2018

Os novos limites do Simples Nacional 2018 são:

  • Limite máximo de receitas brutas/ano pequenas empresas Simples Nacional 2018: R$ 4,8 milhões de reais ou mais ou menos R$ 400 mil reais referentes às receitas mensalmente auferidas.
  • Limite máximo de receitas brutas/ano microempresas – MP Simples Nacional 2018: faturamento anual de até R$ 360 mil reais.
  • Limite máximo de receitas brutas/ano Empresas de Pequeno Porte – EPP Simples Nacional 2018:R$ 4,8 milhões de reais anuais.
  • Limite máximo de receitas brutas/ano Microempresário Individual – MEI Simples Nacional 2018: R$ 81 mil reais anuais.

Alíquotas Simples Nacional 2018

As novidades em relação às alterações nas alíquotas Simples Nacional 2018são várias e poderão impactar o seu negócio.

  • Não mais existe a alíquota simples do Simples Nacional, que era computada da renda bruta mensal.
  • A alíquota Simples Nacional 2018 é maior, mas o Governo oferecerá abatimentos a depender do tipo de empresa e do faturamento auferido.
  • Algumas empresas vão pagar mais tributos do que outras no Simples Nacional 2018.

simples-nacional-tabela

Tabela Simples Nacional 2018

Diferentemente dos anos anteriores, a Tabela do Simples Nacional 2018 contempla só 6 faixas de faturamento.

Os anexos abaixo, referidos na Lei Complementar que alterou o Simples Nacional (LC n° 155/2017) trazem os valores de receita e as alíquotas do Simples Nacional 2018.

Lojas Simples Nacional 2018

Receita Bruta anual Alíquota Valor descontado
Até R$ 180.0000,00 4% 0
De 180.000,01 a 360.000,00 7,3% R$ 5.940,00
De 360.000,01 a 720.000,00 9,5% R$ 13.860,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 10,7% R$ 22.500,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 14,3% R$ 87.300,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 19% R$ 378.000,00


Indústrias em geral Simples Nacional 2018

Receita Bruta anual Alíquota Valor descontado
Até R$ 180.0000,00 4,5% 0
De 180.000,01 a 360.000,00 7,9% R$ 5.940,00
De 360.000,01 a 720.000,00 10% R$ 13.860,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 11,2% R$ 22.500,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 14,7% R$ 85.000,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 30% R$ 720.000,00


Empresas prestadoras de serviço, incluindo profissionais liberais

Receita Bruta anual Alíquota Valor descontado
Até R$ 180.0000,00 6% 0
De 180.000,01 a 360.000,00 11,2% R$ 9.360,00
De 360.000,01 a 720.000,00 13,5% R$ 17.640,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 16% R$ 35.640,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 21% R$ 125.640,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33% R$ 648.000,00

Empresas prestadoras de serviços terceirizados, por exemplo

Receita Bruta anual Alíquota Valor descontado
Até R$ 180.0000,00 4,5% 0
De 180.000,01 a 360.000,00 9% R$ 8.100,00
De 360.000,01 a 720.000,00 10,2% R$ 12.420,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 14% R$ 39.780,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 22% R$ 183.780,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33% R$ 828.000,00

Empresas que oferecem serviços diferenciados, como auditorias etc.

Receita Bruta anual Alíquota Valor descontado
Até R$ 180.0000,00 15,5% 0
De 180.000,01 a 360.000,00 18% R$ 4.500,00
De 360.000,01 a 720.000,00 19,5% R$ 9.900,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 20,5% R$ 17.100,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 23% R$ 62.100,00

Boleto Simples Nacional 2018

Para retirar o boleto simples nacional 2018 terá que aguardar a divulgação pelo Governo Federal, primeiramente, a fim de saber onde a sua empresa melhor se enquadra e qual a modalidade mais vantajosa para o seu negócio.

Depois, é só acessar o site da receita.fazenda.gov.br, preencher com dados como:

·         CNPJ da empresa;

·         Dados como CPF e identificação da pessoa responsável;

·         Verificar as faturas já expedidas no site.

·         Imprimir

·         Pagar o boleto Simples Nacional 2018.

Não há dificuldades extremas para que você tenha acesso ao seu boleto simples nacional 2018. Na verdade, o site pode ser acessado de qualquer dispositivo com acesso à internet.

simples-nacional-boleto-aliquotas

No entanto, frisamos novamente que você fique atento às mudanças acima mencionadas e, se for o caso, peça a ajuda do seu Contador de confiança. Ele poderá sanar todas as suas dúvidas a respeito do Simples Nacional 2018.

Recolha os seus impostos em dia e fique longe de problemas com o “leão”. Aproveite as vantagens e facilidades que o Simples Nacional 2018 dará para o seu negócio, bem como mantenha o seu senso cívico.

Não se esqueça de que o valor arrecadado de impostos serve para que melhorias sejam feitas à toda a sociedade, como construção de escolas, postos de saúde, pavimentação de ruas, segurança pública, contratação de servidores, dentre outros milhares de serviços custeados com a arrecadação de tributos e do Simples Nacional 2018. Saiba mais acessando www.simplesnacional.org

Doenças que dão direito ao Auxílio Doença

Auxílio Doença – Doenças que dão Direito

O Auxílio Doença é um direito de todo trabalhador que esteja em dia com as suas obrigações previdenciárias. Existem doenças que dão direito ao Auxílio Doença. São aquelas que impedem o trabalhador de exercer normalmente as suas atividades. Nesses casos a previdência social fornece ao segurado uma renda mínima mensal.

doencas-que-dao-direitto-auxilio-doenca

O valor concedido pelo INSS deve ser suficiente para que o segurado sustente a si e a sua família. Se você quer saber quais doenças dão direito ao Auxílio Doença, fique atento. É preciso avaliar caso a caso, pois a lista de doenças é grande. E se você estiver dentro das exigências do INSS, poderá receber um salário mensal.

Receber o Auxílio Doença é uma garantia prevista no Direito brasileiro. Se você não está em condições de trabalhar, exija do INSS que lhe seja concedido o benefício previdenciário. Sem essa garantia o trabalhador estaria desprotegido. Se a sua doença está te impedindo de trabalhar, está na hora de lutar pelos seus direitos.

Receber o Auxílio Doença

Se você quer saber quais doenças recebem o Auxílio Doença, pode consultar agora mesmo no site da previdência social. Consulte a lista de doenças que dão direito ao Auxílio Doença. O INSS considera apenas as doenças mais graves para conceder o benefício. Se esse é o seu caso, procure agora mesmo a previdência.

Para comprovar que a sua doença dá direito ao Auxílio Doença, é preciso passar por uma perícia médica. A perícia é agendada pelo Instituto Nacional da Previdência Social (INSS). Você deve comparecer no dia marcado, levando todos os seus documentos pessoais e também os laudos que atestam a sua doença.

Além de comparecer à perícia médica, é preciso que você esteja em dia com os pagamentos do INSS para poder receber o Auxílio Doença. Se a sua doença está te mantendo afastado do trabalho, exija do INSS um salário mínimo mensal para garantir o seu sustento e também da sua família.

Lista de Doença Auxílio Doença

A lista de doenças que dão direito ao Auxílio Doença é muito grande. Isso ocorre pelo fato de que todas as doenças podem gerar esse direito. O que determina se ele será concedido ou não é a gravidade da doença. Ou seja, pode ser que uma doença seja considerada grave em uma pessoa e leve na outra.

auxilio-doenca-doencas-solicitar

Você pode consultar as doenças que dão direito ao Auxílio Doença diretamente na página do INSS na internet. O órgão mantém informações atualizadas sobre todos os procedimentos necessários para que você comece a receber o benefício. Atualmente o valor do Auxílio Doença é de um salário mínimo, mas com as novas reformas na previdência esse valor pode ser reduzido.

É importante que você faça todos os exames e tenha posse de documentos que confirmem que a sua doença dá direito ao Auxílio Doença. Se os documentos forem fortes, a perícia do INSS será obrigada a te conceder o benefício.

Doenças que dão Direito ao Auxílio Doença – Lista

Lista de Doenças que dão direito ao Auxílio Doença

Em alguns casos o INSS se recusa ao pagamento, alegando que a doença apresentada não é grave, apesar de constar na lista de doenças que dão direito ao Auxílio Doença acima. Se isso acontecer, faça um recurso.

Aposentadoria para MEI – Empreendedor

Aposentadoria Microempreendedor Individual

Tire as principais dúvidas em relação à previdência social para quem é Micro Empreendedor Individual – MEI. Confira as principais dúvidas em relação à aposentadoria do MEI.

Para muitos a possibilidade de abrir uma empresa como MEI é considerado um orgulho por deixar de lado a vida de trabalho em CLT e tornar-se um empreendedor. No entanto, os mesmos começam a ter uma série de dúvidas as quais não passavam antes pelas suas mentes, como o pagamento do INSS, da Previdência Social e de outras alíquotas para terem os benefícios da previdência no futuro.

aposentadoria-mei

Tendo em vista esta mudança de estado, de CLT para um empreendedor MEI, as pessoas podem ficar despreocupadas, pois elas poderão aposentar-se e receber todos os auxílios que uma pessoa contratada recebe caso seja realizado o pagamento das alíquotas necessárias corretamente.

No caso da Aposentadoria para Micro Empreendedor Individual, a mesma também é garantida, pois o mesmo estará realizando o pagamento da alíquota equivalente à 8% mediante uma única guia, onde estarão constatados os demais impostos que o mesmo precisa pagar. Por isso, caso o pagamento da mesma tenha sido efetuada corretamente, as pessoas não precisam preocupar-se, pois estarão recebendo a aposentadoria normalmente quando atingirem o tempo mínimo de contribuição, e a idade mínima para a aposentadoria colocada pela Previdência Social.

Para entender como são somados os períodos já contribuídos por estas pessoas para receber a Aposentadoria para MEI, confira o restante do artigo e fique por dentro das informações.

MEI Tempo de Contribuição

Trabalhei como empregado CLT e agora sou MEI, o período anterior continuará sendo contado?

Este é um dos grandes medos de quem está iniciando a carreira e quer receber no futuro a Aposentadoria para MEI. Para tirar essa dúvida, é importante saber que os períodos em que trabalhou em regime CLT são somados normalmente até chegar o tempo de contribuição mínimo para sua aposentadoria. Se você trabalhou 1 ano em regime CLT e depois todos os anos como MEI, poderá somar todos os anos de trabalho desde que tenha contribuído em todos eles.

inss-aposentadoria-microempreendedor-individual

Da mesma forma acontece quando a pessoa deixa de ser MEI, e começa a trabalhar novamente como empregado de carteira assinada. É possível somar todos os períodos para que no final, ao cumprir os 30 anos de contribuição e atingir a idade mínima para homens e mulheres poderão receber sua aposentadoria normal.

Micro Empreendedor INSS Benefícios

Para poder emitir a guia com as contribuições necessárias destinadas ao empreendedor MEI, é preciso acessar o site http://www.portaldoempreendedor.gov.br/mei-microempreendedor-individual/emissao-de-carne-de-pagamento-das esta guia é chamada de DAS-MEI, e conforme já mencionado anteriormente, todos os impostos que o mesmo precisa registrar pagamento estão inclusas nesta guia de contribuição.

Uma ótima noticia para as pessoas que estão inclusas no regime MEI, é que a alíquota destinada ao INSS é bem menor, sendo apenas 5% do valor referente ao salário mínimo vigente, este é para que as pessoas possam ter acesso aos benefícios do INSS como o auxilio doença, a pensão por invalidez e as licenças, como a maternidade, por tanto, desde que sejam contribuídos normalmente, o empreendedor não terá problemas com os seus direitos.

Previdência Social Requerimento

INSS Requerimento

Para as pessoas que desejam solicitar a aposentadoria, vejam quais são os procedimentos apara solicitar o requerimento. Como fazer o requerimento junto a Previdência Social.

Tendo em vista as novas regras estabelecidas pelo governo Temer para a Previdência Social, muitas pessoas estão solicitando a aposentadoria precoce, mesmo tendo que receber um valor menor ao qual tenham direito, para eles não precisem trabalhar por muito mais tempo do que o previsto, e possam destinar-se a atividades que gerem remuneração sem precisarem estar registrados em regime CLT ou como empreendedor.

inss-requerimento

No entanto, para que os mesmos possam solicitar a aposentadoria, e necessário fazer o requerimento junto a Previdência Social. Esta e a forma de dar o aviso prévio ao órgão informando que deseja entrar no processo de aposentadoria, tanto seja por idade ou pelo tempo de contribuição. Por isso, é preciso fazer estar solicitação de forma antecipada para evitar atrasos.

Este requerimento da Previdência Social e praticamente uma carta que as pessoas enviam para o órgão geralmente um ano antes de estarem aptos para receberem o benefício da aposentadoria por idade e por tempo de contribuição, o qual deve ser de 35 e 65 anos para homens e 30 com 60 anos para as mulheres. Seja estes empregados ou autônomos.

Para entender melhor como funciona o sistema de requerimento da Previdência Social, vamos mostrar como fazer essa solicitação e onde será preciso solicitar a mesma, que pode ser via internet.

Como fazer a solicitação do requerimento da Previdência Social

Muitos dos serviços atuais, principalmente aqueles serviços provindos do INSS e da Previdência Social, podem ser feitos via internet. Para o requerimento podem acessar o site www.previdencia.gov.br/servicos-ao-cidadao/todos-os-servicos/auxilio-doenca/ e preencher todos os dados, o requerimento será enviado até o órgão e o agendamento será possível fazer também pela internet, no mesmo site onde se faz o requerimento.

previdencia-social-requerimento

Tanto o requerimento para a aposentadoria, como o requerimento para afastamento do auxílio doença pode ser realizados por esta via. Basta preencher todos os dados, no caso de solicitação de auxilio doença, e agendar a sua visita junto ao órgão do INSS para poder obter o seu benefício. Lembrando que para este auxilio, serão necessários procedimentos a mais que para a aposentadoria, tais como pericias para comprovar a situação das pessoas que estão fazendo o requerimento.

Tanto ambas as solicitações, para a aposentadoria como para ao auxílio doença podem ser realizadas pela internet, mas o agendamento deve ser feito para uma visita presencial, o mesmo poderá ser efetuado em uma agencia próxima do INSS, ou da própria Previdência Social. E os beneficiados precisarão estar atualizados com o cartão cidadão para terem acesso e receberem os valores de ambos os benefícios.

Requerimento Auxílio Doença INSS

Para fazer o requerimento acesse: Auxílio Doença Agendamento Previdência Social

requerimento-auxilio-doenca

Caso falte pouco tempo para aposentar-se, agilize o seu requerimento da Previdência Social e formalize seu pedido, para evitar problemas n futuro e atrasar o processo de aposentadoria por tempo de contribuição e por idade. Ainda mais este ano com as crises políticas que o pais está sofrendo, onde as mudanças podem acontecer a qualquer momento por parte do governo federal.

Aposentadoria do Professor Novas Regras

Novas Regras de Aposentadoria do Professor

Entenda como as novas regras da aposentadoria podem prejudicar os professores da rede de ensino pública e privada. Conheça as novas regras para Aposentadoria dos Professores, e como os mesmos estão agindo devido a ela.

Vários professores estão reclamando devido a nova regra para Aposentadoria de Professores, instituída pelo governo. Estas novas regras incluem a mudança no tempo de contribuição e na idade dos trabalhadores que dão aula nos regimes de ensino fundamental e ensino médio. A maioria destas mudanças, principalmente as que envolvem a previdência com a aposentadoria, estão gerando prejuízos não somente aos professores, como também aos demais trabalhadores normais.

aposentadoria-do-professor-inss

Atualmente, os professores que trabalham tanto nos regimes público e privado possuem um regime especial de aposentadoria. Os homens podem aposentar-se com 30 anos de contribuição e 55 anos de idade, e as mulheres com 25 anos de contribuição e com 50 anos de idade. Esta forma especial de aposentadoria destinada aos professores devido ao desgaste que o trabalho de lecionar proporciona às pessoas.

Com as novas regras da aposentadoria, os professores da rede de ensino fundamental e ensino médio, terão que aposentar-se com as mesmas regras que os outros trabalhadores normais. Ou seja, com 30 anos de contribuição e 65 anos de idade para homens, e 30 anos de contribuição com 60 anos de idade para mulheres. Tal regra nova causa bastante prejuízo para os professores, os quais se exaustam devido a profissão.

novas-regras-aposentadoria-professor-inss

O que os professores fazendo com as nova regras da aposentadoria?

Muitos dos professores já se afastaram e pediram atestados anteriormente devido ao estrese que a profissão gera. Principalmente para quem trabalha no ensino fundamental. Com isso, a ideia de muitos e poder deixar a profissão e pensar em alguma opção para manter-se dispostos aos trabalhos de lição, tal como reduzir a carga horaria de trabalho em sala de aula, destinar mais tempo a atividades extracurriculares, a fim de evitar o desgaste muito cedo da profissão.

Esta novas regras da Aposentadoria dos Professores veio em conjunto com o estabelecimento da nova PEC estabelecida pelo governo Temer e que também gerou vários transtornos aos professores. Estes fizeram várias greves afim de evitar que a mesma seja autorizada, mas no início do ano o governo já estabeleceu que a nova PEC para os professores e o sistema da previdência social para que a aposentadoria seja igual ao dos demais trabalhadores.

Saiba mais sobre o assunto acessando: Reforma da Previdência, o que muda?

Muitos dos professores também estão pensando em uma nova estratégia para fugir das novas regras da aposentadoria. Caso os mesmos se aposentem hoje, poderão estar recebendo um salário de aposentadoria bem menor do que receberiam com as regras anteriores. Mas os mesmos poderão estar se desligando da profissão e tentando realizar outras atividades para contribuir com a sua renda. Para muitos esta estratégia não e a mais ideal, pois ainda estarão no prejuízo, mas com o desgaste da profissão de professores os mesmos pelo menos poderão estar descansando mais cedo.

Tabela Aposentadoria do Professor INSS

simulacao-aposentadoria-professor

Simulador Aposentadoria do INSS para Professor

Se deseja fazer uma simulação de sua aposentadoria, acesse o seguinte endereço e preencha todos os dados: www.cgu.gov.br/simulador

Antecipação de Décimo Terceiro Salário INSS

Antecipar 13º Salário de Aposentadoria INSS

Veja se você pode pedir a Antecipação de Décimo Terceiro Salário oriundo do INSS e saiba como solicitar. Antecipação de décimo terceiro para aposentados e pensionistas do INSS.

A possibilidade de Antecipação de Décimo Terceiro Salário INSS não é uma novidade para todos. Esta possibilidade existe há mais de dez anos, e anualmente os aposentados e pensionistas da Previdência Social sabem que podem antecipar o seu beneficio antes de chegar o final do ano. No entanto, ainda não é possível saber se o salário INSS para o décimo terceiro possa ser antecipado este ano.

antecipacao-decimo-terceiro-salario-inss

Isso se deve à crise política que o Brasil está sofrendo, com as mudanças em projetos e cada dia novas noticias oriundas do setor político do país, fica difícil a todos saber se será possível fazer a Antecipação do Décimo Terceiro por meio do INSS, já que nos últimos anos esta antecipação costumou atrasar para poder ser liberada.

Geralmente, todos os anos o governo libera a antecipação em duas parcelas, que normalmente começam em agosto e terminam em setembro. Muitos aposentados e pensionistas costumam solicitar o salário INSS com antecipação para não correr o risco de acontecer algum coisa no final do ano que os impeça de receber o décimo terceiro, com isso, todos os anos quando o mesmo é liberado, geralmente é bastante solicitado.

Caso você não esteja por dentro ainda deste assunto, confira a seguir quem pode solicitar a antecipação da primeira parcela do décimo terceiro salário e como fazer para conseguir receber de forma antecipada.

Quem pode fazer a antecipação do décimo terceiro salário?

Como estamos falando de salário INSS, somente os aposentados e pensionistas, ou qualquer pessoa que receba a renda provinda do INSS por algum auxilio pode estar recebendo o decimo terceiro. Por tanto, a antecipação do mesmo também pode ser feita somente por estas pessoas que estão aposentadas ou recebem algum pensão do órgão ao qual está sendo tratado neste capitulo.

Para que a pessoa receba a antecipação do decimo terceiro, é necessário que o governo autorize esta ação. Isso costuma acontecer próximo aos dias em que a antecipação pode ser retirada, geralmente nos meses de agosto e setembro. Esta antecipação somente pode ser feita após a liberação oficial do governo.

13-salario-inss

Valor Décimo Terceiro INSS

Após estar liberado o saque, geralmente o decimo terceiro é pago em duas parcelas, divididas uma em cada mês subsequente. Os valores variam entre 500 a 25 mil reais, e os mesmos são pagos a todos aqueles que possuem direito ao salário na Previdência Social. Caso este ano a mesma for logo aprovada, você aposentado ou pensionista poderá fazer a solicitação junto à um órgão da Caixa Econômica Federal, levando sua documentação.

Pagamento 13º INSS

Os pagamentos geralmente costumam ser disponibilizados na conta bancária da Caixa Econômica Federal de cada pessoa que é aposentada, assim como seu salário INSS também é disponibilizado nessa conta. Lembrando que a antecipação não é algo obrigatório, mas com a situação instável da economia do país, as pessoas principalmente as idosas preferem garantir o mesmo o mais rápido possível.

Período de Graça INSS

Período de Graça Previdência Social

O que significa o Período de Graça no INSS? Entenda e mantenha-se informado sobre esse período! Se já ouviu falar do Período de Graça do INSS, veja como funciona.

Como o próprio nome já diz, Período de Graça do INSS é um período de tempo em que a pessoa não precisa contribuir como INSS, mas que ainda pode estar assegurado pelo mesmo. As pessoas que estão no Período de Graça do INSS não estarão desta maneira o tempo todo, ou a vida toda. Este período é limitado e depende de algumas regras e restrições, que serão melhores detalhadas a seguir.

periodo-de-graca-inss

Todas as pessoas que fazem o pagamento do INSS, realizam este pagamento para teres os benefícios posteriores, como auxilio doença, pensão por invalidez ou a aposentadoria, e dentre outros benefícios. Estas pessoas são chamadas de asseguradas pelo INSS, e quando as mesmas não possuem um emprego registrado em CLT que faz o desconto automaticamente do seu salário, as mesmas podem fazer o pagamento por conta própria ao INSS, para poder garantir seus direitos.

No entanto, existem algumas situações onde os assegurados não são obrigados a pagar o INSS, e mesmo assim continuam com o apoio do mesmo caso acontecer algum infortuno. Veja no tópico a seguir quais são estes casos, e por quanto tempo eles são válidos.

Quando é possível ter o Período de Graça do INSS?

Existem inúmeros casos onde o pagamento do INSS não é obrigatório para manter-se na qualidade de assegurado, aqui serão citados os casos mais comuns e que acontecem na sociedade.

Primeiramente, o assegurado que colher o seu seguro desemprego. Este irá se encontrar com o Período de Graça nos 12 meses após ter pagado o valor total do seguro desemprego, ou seja, 5 meses após ser demitido sem justa causa e não esteja exercendo nenhuma atividade remunerada. O Período de Graça do INSS é valido somente caso nesses 12 meses após o seguro desemprego o assegurado não esteja trabalhando com atividades remuneradas.

Quem Tem Direito ao Período de Graça do INSS?

Confira na tabela a seguir quem tem direito a manutenção do Segurado da Previdência Social:

tabela-periodo-de-graca-inss

Este caso pode acontecer, mas é muito escasso, pois muitas pessoas deixam de receber o seguro desemprego e já começam a trabalhar novamente em regime CLT, pulando desta maneira o Período de Graça da Previdência Social ao qual teriam direito de receber os benefícios do INSS sem precisar estar contribuindo.

Qualidade de Segurado Previdência Social

qualidade-do-segurado-inss

Período de Graça do INSS Benefícios

Outro caso é quando o trabalhador encontra-se com uma doença compulsória, onde o mesmo possui o seguro do INSS e é considerado assegurado nos 12 meses de reclusão. As pessoas que estiveram realizando o serviço às Forças Armadas terão também 3 meses de Período de Graça do INSS após obtiverem o seu licenciamento.

Como é possível verificar, o Período de Graça pode variar em cada situação, e pode ser bastante arriscado manter-se nesse período. O mesmo é indicado somente nos casos em que as pessoas não possuam mesmo condições de fazer o pagamento mínimo de contribuição com o INSS, mas que precisem manter-se como asseguradas e com o direto de obter o beneficio a qualquer momento.

Tabela Período de Carência Benefícios INSS

periodo-de-carencia-beneficios-inss

Senha CNIS – Cadastrar

CNIS Cadastrar Senha Pela Internet

Verifique se os depósitos do INSS estão sendo realizados corretamente, sem precisar sair de casa, graças à Senha CNIS. Uma forma mais fácil de consultar extratos do tempo de contribuição do INSS.

Muitas pessoas podem acompanhar hoje o extrato do INSS, para verificar se o mesmo está sendo pago corretamente, qual é o valor que está sendo depositado todos os meses, além de todas as informações trabalhistas das pessoas: como onde ela já exerceu suas atividades, quanto tempo trabalhou em tal empresa, qual era o seu salário, dentre outras informações.

cnis-senha

No entanto, quem ainda não sabe como consultar estas informações, é importante que conheçam o recurso CNIS. Uma forma de consulta de extrato de INSS que pode ser feito em casa, a traves da internet. Para isso é preciso cadastrar a Senha CNIS, que será mais bem explicada neste post. Para você que ainda não conhece este beneficio, veja neste conteúdo como funciona a Senha CNIS e como fazer suas consultas online.

O que é o CNIS?

O CNIS é conhecido como o Cadastro Nacional de Informações Sociais, é uma plataforma onde os assegurados podem receber informações oriundas dos seguradores. As empresas que fazem os depósitos do INSS por exemplo. Ele funciona como uma forma de extrato da vida profissional do trabalhador, onde é a traves desta documentação que é possível dar entrada na aposentadoria no momento indicado, além de poder fazer o calculo correto de quanto receberá do INSS para que não seja burlado por outras pessoas.

Como fazer o cadastro da Senha CNIS pela internet

Primeiramente é preciso ter acesso à internet desde um computador. Após basta visitar o sitehttps://meu.INSS.gov.br/central/index.htmlnesta plataforma é possível acessar o extrato CNIS. Como você ainda não possui acesso à plataforma, nessa nova janela é preciso ir em “cadastrar” para criar sua senha CNIS.

Uma nova aba será aberta para que possa preencher os dados, os dados solicitados são fáceis de conseguir, tais como o CPF, o nome da mãe, e a data de nascimento. Após isso, o sistema irá emitir uma tela com um numero de acesso, é nesse momento que precisa entrar em contato com a central da Previdência Social, através do numero de telefone 135.

Basta agora informar o número gerado na plataforma para conseguir a Senha CNIS, que o seu cadastro estará liberado para entrar e consultar os extratos disponíveis até atualmente. A central de atendimento da Previdência Social funciona em horário comercial, de segunda a sexta das 07 até às 22 horas, no entanto, se tiver algum problema com o acesso ou com o cadastro da Senha CNIS, basta entrar em contato com os mesmos para solucionar as dúvidas.

Tendo isso feito, é possível ter acesso e calcular o valor de sua aposentadoria no futuro. Algumas vezes a plataforma de cadastro emite uma mensagem de erro, a qual pode ser tentada novamente em outro momento, mas caso o problema insista, é preciso entrar em contato com o órgão informado para poder solucionar o problema e ter acesso aos seus dados.

Cadastrar Senha CNIS pela Internet Passo a Passo

cadastrar-senha-cnis-pela-internet

Aposentadoria Mista Atividade Rural e Urbana

Aposentadoria Híbrida Atividade Rural e Urbana

Entenda como funciona a Aposentadoria Mista para quem trabalhou ou irá trabalhar com Atividade Rural. As duvidas respeito à Aposentadoria Mista ou Hibrida.

A Aposentadoria Mista veio para somar aos benefícios dos trabalhadores, ainda mais agora com as cobranças das novas regras que a Previdência Social pretende incluir. Para muitas pessoas ainda ficou confuso o termo, pois a mesma trata sobre diversos assuntos e requisitos: a idade das pessoas, a Atividade Rural, a Atividade Urbana, o tempo de contribuição ao INSS, dentre outros.

aposentadoria-mista

Para que fique mais claro para todos, vamos abordar as diferenças da Aposentadoria Mista em relação à aposentadoria normal, a fim de compreender como funcionam ambos os tipos de aposentadorias, sendo a tratada atualmente como beneficio os trabalhadores rurais, e dos que desejem integrar esta atividade depois de exercerem alguma Atividade Urbana.

Aposentadoria Híbrida Como Funciona

A Aposentadoria Mista ou Híbrida serve para beneficiar as pessoas que já trabalharam com a Atividade Rural, mas que depois vieram para a cidade e começaram a trabalhar com carteira assinada, e desta forma começaram também a contribuir com o INSS para poder ter a sua aposentadoria. Como a regra geral é que as pessoas precisem contribuir 30 anos com o INSS independente da atividade: em regime CLT ou como autônomo, estes anos para a aposentadoria seriam somente 15, parte deles somados os anos em que trabalhou na zona rural, e a outra parte trabalhada na cidade.

A idade também para os beneficiários da Aposentadoria Mista é diferente: para os homens, a idade deve ser de 60 anos, e para as mulheres 55, ao contrario da aposentadoria normal, onde os homens precisam ter 65 anos e as mulheres 60, mais os 30 anos de contribuição com o INSS.

Como Funciona a Aposentadoria Mista

Para clarear ainda mais a situação, vamos mostrar um exemplo onde se aplica a Aposentadoria Mista: um trabalhador que esteve 13 anos trabalhando na Atividade Rural vem para a cidade e começa a trabalhar em regime CLT. O mesmo precisará contribuir somente 2 anos com o INSS para obter a sua Aposentadoria Mista, e completar 60 anos de idade.

aposentadoria-hibrida-urbana-rural

No momento em que o mesmo completou seus 60 anos, obteve no total 15 anos somando a Atividade Rural e urbana, o mesmo estará apto para aposentar-se. No entanto é preciso comprovar que o mesmo esteve tantos anos trabalhando na zona rural, e as formas mais comuns de comprovação é mediante o testemunho de pessoas que o conheceram durante esse período.

O mesmo equivale para mulheres, com a diferença de idade, que no caso delas a Aposentadoria Mista pode ser conseguida aos 55 anos. Esta forma de aposentadoria serviu como grande benefício para pessoas que deixaram o campo para virem até a cidade, e também para aquelas que estão deixando a cidade para trabalharem no campo. Os anos de trabalho precisam somar somente 15 anos, e os mesmos poderão estar recebendo o beneficio através do próprio INSS.

Licença Nojo – Quem tem direito, Quantos Dias

Benefício Licença Nojo Quem tem direito?

O que é licença nojo: É natural que um funcionário, seja ele público ou de empresa privada, procure evitar ao máximo faltar ao trabalho sob pena de perder direitos e até o emprego.

licenca-nojo

Porém há situações especiais em que a falta é permitida, como acontece após o casamento do empregado(a). Após o matrimônio, ele passa ater direito a 3 (três) dias de folga sem que haja qualquer diminuição de seu salário, como previsto no ART. 473, II, da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Outra forma de faltar ao trabalho sem correr o risco de sofrer qualquer prejuízo é quando ocorre o falecimento de algum familiar, que é chamado de Licença Nojo. Neste caso, o celetista ganha o direito de ausentar-se por 2 (dois) dias corridos (não será contato o dia do falecimento do familiar no caso de o funcionário ter comparecido ao trabalho).

Licença Nojo Quem tem direito?

Naturalmente, você deve se perguntar: “quem tem direito à Licença Nojo?”. São:

  • Pais;
  • Avós;
  • Filhos;
  • Netos;
  • Irmãos;
  • Outras pessoas que dependam economicamente no falecido, terão direito à Licença Nojo.

Interessante ter presente que no caso do falecimento de um enteado, por exemplo, a pessoa que é cônjuge não terá direito à Licença Nojo.

No entanto, se o enteado que foi a óbito dependia economicamente do padrasto ou madrasta, o funcionário goza do direito da Licença Nojo como se fosse um filho, por exemplo.

Licença Nojo Servidores Públicos

Para servidores públicos as regras da licença nojo não são iguais. Conforme o grau de parentesco, o benefício é maior.

Contudo, como cabe à lei estadual reger a Licença Nojo para servidores estaduais, esse período pode ser maior (nunca menor) ao que estabelece o decreto estadual. Veja:

No caso de morte de cônjuge ou equiparado – no caso, do companheiro -, de filhos, pais ou de irmãos,o servidor público poderá se ausentar do trabalho por até oitodias corridos (não conta o dia do falecimento do familiar caso o servidor tenha comparecido ao trabalho), a título de Licença Nojo.

No caso do falecimento de outras pessoas o servidor só terá direito apenas a 2 (dois) dias corridos (não conta o dia do falecimento do familiar e caso tenha comparecido ao labor).

Como ter mais dias Licença Nojo CLT?

Para que um funcionário sob regime da CLT tenha direito a mais tempo de luto, ou seja, ausentar-se do trabalho por mais dias de Licença Nojo, será preciso que haja algum tipo de disposição ou convenção coletiva que faça parte de um acordo estabelecido entre o patrão e os empregados.

licenca-nojo-quem-tem-direito

Obviamente, o patrão poderá liberar mais dias de licença nojo ao empregado quando achar necessário.

Salvo acordo ou convenção que faça parte do regime interno da empresa, bem como da liberação voluntária do empregador, após os dias previstos pela Licença Nojo o funcionário sob regime da CLT deve voltar ao trabalho normalmente, sob pena de sofrer redução salarial ou, em casos mais graves, ser demitido por excesso de faltas.

Nunca é uma boa surpresa o falecimento de um familiar, pelo contrário, é um momento de dor e de tristeza, obviamente, porém sempre será positivo conhecer os seus direitos, como é a Licença Nojo.

Você agora já sabe: se perder um ente querido, poderá se ausentar por até dois dias do trabalho, excluindo o dia do óbito de seu familiar. É o benefício que você recebe: a Licença Nojo.

Auxílio Doença Quem tem Direito, Formulário Requerimento

Formulário de Requerimento Auxílio Doença

Possui alguma limitação que o impeça de exercer suas atividades na vida profissional? Veja se você possui direito de receber o auxílio doença do INSS.

O Auxílio Doença é um beneficio que as pessoas não gostariam de ganhar. Pois se está precisando do beneficio é por que não pode exercer suas atividades devido a ter alguma limitação, e na maioria dos casos esta limitação é grave, sendo nos casos onde a doença é permanente nas pessoas.

auxilio-doenca-quem-tem-direito

Auxílio Doença Quem tem Direito

No entanto, muitas pessoas podem receber o Auxílio Doença por um tempo determinado, onde se acidentaram por algum motivo e demorarão algum tempo para poder trabalhar. Nestes casos são abrangentes as pessoas que tiveram algum acidente laboral, e são afastadas do emprego por não poderem exercer as atividades regularmente.

Para que você saiba Quem Tem DireitoaoAuxílio Doença, é necessário primeiramente estar contribuindo com o INSS, pois é desde órgão que estarão sendo pagos os salários da pessoa afastada. O INSS é o órgão responsável por cuidar dos benefícios dos trabalhadores tais como: o próprio Auxílio Doença, a licença maternidade, as aposentadorias, e dentre outros benefícios.

Além desta existe também algumas outras exigências para saber Quem tem Direito ao Auxílio Doença, tal como: estar incapacitado de exercer suas atividades laborais por mais de 30 dias, é preciso também estar no mínimo 12 meses contribuindo com a Previdência Social, e a pessoa precisará também de um laudo que informe estar incapacitado para trabalhar.

Como solicitar o requerimento do Auxílio Doença

Em muitas empresas na atualidade, o setor de RH possui o requerimento do Auxílio Doença. Desta forma, as pessoas podem apenas levar as documentações solicitadas até o INSS e aguardar a resposta dos mesmos. Caso as empresas não possuam, muitos empregados ficam com dúvidas e acabam não indo atrás do requerimento do Auxílio Doença, ficando ser receber pelos seus direitos.

No entanto, essas instruções auxiliará para que as pessoas possam obter por conta própria o requerimento do Auxílio Doença, pois o mesmo pode ser conseguido pela internet, no site https://www2.dataprev.gov.br/sabiweb/agendamento/inicio.view#sabiweb basta preencher todos os dados, e aguardar que seja realizada a pericia para garantir o Auxílio Doença.

auxilio-doenca-formulario-requerimento

Formulário Auxílio Doença

É necessário, no entanto saber que, nessa pericia do Auxílio Doença, as pessoas podem ser aprovadas ou reprovadas pelo médico. Caso ocorra a reprovação, é possível fazer novamente o requerimento e agendar uma segunda perícia, pois esta aprovação depende do médico ao qual está sendo consultado. Alguns deles consideram as doenças sem gravidade, podendo a pessoa estar exercendo a atividade regularmente.

Caso conheça alguém que precise deste beneficio, e não tenha conseguido por ficar perdido no meio dos procedimentos, auxilie o mesmo realizando o requerimento do Auxílio Doença pela internet, será realizada uma nova pericia para constatar se a mesma á mesmo incapacitada para realizar as atividades. Não deixe as pessoas burlarem para conseguir o direito pelo qual já tem contribuído por anos junto ao INSS.

Tempo de Serviço INSS Averbação

Averbação de Tempo de Serviço INSS

Você que é funcionário publico, saiba como fazer a averbação do seu tempo de contribuição com o INSS e obter os seus benefícios aos quais tem direito. Conheça a certidão de tempo de contribuição ao INSS.

Muitas pessoas já precisaram passar por esta solicitação para obter a aposentadoria do INSS. Saibam que, no momento em que as pessoas passam em algum concurso púbico, tanto seja federa, estadual ou municipal, os períodos contribuídos com o INSS não são somados automaticamente das empresas privadas onde trabalhou anteriormente, para que os mesmos sejam somados, é preciso solicitar a certidão do tempo de contribuição no INSS para que o setor de recursos humanos possa fazer a averbação.

tempo-de-servico-inss-averbacao

Nos casos em que as pessoas tenham saído de um cargo público, e comessem a trabalhar em uma empresa privada, também é preciso fazer esta solicitação de Tempo de Serviço INSS, para que possam somar-se os períodos trabalhados, e poder obter sua aposentadoria corretamente no tempo calculado.

Certidão de tempo de contribuição INSS

Esta solicitação pode ser feita para confirmar que as pessoas que trabalharam no setor público continuaram contribuindo com o Tempo de Serviço do INSS durante o trabalho no cargo público, portanto, é um documento exclusivo dos servidores que precisam estar fazendo a solicitação pessoalmente no órgão. Para que o tempo de contribuição não comesse a somar do zero a partir do momento em que exerce uma profissão pública, e sejam somados os períodos em que contribuiu no INSS com as empresas privadas onde já trabalhou.

A averbação é preciso ser feita no RH da empresa onde a pessoa está trabalhando. No entanto, para que a mesma obtenha a documentação é preciso ir junto à uma unidade mais próxima do INSS, para fazer a solicitação do documento que comprove o seu Tempo de Serviço no órgão, e assim possa obter seus direitos.

Fazer averbação INSS Solicitação

Para dar inicio a esta solicitação, é preciso agendar a visita a traves do telefone 135, ou no site da Previdência Social. Já na data de visita ao local, as pessoas precisam levar um documento com foto, podendo ser RG e o seu respectivo CPF. Caso as mesmas desejem que o atendimento seja feito de forma agilizada e facilitar os procedimentos, também podem estar levando os comprovantes que identifiquem o Tempo de Serviço INSS das empresas onde já trabalhou.

averbacao-tempo-de-servico-inss

Estes comprovantes do INSS podem ser tanto a carteira de trabalho do profissional, como os carnês de pagamento do serviço e outros comprovantes de contribuição. Para as pessoas que trabalharam como autônomas e fizeram o recolhimento do INSS, é preciso que levem as guias de pagamento.

Além de toda essa documentação, as pessoas que já foram servidores públicos precisam levar o documento oficial do órgão de lotação. Este permite identificar que o mesmo estava ativo no momento em que solicitou a certidão para fazer a averbação. Este documento deve conter algumas informações importantes, tais como o CNPJ, o nome e o endereço da onde presta seus serviços.

Teto Máximo INSS – Valor

Valor do Teto Máximo do INSS

Saiba qual é o valor máximo que o INSS paga para os benefícios de aposentadoria, auxílio doença, afastamento e outros. Para você que recebe altos salários, veja se é compensatório aposentar-se pelo INSS.

Para as muitas pessoas que não esperam a hora de aposentar-se e deixar de trabalhar, não vêm à hora de esse momento chegar. Mas esta realidade e este sonho apenas fazem parte dos trabalhadores que são registrado em regime CLT com valores inferiores a 5 mil reais. Para as pessoas que recebem salários maiores, quanto mais tempo puderem estar trabalhando, é melhor.

inss-teto-maximo

Isso se deve ao Teto Máximo do INSS, pago pelo mesmo no momento em que as pessoas se aposentam. Paras as pessoas que recebam salários que alcancem os 8 a 15 mil reais, o valor as aposentadoria não é algo agradável tendo em vista o valor máximo do pagamento do mesmo pelo INSS. Por isso, muitas pessoas não dão entrada ao beneficio e continuam trabalhando e contribuindo com o mesmo, até o momento em que considerarem convenientes.

Por mais que a cada ano que passa o Teto Máximo do INSS tem aumentado em relação aos anos anteriores, para muitas pessoas esta realidade ainda continua sendo insatisfatória. Muitas delas gostariam de contribuir um pouco mais junto ao INSS para que, no momento da aposentadoria possam receber o mesmo salario que receberiam se estivessem trabalhando, e o que mais entristece estas pessoas é que esse valor do teto máximo no INSS tende a cair com o passar dos anos aposentados.

Qual é o valor do Teto Máximo do INSS?

Valido apenas para pessoas que recebem mais de 937 reais, sendo um valor limite de até 5 mil reais, o valor do Teto Máximo do INSS que foi reajustado a partir do dia 1 de 2017 é de 5.531,31 reais. As pessoas que ganhem um valor maior de salario, fazem a contribuição somente do percentual referente à esse valor, para que na sua aposentadoria possam receber este salario, ou caso precisem do auxilio doença e outros benefícios do INSS.

Este valor de teto máximo de aposentadoria é colocado pelo governo para limitar a quantidade de dinheiro pago apenas para algumas pessoas, e podem distribuir melhor os valores da aposentadoria para aqueles que não recebem salários altos. Ao governo não é compensatório pagar altos salários de aposentadoria, no entanto, o valor do teto máximo é reajustado e vem aumentando todos os anos.

valor-teto-maximo-inss

Para as pessoas que recebem estes salários maiores, o valor da contribuição chega a ser cerca de 500 reais, ou seja, não importa se receba 5, 10 ou 15 mil reais de salario, seu valor de contribuição de INSS começa a ser o mesmo a partir do momento em que começa a receber o valor do salario igual ao máximo do teto pago pelo INSS.

No entanto, ainda existem muitas pessoas que se aposentam com esse valor, e acabam deixando suas vidas de milionários, pois este valor vai diminuindo ao passar dos anos e cabe a cada pessoa saber investir o valor de sua aposentadoria em mercados de constante crescimento, para não chegar no momento de receber apenas um salário mínimo.